Troquei de carro!

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-dHz
*

*
Você gostou da cor?
Fraternalmente,
Leal, encarnado há 26.221 dias, obrigado Senhor!
=== Aprendiz em todas as instâncias da Vida ===
*** Sábado @ 20120505182002

Anúncios

ALCOOLISMO E DROGAS


*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-dHj
*
Tarde de Autógrafos do livro
ALCOOLISMO E DROGAS CAMINHOS DE SUPERAÇÃO

Participação:
Dr. Luiz Carlos Formiga, Dr. Jorge Pacheco
e Equipe do Map

Dia 26 de maio às 15h
Local: Av. Nossa Senhora de Copacabana,
462-B – Sobreloja – Copacabana – RJ
*
Tabaco e o álcool são drogas perigosas mas socialmente aceitas. Nas outras os vetores são representados pela figura dos traficantes.

Acontece que os condenados por tráficos, na sua maioria, não apresentam antecedentes criminais e geralmente estavam desacompanhados no momento da prisão em flagrante.

Outro dado importante é que mais de 50%, quando condenado, recebeu pena máxima.

Em cinco anos estamos formando doutores na pós-graduação.

Da prisão saem além de estigmatizados, com um outro tipo de “doutoramento”, pois o curso é em horário integral com dedicação exclusiva.

Esses vetores, os que são presos e condenados, fazem parte do ambiente social facilitador.

Por outro lado, no ambiente sócio-familiar também vamos encontrá-los (pais, tios, avós).

Aqui a droga já é socialmente aceita.

Também são dignos de pena, pelos exemplos de bebedeiras e pelo número de fumantes passivos que fazem.

A lei que os educará é outra.

LEIA MAIS.

Drogas. O exemplo Arrasta http://bit.ly/JT9p2z

“Podemos pensar de modo diverso sem, por isso, deixar de nos estimarmos. Afinal de contas, o que buscamos todos nessa tão palpitante e fecunda questão do Espiritismo? O nosso esclarecimento. Antes de mais, buscamos a luz, venha de onde vier; e, se externamos a nossa maneira de ver, trata-se apenas da nossa maneira de ver, e não de uma opinião pessoal que pretendamos impor aos outros; entregamo-la à discussão, estando prontos para a ela renunciar se demonstrarem que laboramos em erro.”
Allan Kardec
REVISTA ESPÍRITA – novembro 1858 – Polêmica Espírita
*
Colaboração:
Dr. Luiz Carlos Formiga
Rio de Janeiro-RJ