Dos Destinos

*
20140705_Dos_Destinos
*
DOS DESTINOS
Não poucas vezes vos preocupais, nas lides planetárias, com as provações
necessárias, que julgais excessivas para as vossas forças.

Crede! O fardo que faz vergar os vossos ombros não é demasiado para as vossas
possibilidades.

Deus tudo prevê e, sobretudo, a escolha de semelhantes provações éuma questão
de preferência individual; é freqüente a vossa incompreensão a respeito desse
ensinamento espiritualista.

Estais, porém, entre as masmorras da carne, a vossa consciência limitada
freqüentemente se nega a encarar a luz em todos os seus divinos resplendores.
*
Texto extraído do livro “Emmanuel”
Médium: Chico Xavier
Espírito: Emmanuel
Editora: FEB
*
Leia o texto completo. Click aqui.

Emmanuel

20140514_Emmanuel
*
ORAÇÃO NA FESTA DAS MÃES
*
Junto dos irmãos que reverenciam as mães que os amam, para as quais te rogamos os louros que mereceram, embora atentos à lei de causa e efeito que a Doutrina Espírita nos recomenda considerar, vimos pedir abençoe também as mães esquecidas, para quem a maternidade se erigiu em purgatório de aflição!…
Pelas que jazem na largueza da noite, conchegando ao peito os rebentos do próprio sangue, para que não morram de frio;
Pelas que estendem as mãos cansadas na praça pública, suplicado, em nome da compaixão, o sustento que o mundo lhes deve à necessidade;
Pelas que se refugiam, nas furnas da natureza, acomodando crianças enfermas entre as fezes dos animais;
Pelas que revolvem latas de lixo, procurando alimento apodrecido de que os próprios cães se afastam com nojo;
Pelas que pintam o rosto, escondendo lágrimas, no impulso infeliz de venderem o próprio corpo a corações desalmados, acreditando erroneamente que só assim poderão medicar os filhos que a enfermidade ameaça com morte;
Pelas que foram desprezadas nos momentos difíceis;
Pelas que se converteram em sentinelas da agonia moral, junto aos catres de provação;
Pelas que a viuvez entregou à cobiça de credores inconscientes;
Pelas que enlouqueceram de dor e foram trancadas nos manicômios; e por aquelas outras que a velhice da carne cobriu de cabelos brancos e, sem ninguém que as quisesse, foram acolhidas como sombras do mundo nos braços da caridade!…
São elas, Senhor, as heroínas da retaguarda, que pagam a terra os mais altos tributos de sofrimento…
Tu que reconfortaste a samaritana e secaste o pranto da viúva de Naim, que restauraste o equilíbrio de Madalena e levantaste a menina de Jairo, recorda as filhas de Jerusalém que te partilharam as agonias da cruz, quando todos te abandonavam, e compadece-te da mulher!…
Emmanuel
*

A LIÇÃO DO ESQUECIMENTO

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gez
*
20130527_Passado
*
A LIÇÃO DO ESQUECIMENTO
*
Emmanuel

Não fosse o olvido temporário que assegura o refazimento da alma, na reencarnação, segundo a misericórdia do Senhor que lhe orienta a reta justiça, decerto teríamos no mundo, ao invés da escola redentora, a jaula escura e extensa, onde os homens se converteriam em feras a se digladiarem indefinidamente.

Não fosse o dom do esquecimento que envolve o berço terrestre, o ódio viveria eternizado transformando a Terra em purgatório angustioso e terrível, onde nada mais faríamos que chorar e lamentar, acusar e gemer.

A Divina Bondade, contudo, em cada romagem do espírito no campo do mundo, confere-lhe no corpo físico o arado novo suscetível de valorizar-lhe a replantação do destino, no rumo do porvir.

De existência a existência, o Senhor vela-nos caridosamente a memória, a fim de que saibamos metamorfosear espinhos em flores e aversões em laços divinos.

O Pai, no entanto, com semelhante medida, não somente nos ampara com a providencial anestesia das chagas anteriores, em favor do nosso êxito em novos compromissos.

Com essa dádiva, Ele que nos reforma o empréstimo do ensejo de trabalho, de experiência à experiência, nos induz à verdadeira fraternidade, para o esquecimento de nossas recíprocas, dia à dia.

Aprendamos a olvidar as úlceras e as cicatrizes, as deformidades e os defeitos do irmão de jornada, se nos propomos efetivamente a avançar para diante, em busca de renovadores caminhos.

Cada dia é como que a “reencarnação da oportunidade”, em que nos cabe aprender com o bem, redimindo o passado e elevando o presente, para que o nosso futuro não mais se obscureça.

Nas tarefas de redenção, mais vale esquecer que lembrar, a fim de que saibamos mentalizar com segurança e eficiência a sublimação pessoal que nos cabe atingir.

O Senhor nos avaliza os débitos, para que possamos adquirir os recursos destinados ao nosso próprio reajustamento à frente da Lei.

Recordemos o exemplo do Céu, destruindo os resíduos de sombra que, em forma de lamentação e de queixas, emergem ainda à tona de nossa personalidade, derramando-se em angústia e doença, através do pensamento e da palavra, da voz e da atitude.

Exaltemos o bem, dilatemo-lo e consagremo-lo nos menores gestos e em nossas mínimas tarefas, a cada instante da vida, e, somente assim, aprenderemos com o Senhor a olvidar a noite do pretérito, no rumo da alvorada que nos espera no fulgor do amanhã.

(Do livro “Família”, Emmanuel, Francisco C. Xavier)
*
Colaboração:
Telma Canettieri Ferrari
Pindamonhangaba-SP

Para as Mulheres

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fuw
*
HCkF_20120822_Flor_EPL_0147
*
Para as Mulheres
*
Alma gêmea de minha alma
Flor de luz de minha vida
Sublime estrela caída
Das belezas da amplidão.
Quando eu errava no mundo
Triste e só, no meu caminho,
Chegaste, devagarinho,
E encheste-me o coração.
Vinhas na benção das flores
Da divina claridade,
Tecer-me a felicidade
Em sorrisos de esplendor!
És meu tesouro infinito.
Juro-te eterna aliança
Porque sou tua esperança,
Como és todo meu amor!
Alma gêmea de minha alma
Se eu te perder algum dia…
Serei tua escura agonia,
Da saudade nos seus véus…
Se um dia me abandonares
Luz terna dos meus amores,
Hei de esperar-te, entre as flores
Da claridade dos céus.
Emmanuel
*
Do livro “Há 2000 anos”, cap. IV
Psicografia: Chico Xavier
*
Colaboração:
Luiz Carlos Formiga
Rio de Janeiro-RJ

Cura Espiritual

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-feI
*
20130127_Cura_Espiritual
*
Cura Espiritual
*
Conheça a mensagem que nos é trazida pelo médium Francisco Cândido Xavier.
Autor: Espírito Emmanuel
Click aqui para baixar o PPS. Grato.
*
Colaboração:
Dalva Nunes
Brasília-DF
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida

Destinos

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fbv
*
20130113_Destinos
*
Destinos
*
DOS DESTINOS
Não poucas vezes vos preocupais, nas lides planetárias, com as provações necessárias, que julgais excessivas para as vossas forças.
Crede! O fardo que faz vergar os vossos ombros não é demasiado para as vossas possibilidades.
Deus tudo prevê e, sobretudo, a escolha de semelhantes provações é uma questão de preferência individual; é freqüente a vossa incompreensão a respeito desse ensinamento espiritualista.
Estais, porém, entre as masmorras da carne, a vossa consciência limitada freqüentemente se nega a encarar a luz em todos os seus divinos resplendores.

A VIDA VERDADEIRA
Somente fora da existência material podeis refletir acertadamente sobre a verdade. Apenas a vida espiritual é verdadeira e eterna.
E estais certos de que, com a satisfação dos menores caprichos sobre a face do mundo, poderíeis adquirir elementos meritórios para a existência real? O gozo reiterado não vos enlaçaria, mais ainda, na trama da carne passageira? Sabeis se poderíeis suportar a riqueza sem os desregramentos, a mesa lauta sem os desvios da gula, a posse sem o egoísmo, o bem-estar próprio com o interesse caridoso pela sorte dos outros seres?
Ponderai tudo isso e descobrireis o motivo pelo qual a quase totalidade dos seres humanos escolheu o cenário obscuro e triste das dores para argamassar o tesouro de suas felicidades imorredouras e o patrimônio de suas aquisições espirituais.

A ESCOLHA DAS PROVAÇÕES
Várias vezes já têm sido repetidos os ensinamentos que estou transmitindo sobre as provações terrenas de cada indivíduo.
Muito antes da encarnação, o Espírito faz o cômputo de suas possibilidades, estuda o caminho que melhor se lhe afigura na luta da perfectibilidade e, de acordo com as suas vocações e segundo o seu grau de evolução já alcançado, escolhe, em plena posse de sua consciência, a estrada que se lhe desenha no porvir, fecunda de progressos espirituais.
Dentro do infinito do Universo e com as faculdades integrais do seu próprio “eu”, reconhece a alma que somente a luta lhe oferta inúmeras possibilidades de evolução, em todos os setores da atividade humana; e, daí, a preferência pelos ambientes de dor e privação, abençoados corretivos que a Providência lhe oferece para a redenção do passado ou para o desenvolvimento das suas forças latentes e imprecisas; cada Espírito, voluntariamente, escolhe as suas sendas futuras, conforme o seu progresso e de acordo com os desígnios superiores.

O ESQUECIMENTO DO PASSADO
Na existência corporal, todavia, a alma sente a memória obscurecida, num olvido quase total do passado, a fim de que os seus esforços se valorizem; a consciência então é fragmentária, parcial, porquanto as suas faculdades estão eclipsadas pelos pesados véus da matéria, os quais atenuam ao mínimo as suas vibrações, constituindo, porém, esses poderes prodigiosos, mas ocultos, as extraordinárias possibilidades da vasta subconsciência, que os cientistas do século estudam acuradamente.
Tais forças e progressos adquiridos, o Espírito jamais os perde; são partes integrantes do seu patrimônio e, na vida material, podem emergir no exercício da mediunidade, nas hipnoses profundas, ou em outras circunstâncias que facilitam o desprendimento temporário dos elementos psíquicos.

O HOMEM E SEU DESTINO
Isoladamente, cada um tem no planeta o mapa das suas lutas e dos seus serviços. O berço de todo homem é o princípio de um labirinto de tentações e de dores, inerentes à própria vida na esfera terrestre, labirinto por ele mesmo traçado e que necessita palmilhar com intrepidez moral.
Portanto, qualquer alma tem o seu destino traçado sob o ponto de vista do trabalho e do sofrimento, e, sem paradoxos, tem de combater com o seu próprio destino, porque o homem não nasceu para ser vencido; todo espírito labora para dominar a matéria e triunfar dos seus impulsos inferiores.

A VIDA É SEMPRE AMOR
É dessa verdade que necessitais convencer-vos. Existe a provação e faz-se mister não se entregar inteiramente a ela. O espírito ordena e o corpo obedece. A luta é o meio para o êxito na conquista da vida. E a vida integral não é a existência terrena, repleta de vicissitudes sem conta; é a glorificação do amor, da atividade, da luz, de tudo quanto é nobre e belo no Universo; e a consciência é o laço que liga cada espírito a esse “nec plus ultra” que denominamos – a Eternidade.

Texto extraído do livro “Emmanuel”
Médium: Chico Xavier
Espírito: Emmanuel
Editora: FEB
*
Acervo do Leal: C:\#1_Leal\1_WPD\2007\20070429WPD_Destinos

Paciência

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-faY
*
20100506_paciencia_esperanca
*
*
*
*
*
PACIÊNCIA E ESPERANÇA

Quem fala de paciência se refere à esperança.

A vista disso, paciência quer dizer “saber esperar”.

Nesse sentido, é justo recorrermos à inesquecível lição evangélica: “primeiro, a semente lançada à Terra; depois, a flor na ramaria; em seguida, a formação da espiga e, logo após, o grão surgindo na espiga assegurando a colheita.”

Não te retires da calma construtiva na tarefa que o mundo te deu a realizar.

Todas as forças da natureza aguardam com paciência as realizações às quais se destinam.

O fio d’água de uma nascente incorpora-se a outro formando a fonte e a fonte desce para o rio que a depõe na grandeza do mar. O tronco suscetível de auxiliar ao homem na construção da própria moradia não se fez de um momento para outro. O carvão é transformado em diamante no curso de milênios, sob a ação constante dos agentes químicos do solo.

Se acalentas algum plano de felicidade; se aspiras a conquistar o conhecimento superior; se anseias obter a compreensão de um ente amado ou se desejas a recuperação de um ente querido, trabalha e serve sempre na direção do alvo por atingir, sem desânimo e sem precipitação, contando com Deus, porque as Leis Divinas para te garantirem a concretização desse ou daquele propósito, em matéria de execução do bem, apenas te solicitam saber esperar.

Sinal de paciência.

Um notável sinal de paciência é aquele da pessoa que, interpelada por mais de cinco vezes, sobre o mesmo assunto, atende sempre, com a mesma gentileza e com o mesmo tom de voz da primeira resposta.

Livro: PRONTO SOCORRO
Espírito: Emmanuel
Psicografia: Chico Xavier
*

Paciência


*
Paciência
*
PACIÊNCIA, EM VERDADE,É O AMOR EM AÇÃO.
Todo bem traz por si Paciência na base.
A semente no solo Aguarda tolerância.
A árvore pede amor A fim de produzir.
Que a paciência em nós, Seja a calma em trabalho.
A grandeza do mundo É a paciência de Deus.
Emmanuel
Psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier
*
Fonte:
http://migre.me/9lHMC

O Evangelho no Lar

*
Link permanente para esta mensagem:___
*

*
O Evangelho no Lar
*
LUZ NO LAR______O culto do Evangelho no Lar aperfeiçoa o homem.
O homem aperfeiçoado ilumina a família.
A família iluminada melhora a comunidade.
A comunidade melhorada eleva a nação.
O homem evangelizado adquire compreensão e amor.
A família iluminada conquista entendimento e harmonia.
A comunidade melhorada produz trabalho e fraternidade.
A nação elevada orienta-se no direito, na justiça e no bem.
Espiritismo sem Evangelho é fenômeno ou raciocínio.
O fenômeno deslumbra.
O raciocínio indaga.
Descobrir novos campos de luta e pensar em torno deles não expressa tudo.
Imprescindível conhecer o próprio destino.
Não basta, pois, a certeza de que a vida continua infinita, além da morte.
É necessário clarear o caminho.
Do Evangelho no lar, depende o aprimoramento do homem.
Do homem edificado em Jesus Cristo depende a melhoria e a redenção do mundo.
* * *Emmanuel – Psicografia de Chico Xavier Do livro “Nosso Livro”
*
Colaboração:
Mário Leal Filho
São Paulo-SP

Ante a Lição


*
*

Ante a Lição

“Considera o que te digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo.” – Paulo. (lI TIMOTEO, 2:7.)

Ante a exposição da verdade, não te esquives à meditação sobre as luzes que recebes.

Quem fita o céu, de relance, sem contemplá-I o, não enxerga as estrelas; e quem ouve uma sinfonia, sem abrir-lhe a acústica da alma, não lhe percebe as notas divinas.

Debalde escutarás a palavra inspirada de pregadores ardentes, se não descerrares o coração para que o teu sentimento mergulhe na claridade bendita daquela.

Inúmeros seguidores do Evangelho se queixam da incapacidade de retenção dos ensinos da Boa Nova, afirmando-se ineptos à frente das novas revelações, e isto porque não dispensam maior trato à lição ouvida, demorando-se longo tempo na província da distração e da leviandade.

Quando a câmara permanece sombria, somos nós quem desata o ferrolho à janela para que o sol nos visite.

Dediquemos algum esforço à graça da lição e a lição nos responderá com as suas graças.

O apóstolo dos gentios é claro na observação.

“Considera o que te digo, porque, então, o Senhor te dará entendimento em tudo.” Considerar significa examinar, atender, refletir e apreciar.

Estejamos, pois, convencidos de que, prestando atenção aos apontamentos do Código da Vida Eterna, o Senhor, em retribuição à nossa boa-vontade, dar-nos-á entendimento em tudo.
*
Livro fonte: Fonte Viva
Espírito: Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier
*
Colaboração:
Eudison de Paula Leal
Blog: http://Sinapses.me

Parentes

*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/s1oMor-parentes
Mensagem número # 5.815 – Terça-feira @ 20120228030447
Visitas recebidas de Março de 2011 à 28/02/2012 = 37.688
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

*
*
Parentes
*
“Mas se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel”
Paulo – (I Timóteo, 5:8)

A casualidade não se encontra nos laços da parentela.

Princípios sutis da Lei funcionam nas ligações consangüíneas.

Impelidos pelas causas do passado a reunir-nos no presente, é indispensável pagar com alegria os débitos que nos imanam a alguns corações, a fim de que venhamos a solver nossas dívidas para com a Humanidade.

Inútil é a fuga dos credores que respiram conosco sob o mesmo teto, porque o tempo nos aguardará implacável, constrangendo-nos à liquidação de todos os compromissos.

Temos companheiros de voz adocicada e edificante na propaganda salvacionista, que se fazem verdadeiros trovões se intolerância na atmosfera caseira, acumulando energias desequilibradas em torno das próprias tarefas.

Sem dúvida, a equipe familiar no mundo nem sempre á um jardim de flores. Por vezes, é um espinheiro de preocupações e de angústias, reclamando-nos sacrifício. Contudo, embora necessitemos de firmeza nas atitudes para temperar a afetividade que nos é própria, jamais conseguiremos sanar as feridas do nosso ambiente particular com o chicote da violência ou com o emplastro do desleixo.

Consoante a advertência do Apóstolo, se nos falha o cuidado para com a própria família, estaremos negando a própria fé.

Os parentes são obras de amor que o Pai Compassivo nos deu a realizar. Ajudemo-los, através da cooperação e do carinho, atendendo aos desígnios da verdadeira fraternidade. Somente adestrando paciência e compreensão, tolerância e bondade, na praia estreita do lar, é que nos habilitaremos a servir com vitória, no mar alto das grandes experiências.

Autor espiritual: Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier
Livro: Fonte Viva
*
Publicado em Sinapseslinks.
https://sinapseslinks.wordpress.com/
*
Faça o download do arquivo em PDF. Click aqui. Grato.
*