Remuneração Espiritual

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-eXW
*
20100922_remuneracao_espiritual
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
Remuneração Espiritual
*
Emmanuel
Paulo II Timóteo, 2:6.

Além do salário amoedado o trabalho se faz invariavelmente, seguido de remuneração espiritual respectiva, da qual salientamos alguns dos itens mais significativos: acende a luz da experiência; ensina-nos a conhecer as dificuldades e problemas do próximo, induzindo-nos, por isso mesmo, a respeitá-lo; promove a auto-educação; desenvolve a criatividade e a noção do valor do tempo; imuniza contra os perigos da aventura e do tédio; estabelece apreço em nossa área de ação; dilata o entendimento; amplia-nos o campo das relações afetivas; atrai simpatia e colaboração; extingue, a pouco e pouco, as tendências inferiores que ainda estejamos trazendo de existências passadas.

Quando o trabalho, no entanto, se transforma em prazer de servir, surge o mais importante da remuneração espiritual: toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para a execução das sentenças que lavramos contra nós próprios, segundo as leis de causa e efeito, se nos encontra em serviço ao próximo, manda a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.

E, quando ocorre, em momento oportuno, o nosso contato indispensável com os mecanismos da Justiça Terrena, eis que a influência de todos aqueles a quem, porventura, tenhamos prestado algum benefício, aparece em nosso auxílio, já que semelhantes companheiros se convertem espontaneamente em advogados naturais de nossa causa, amenizando as penalidades em que estejamos incursos ou suprimindo-as de todo, se já tivermos resgatado em amor aquilo que devíamos em provação ou sofrimento, para a retificação e tranquilidade em nós mesmos.

Reflitamos nisso e concluamos que trabalhar e servir, em qualquer parte, ser-nos-ão sempre apoio constante e promoção à Vida Melhor.
*
Psicografia: Francisco Cândido Xavier.
Livro: Perante Jesus
*
Leia mais: http://sinapseslinks.blogspot.com/search?q=benef%C3%ADcio#ixzz2Dh5kGlPv
*

Tereza Cabbaz Bicudo

*
Link permanente para esta mensagem:____ http://wp.me/p1oMor-eXL
*

*
Tereza Cabbaz Bicudo
*
Vide a mensagem sobre o qual o comentário é feito. Click aqui. Grato.
Comentário:
“Há muitas opiniões a respeito, porém, fico eu pensando cá com meus botões, se não existisse uma inteligência supra suma em todas as coisas deste mundo, como é que surgiu o homem com todas as funções funcionando dentro de diretrizes que amparam a vida do ser?

Isto somente dentro da nossa galáxia, e por aí afora em outros planetas e outras galáxias, como surgiria tudo isto que conhecemos e que desconhecemos, não temos a mínima noção do que ocorre em outros mundos, seus habitantes, seus costumes, suas aparências, seus modos de contemplar a beleza, invenções de tecnologias avançadas, robôs etc, etc.

Ora, é ser muito ingênuo para defender a teoria do ateísmo.

A diversidade de comportamento dos seres, de pensamentos, de inteligência, de compreensão etc, E desde que o mundo é mundo de onde sairiam tantas almas para habitar os mundos infinitos do nosso universo?

Será que já não estaria esgotado o número de viventes para fazer parte da vida de todos estes universos? Porque uns são tão atrasados e outros entre aspas têm um raciocínio bem mais aprimorado que outros?

Ora, quando as pessoas falam que morreu, acabou, o ser perde completamente a consciência de si mesmo e passa a não mais existir. Se assim fosse, para que nos esforçarmos em ser bons e fazer tudo dentro das diretrizes colocadas neste mundo por quem?

Se não existe espírito, se não existe Deus, quem colocaria tudo isto aqui e no acolá?

As pedras, os rios, as montanhas, os fiordes? os dinossauros? Ora façam-me o favor.

Não me obriguem a pensar que vocês estão abaixo da escala em matéria de inteligência do mais ínfimo inseto existente aqui na terra. Desculpem-me esta expressão muito forte, mas, é a maneira que tenho para colocar lá em baixo os achismos com que se expressaram com relação a não existência de Deus.
Eu Tereza Cabbaz Bicudo”
Blog:__ http://tecabi.wordpress.com/

A Porta Estreita

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-eXy
*

*
A porta estreita

3. Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta da perdição e espaçoso o caminho que a ela conduz, e muitos são os que por ela entram. – Quão pequena é a porta da vida! quão apertado o caminho que a ela conduz! e quão poucos a encontram! (S. MATEUS, cap. VII, vv. 13 e 14.)

4. Tendo-lhe alguém feito esta pergunta: Senhor, serão poucos os que se salvam? Respondeu-lhes ele: – Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois vos asseguro que muitos procurarão transpô-la e não o poderão. – E quando o pai de família houver entrado e fechado a porta, e vós, de fora, começardes a bater, dizendo: Senhor, abre-nos; ele vos responderá: não sei donde sois: – Pôr-vos-eis a dizer: Comemos e bebemos na tua presença e nos instruíste nas nossas praças públicas. – Ele vos responderá: Não sei donde sois; afastai-vos de mim, todos vós que praticais a iniquidade. Então, haverá prantos e ranger de dentes, quando virdes que Abraão, Isaac, Jacob e todos os profetas estão no reino de Deus e que vós outros sois dele expelidos. -Virão muitos do Oriente e do Ocidente, do Setentrião e do Meio-Dia, que participarão do festim no reino de Deus. – Então, os que forem últimos serão os primeiros e os que forem primeiros serão os últimos. – (S. LUCAS, cap. XIII, vv. 23 a 30.)

5. Larga é a porta da perdição, porque são numerosas as paixões más e porque o maior número envereda pelo caminho do mal. E estreita a da salvação, porque a grandes esforços sobre si mesmo é obrigado o homem que a queira transpor, para vencer suas más tendências, coisa a que poucos se resignam. E o complemento da máxima: “Muitos são os chamados e poucos os escolhidos.” Tal o estado da Humanidade terrena, porque, sendo a Terra mundo de expiação, nela predomina o mal. Quando se achar transformada, a estrada do bem será a mais freqüentada. Aquelas palavras devem, pois, entender-se em sentido relativo e não em sentido absoluto. Se houvesse de ser esse o estado normal da Humanidade, teria Deus condenado à perdição a imensa maioria das suas criaturas, suposição inadmissível, desde que se reconheça que Deus é todo justiça e bondade. Mas, de que delitos esta Humanidade se houvera feito culpada para merecer tão triste sorte, no presente e no futuro, se toda ela se achasse degredada na Terra e se a alma não tivesse tido outras existências? Por que tantos entraves postos diante de seus passos? Por que essa porta tão estreita que só a muito poucos é dado transpor, se a sorte da alma é determinada para sempre, logo após a morte? Assim é que, com a unicidade da existência, o homem está sempre em contradição consigo mesmo e com a justiça de Deus. Com a anterioridade da alma e a pluralidade dos mundos, o horizonte se alarga; faz-se luz sobre os pontos mais obscuros da fé; o presente e o futuro tornam-se solidários com o passado, e só então se pode compreender toda a profundeza. toda a verdade e toda a sabedoria das máximas do Cristo.
*
Livro fonte:
O Evangelho Segundo o Espiritismo
Allan Kardec
Capítulo XVIII – Muitos os chamados e poucos os escolhidos

Fechou o hospital dos pobres

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-eXp
*

*
Fechou o hospital dos pobres
*
Fonte: http://paulotarcizio.blogspot.com.br/
*
Uma das lembranças mais antigas que tenho (eu teria uns quatro anos de idade) é esta: junto com meu Pai e minha Mãe, de manhã cedinho, com sol brilhando no céu azul, fazendo muito frio, descemos do ônibus dos Valentini em algum lugar na chegada de Pinda. Andamos bastante, em direção ao Cemitério. Atravessamos uma linha de trem, caminhamos por um trecho com capim molhado de orvalho e chegamos a um prédio onde eu fui examinado por um doutor, minha mãe ganhou umas latas de leite em pó, remédios e depois… Depois não lembro mais nada, não sei onde era esse lugar que tinha pessoas que cuidavam da gente.

Mas o tempo passou e vim a descobrir que aquilo era o Posto de Puericultura do Hospital e Maternidade Bazin. Quem me contou direitinho foi o Demétrio Guarany Avelar, que hoje mora em Taubaté e foi um dos maiores jogadores de futebol do passado, tendo jogado junto com o Zito no infantil do São Paulinho. E, além disto, o Guarany também é avô da minha netinha Pietra. A narração é esta:

O Dr. Dimitrius Stambolos e sua esposa Leone Bazin, padrinhos do Guarany, venderam a Fazenda Ibiá (depois, Mandupá) e aplicaram o dinheiro na construção e montagem do Hospital, investindo em mobiliário, sala cirúrgica, farmácia, aparelho de Raio X e outros equipamentos. O prédio ficou com duas alas: uma para os pagantes e outra para os pobres. Com o passar do tempo, as despesas aumentaram muito, já que o Hospital era procurado quase que somente pelos pobres.

Na gestão do Dr. Adhemar de Barros, foi feito um convênio com o Estado, que passou a pagar o quadro de funcionários e a destinar uma verba para as despesas correntes. Porém, após alguns meses, o Estado parou de remeter a verba. Isto levou ao fechamento do hospital, para grande tristeza e decepção do casal Stambolos. O imóvel acabou sendo vendido para a Congregação dos Sagrados Corações, dos “padres brancos”, que ali permanecem até hoje.

Outro narrador me contou que um dos motivos para a queda da procura por parte de pagantes na maternidade foi a pregação da oposição religiosa: seriam amaldiçoadas as crianças que lá nascessem, porque os Stambolos eram espíritas.

Em nossa cidade, meus caros, a religião pegava pesado.
Autor:
Paulo Tarcísio
paulotarcisio@gmail.com
Pindamonhangaba-SP

Renúncia

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-eXg
*

*
Renúncia
*
FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER
ROMANCE DITADO PELO ESPÍRITO EMMANUEL
*
ÍNDICE
VELHAS RECORDAÇÕES
PRIMEIRA PARTE
CAPÍTULO 1 = Sacrifícios do amor
CAPÍTULO 2 = Anseios da mocidade
CAPÍTULO 3 = A caminho da América
CAPÍTULO 4 = A varíola
CAPÍTULO 5 = Na infância de Alcione
CAPÍTULO 6 = Novos rumos
CAPÍTULO 7 = Caminhos de luta
SEGUNDA PARTE
CAPÍTULO 1 = O padre Carlos
CAPÍTULO 2 = Novamente em Paris
CAPÍTULO 3 = Testemunhos de fé
CAPÍTULO 4 = Reencontro
CAPÍTULO 5 = Provas redentoras
CAPÍTULO 6 = Solidão amarga
CAPÍTULO 7 = A despedida
*
Faça o download do arquivo PDF. Click aqui. Grato.

What happens when human beings die?

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-eX6
*

*
What happens when human beings die?
*
Amigo visitante,
Amiga visitante,
Salve!
Tomo a liberdade de publicar um texto em inglês…
O assunto é muito interessante e palpitante.
Você pode ver o original. Click aqui. Grato.
Transcrevo abaixo uma parte do texto.
*
What happens when human beings die?; and is there a final destination for the soul? were the questions discussed among four scientists on a video that recently aired on “Through the Wormhole” hosted by Morgan Freeman on the Science channel.

A number of scientists who have studied consciousness and near-death experiences extensively believe they are close to solving the puzzle, but they vehemently disagree with each other about the solution.

Christof Koch, the Chief Scientific Officer of the Allen Institute of Brain Science and Lois and Victor Troendle Professor of Cognitive and Behavioral Biology at California Institute of Technology, argued that the soul dies and everything is lost when human beings lose consciousness. “You lose everything. The world does not exist anymore for you. Your friends don’t exist anymore. You don’t exist. Everything is lost,” he said.

Bruce Greyson, Professor of Psychiatry at the University of Virginia, challenged Koch’s view of consciousness. He said that, “if you take these near death experiences at face value, then they suggest that the mind or the consciousness seems to function without the physical body.”

Stuart Hameroff, who proposed the highly controversial Orch-OR (orchestrated objective reduction) theory of consciousness in 1996 along with Roger Penrose, told the Science channel, “I think the quantum approach to consciousness can, in principle, explain why we’re here and what our purpose is, and also the possibility of life after death, reincarnation and persistence of consciousness after our bodies give up.”

Finally, Eben Alexander who wrote the widely circulated and criticized cover story for Newsweek, “Proof of Heaven,” said, “I have great belief and knowledge that there is a wonderful existence for our souls outside of this earthly realm and that is our true reality, and we all find that out when we live this earth.”

Whose argument do you find more compelling? Do you believe that human beings have souls? If so, what happens to the soul when a human being dies?
*
Ficarei feliz em ouvir sua opinião.
Fraternalmente,
Leal
sinapseslinks@gmail.com

Voltaire

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-eX0
*

*
Voltaire
François-Marie Arouet
(1694-1778)

*
Voltaire defendia o direito de todo homem expressar livremente suas opiniões e crenças. “Tratado sobre a Tolerância” foi escrito há quase 250 anos, mas você vai perceber que ele ainda é atual.

O célebre “Tratado sobre a Tolerância’’ de Voltaire 1763

“Não é mais aos homens que me dirijo. É à você, Deus de todos os seres, de todos os mundos e de todos os tempos: Que os erros agarrados à nossa natureza não sejam motivo de nossas calamidades.

Você não nos deu coração para nos odiarmos nem mãos para nos enforcarmos. Faça com que nos ajudemos mutuamente a suportar o fardo de uma vida penosa e passageira.

Que as pequenas diferenças entre as vestimentas que cobrem nossos corpos, entre nossos costumes ridículos, entre nossas leis imperfeitas e nossas opiniões insensatas não sejam sinais de ódio e perseguição.

Que aqueles que acedem velas em pleno dia para Te celebrar, suportem os que se contentam com a luz do sol.

Que os que cobrem suas roupas com um manto branco para dizer que é preciso Te amar, não detestem os que dizem a mesma coisa sob um manto negro.

Que aqueles que dominam uma pequena parte desse mundo, e que possuem algum dinheiro, desfrutem sem orgulho do que chamam poder e riqueza e que os outros não os vejam com inveja, mesmo porque, Você sabe que não há nessas vaidades nem o que invejar nem do que se orgulhar.

Que eles tenham horror à tirania exercida sobre as almas, como também execrem os que exploram a força do trabalho. Se os flagelos da guerra são inevitáveis, não nos violentemos em nome da paz.

Que possam todos os homens se lembrar que são irmãos!’’

Frases de Voltaire

“A primeira lei da natureza é a tolerância, já que temos todos uma porção de erros e fraquezas.’’

“Pense por si mesmo e dê às outras pessoas o direito de fazer o mesmo.’’

“Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo.”

“A ignorância afirma ou nega veementemente; a ciência duvida.’’

“Julgue-se um homem mais pelas suas perguntas do que pelas suas respostas.”

Voltaire era o pseudônimo de François-Marie Arouet. Ele foi ensaísta, escritor e filósofo iluminista. Suas idéias tiveram influência nos processos da Revolução Francesa e da Independência dos Estados Unidos. Nasceu em Paris, em 21 de novembro de 1694 e lá morreu, em 30 de novembro de 1778.
*
Leia mais: http://sinapseslinks.blogspot.com/2011/02/voltaire.html#ixzz2DJ6HuSyv