Grade do – André Luiz

*
Link para esta mensagem: http://wp.me/p1oMor-lZx
Por favor, Click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
*
Para ver a Grade de Todas as Casas Espíritas de Pinda, click aqui. Grato.
*
20140601_GS_André_Luiz2
*
Amigo visitante, salve!
Caso você queira fazer algum comentário sobre esta Grade Semanal, escreva-me.
Sua mensagem será repassada para o responsável.
Agradeço.
Fraternalmente,
Leal
*

Somos um livro

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gXF
*
20130726_Somos_um_livro
*
Somos um livro
*
Somos igual a um livro…

Há quem nos interprete pela capa, há quem nos ame pelo conteúdo, há quem não nos entenda, há quem nunca tentou nos entender, há quem sempre quis nos ler, há quem nunca se interessou, há quem leu e não gostou, há quem leu e se apaixonou, há quem apenas busque em nós palavras de consolo, há quem só perceba teoria e objetividade…

Mas tal como um livro, trazemos sempre algo de bom…
*
Colaboração:
David Ascenço
Terapeuta Holístico
david.ascenco@cairbar.com.br
Pindamonhangaba-SP

Casamento e Família

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gMA
*
20130717_Casamento_Família
*
Casamento e Família
*
Diante das contestações que se avolumam, na atualidade, pregando a reforma dos hábitos e costumes, surgem os demolidores de mitos e de Instituições, assinalando a necessidade de uma nova ordem que parece assentar as suas bases na anarquia.

A onda cresce e o tresvario domina, avassalador, ameaçando os mais nobres patrimônios da cultura, da ética e da civilização, conquistados sob ônus pesados, no largo processo histórico da evolução do homem.

Os aficionados de revolução destruidora afirmam que os valores ora considerados, são falsos, quando não falidos, e que os mesmos vêm comprimindo o indivíduo, a sociedade e as massas, que permanecem jungidos ao servilismo e à hipocrisia, gerando fenômenos alucinatórios e mantendo, na miséria de vários matizes, grande parte da humanidade.

Entre as Instituições que, para eles, se apresentam ultrapassadas, destacam o matrimônio e a família, propondo a promiscuidade sexual, que disfarçam com o nome de “amor livre”, e a independência do jovem, imaturo e inconseqüente, sob a justificativa de liberdade pessoal, que não pode nem deve ser asfixiada sob os impositivos da ordem, da disciplina, da educação…

Excedendo-se, na arbitrariedade das propostas ideológicas ainda não confirmadas pela experiência social nem pela convivência na comunidade, afirmam que a criança e o jovem não são dependentes quanto parecem, podendo defender-se e realizar-se, sem a necessidade da estrutura familiar, o que libera os pais negligentes de manterem os vínculos conjugais, separando-se tão logo enfrentam insatisfações e desajustes, sem que se preocupem com a prole.

Não é necessário que analisemos os problemas existenciais destes dias, nem que façamos uma avaliação dos comportamentos alienados, que parecem resultar da insatisfação, da rebeldia e do desequilíbrio, que grassam em larga escala.

A monogamia é conquista de alto valor moral da criatura humana, que se dignifica pelo amor e respeito ao ser elegido, com ele compartindo alegrias e dificuldades, bem-estar e sofrimentos, dando margem às expressões da afeição profunda, que se manifesta sem a dependência dos condimentos sexuais, nem dos impulsos mais primários da posse, do desejo insano.

Utilizando-se da razão, o homem compreende que a vida biológica é uma experiência muito rápida, que ainda não alcançou biótipos de perfeição, graças ao que, é frágil, susceptível de dores, enfermidades, limitações, sendo, os estágios da infância como o da juventude, preparatórios para os períodos do adulto e da velhice.

Assim, o desgaste e o abuso de agora tornam-se carência e infortúnio mais tarde, na maquinaria que deve ser preservada e conduzida com morigeração.

Aprofundando o conceito sobre a vida, se lhe constata a anterioridade ao berço e a continuidade após o túmulo, numa realidade de interação espiritual com objetivos definidos e inamovíveis, que são os mecanismos inalienáveis do progresso, em cujo contexto tudo se encontra sob impositivos divinos expressos nas leis universais.

Desse modo, baratear, pela vulgaridade, a vida e atirá-la a situações vexatórias, destrutivas, constitui crime, mesmo quando não catalogado pelas leis da justiça, exaradas nos transitórios códigos humanos.

O matrimônio é uma experiência emocional que propicia comunhão afetiva, da qual resulta a prole sob a responsabilidade dos cônjuges, que se nutrem de estímulos vitais, intercambiando hormônios preservadores do bem estar físico e psicológico. Não é, nem poderia ser, uma incursão ao país da felicidade, feita de sonhos e de ilusões.

Representa um tentame, na área da educação do sexo, exercitando a fraternidade e o entendimento, que capacitam as criaturas para mais largas incursões na área do relacionamento social. Ao mesmo tempo, a família constitui a célula experimental, na qual se forjam valores elevados e se preparam os indivíduos para uma convivência salutar no organismo universal, onde todos nos encontramos fixados.

A única falência, no momento, é a do homem, que se perturba, e, insubmisso, deseja subverter a ordem estabelecida, a seu talante, em vãs tentativas de mudar a linha do equilíbrio, dando margem às alienações em que mergulha.

Certamente, muitos fatores sociológicos, psicológicos, religiosos e econômicos contribuíram para este fenômeno. Não obstante, são injustificáveis os comportamentos que investem contra as Instituições objetivando demoli-las, ao invés de auxiliar de forma edificante em favor da renovação do que pode ser recuperado, bem como da transformação daquilo que se encontre ultrapassado.

O processo da evolução é inevitável. Todavia, a agressão, pela violência, contra as conquistas que devem ser alteradas, gera danos mais graves do que aqueles que se buscam corrigir. O lar, estruturado no amor e no respeito aos direitos dos seus membros, á a mola propulsionadora do progresso geral e da felicidade de cada um, como de todos em conjunto.

Para esse desiderato, são fixados compromissos de união antes do berço, estabelecendo-se diretrizes para a família, cujos membros se voltam a reunir com finalidades específicas de recuperação espiritual e de crescimento intelecto-moral, no rumo da perfeição relativa que todos alcançarão.

Esta é a finalidade primeira da reencarnação.

A precipitação e desgoverno das emoções respondem pela ruptura da responsabilidade assumida, levando muitos indivíduos ao naufrágio conjugal e á falência familiar por exclusiva responsabilidade deles mesmos.

Enquanto houver o sentimento de amor no coração do homem — e ele sempre existirá, por ser manifestação de Deus ínsita na vida — o matrimônio permanecerá, e a família continuará sendo a célula fundamental da sociedade.

Envidar esforços para a preservação dos valores morais, estabelecidos pela necessidade do progresso espiritual, é dever de todos que, unidos, contribuirão para uma vida melhor e uma humanidade mais feliz, na qual o bem será a resposta primeira de todas as aspirações.

* * *

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Antologia Espiritual.
Ditado pelo Espírito Benedita Fernandes.
*
Colaboração:
David Ascenço
david.ascenco@cairbar.com.br
Terapeuta Holístico
SP-Pindamonhangaba

Prece de Cáritas

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gD0
*
20111220_prece_de_caritas1
*
Prece de Cáritas
*
DEUS, nosso Pai, que sois todo poder e bondade, dai forca àquele que passa pela provação; dai luz àquele que procura a verdade, pondo no coração do homem a compaixão e a caridade.

Deus, dai ao viajor a estrela guia; ao aflito a consolação; ao doente o repouso.

Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, a criança o guia, ao órfão o pai.

Senhor, que a vossa bondade se estenda sobre tudo que Criastes.

Piedade Senhor, para aqueles que não vos conhecem, esperança para aqueles que sofrem.

Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé.

Deus, um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a terra.

Deixa-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita e todas as lágrimas secarão, todas as dores acalmar-se-ão.

Um só coração, um só pensamento subirá até Vós como um grito de reconhecimento e amor.

Como Moisés sobre a montanha, nos Vós esperamos com os braços abertos, oh! Poder… oh! Bondade… oh! Beleza… oh! Perfeição, e queremos de alguma sorte alcançar a Vossa misericórdia.

Deus, dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até Vós.

Dai-nos a caridade pura; dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas, o espelho onde deve refletir a Vossa Santa e Misericordiosa imagem.

* * *

Mme. W. Krill.
Ditado pelo Espírito Cáritas.
25 de dezembro de 1873.
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP

MAIS LUZ NA SUA VIDA

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gzs
*
20130627_MaisLuzNaSuaVida
*
MAIS LUZ NA SUA VIDA
*
Prezados companheiros de jornada, muita paz.

Estamos inaugurando neste momento o Blog “Mais Luz na Sua Vida”, que trará uma variedade de assuntos ligados a nossa vida diária.
Este Blog tem como objetivo principal tratar de assuntos referentes ao nosso dia a dia, dentro dos padrões da Educação, como a única forma de modificarmos as posturas de vida dos seres humanos, levando todos a conscientização de seus deveres perante a vida e ao planeta, recebendo em troca os direitos que nos são permitidos, mediante a bondade e misericórdia de Deus.
Pedimos a sua ajuda na Divulgação do mesmo, junto a sua lista de e-mails, twitter, facebook e demais meios virtuais de comunicação.
Teremos assuntos variados, do interesse de todos, sempre aberto a sugestões, críticas e demais comentários.
Segue o endereço:
http://luzsuavida.blogspot.com.br/
Faça-nos uma visita e deixe o seu comentário.

Antecipadamente te agradecemos pela bondade e pela ajuda.
Que Jesus o abençoe em sua jornada.

Fraternalmente,

Equipe
Mais Luz na Sua Vida
*
Colaboração:
David Ascenço
david.ascenco@cairbar.com.br
SP-Pindamonhangaba

Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gtX
*
20130618_Dez_maneiras
*
Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos
*
1 – Disciplinar os próprios impulsos.

2 – Trabalhar, cada dia, produzindo o melhor que pudermos.

3 – Atender aos bons conselhos que traçamos para os outros.

4 – Aceitar sem revolta a crítica e a reprovação.

5 – Esquecer as faltas alheias sem desculpar as nossas.

6 – Evitar as conversações inúteis.

7 – Receber o sofrimento o processo de nossa educação.

8 – Calar diante da ofensa, retribuindo o mal com o bem.

9 – Ajudar a todos, sem exigir qualquer pagamento de gratidão.

10 – Repetir as lições edificantes, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, perseverando no aperfeiçoamento de nós mesmos sem desanimar e colocando-nos a serviço do Divino Mestre, hoje e sempre.
*
Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Paz e Renovação.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP

Benefícios Imediatos

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gpi
*
20130612_Benefícios Imediatos
*
Benefícios Imediatos
*
Entre o Aprendiz e o Orientador se estabeleceu o precioso diálogo:

-Instrutor, qual é a força que domina a vida?

-Sem dúvida, o amor.

-Esse poder tudo resolve de pronto?

-Entre as criaturas humanas, de modo geral, ainda existem problemas, alusivos ao amor que demandam muito tempo a fim de que se atinja a solução no campo do entendimento.

-E qual o recurso máximo que nos garante segurança entre as desarmonias do mundo?

-A fé.

-Pode a fé ser obtida, de momento para outro?

-Não é assim. A confiança raciocinada reclama edificação vagarosa no curso dos dias.

-A que fator nos cabe recorrer, para que nos conservem o ânimo e a alegria de servir entre conflitos da existência?

-A paz. -E a paz surge espontânea?

-Também não. Ninguém conhece a verdadeira paz sem trabalho e todo trabalho pede luta.

-Então instrutor, não existe elemento algum no mundo que nos assegure benefícios imediatos?

-Existe.

-Onde está esse prodígio, se vejo atritos por toda parte, na Terra?

-O Mentor fez expressivo gesto de compreensão e rematou:

-Filho, a única força capaz de proporcionar-nos triunfos imediatos, em quaisquer setores da vida, é a força da paciência.

* * *

Francisco Cândido Xavier. Da obra: Pronto Socorro.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
C.E.U.
*
Colaboração:
Elaboração: Integral Terapia Holística – Rua Prudente de Moraes, 304 – Centro – Pindamonhangaba – S.Paulo.
Terapeuta Responsável: David Ascenço – CRT. N. 43108.
Filiado ao Sinte – Sindicato dos Terapeutas.

Consciência e Plenitude

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-fZt
*
20130508_Consciencia
*
Consciência e Plenitude
*
A busca da plenitude constitui a meta essencial da consciência lúcida que descobriu os valores reais da vida e superou os equívocos do ego, no processo da evolução do ser espiritual.

Conscientizado quanto à realidade da vida, na sua qualidade de hálito
divino e eterno, sabe que a rapidez do trânsito carnal em nada afeta o
conteúdo de que se constitui, porquanto identifica o mecanismo da
evolução graças ao qual se adentra na existência física, através da
concepção fetal e abandona-a por meio da anoxia cerebral, quando lhe
advém a morte.

Felicitado pela perfeita identificação dos objetivos humanos, empenha-se
por entesourar os recursos inalienáveis do bem, preservando a paz
íntima e comportando-se dentro dos cânones da ordem e do dever,
fomentadores do próprio, como do progresso geral.

A consciência seleciona as necessidades reais das que são utópicas,
abrindo espaços à realização interior que induz ao amor como meio
especial de alcançar a plenitude.

Sonhada por todos os povos, nas mais variadas época s da História, foi assinalada por santos, místicos e heróis, como Nirvana, Samadi, Paraíso, glória, encontrando em Jesus a denominação amena de Reino dos Céus, onde não vicejam as dores nem as angústias , as saudades nem as aflições.

Delimitando-lhe as balizas no próprio coração da criatura, o Mestre Divino propôs o mergulho no oceano dos sentimentos, onde pode sobrenadar, fruindo de harmonia, sem ansiedade, nem arrependimento, sem perturbação ou tormento…

Conquistada a consciência que propicia amadurecimento, o ser alcança o estado de plenitude espiritual, não obstante se encontre no invólucro carnal.

Enquanto estejas na vida corporal, exercita-te na fraternidade, não te
deixando perturbar por querelas e paixões dissolventes.

Cuida de viver com intensidade e sem cansaço as horas da existência,
deixando-as passar com real aproveitamento, de modo que a recordação delas não te cause remorso ou lamentação.

Os momentos de consciência profunda , objetiva, proporcionam a memória
da plenitude, passo inicial para a integração no espírito total da vida.
Jesus assinalou esta conquista ao afirmar :

“Eu e meu Pai somos um.”

Havia uma perfeita identificação entre Ele e o Gerador Universal,
acenando aos Seus discípulos a possibilidade de consciência integral com
plenitude pessoal.

Interessado na elucidação da plenitude , ALLAN KARDEC indagou aos Gênios
Espirituais, conforme anotou em O Livro dos Espíritos, na questão 967:

– Em que consiste a felicidade dos bons espíritos ?

– Em conhecerem todas as coisas; em não sentirem ódio, nem ciúme, nem inveja, nem ambição, nem qualquer das paixões que ocasionam a desgraça dos homens. O amor que os une lhes é fonte de suprema felicidade. Não experimentam as necessidades, nem os sofrimentos, nem as angústias da Vida material. São felizes pelo bem que fazem….

Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Momentos de Consciência.
*
Colaboração:
David Ascenço
david.ascenco@cairbar.com.br
Pindamonhangaba-SP

Em Favor de Você Mesmo

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fNX
*
20130417_David_Ascenço
*
Em Favor de Você Mesmo
*
Aprenda a ceder em favor de muitos, para que alguns intercedam em seu benefício nas situações desagradáveis.
*
Ajude sem exigência para que outros o auxiliem, sem reclamações.
*
Não encarcere o vizinho no seu modo de pensar; dê ao companheiro oportunidade de conceber a vida tão livremente quanto você.
*
Guarde cuidado no modo de exprimir-se; em várias ocasiões, as maneiras dizem mais que as palavras.
*
Refira-se a você o menos possível; colabore fraternalmente nas alegrias do próximo.
*
Evite a verbosidade avassalante; quem conversa sem intermitências, cansa ao que ouve.
*
Deixe ao irmão a autoria das boas idéias e não se preocupe se for esquecido, convicto de que as iniciativas elevadas não pertencem efetivamente a você, de vez que todo bem procede originariamente de Deus.
*
Interprete o adversário como portador de equilíbrio; se precisamos de amigos que nos estimulem, necessitamos igualmente de alguém que indique os nossos erros.
*
Discuta com serenidade; o opositor tem direitos iguais aos seus.
*
Se você considerar excessivamente as críticas do inferior, suporte sem mágoa as injunções do plano a que se precipitou.
*
Seja útil em qualquer lugar, mas não guarde a pretensão de agradar a todos; não intente o que o próprio Cristo ainda não conseguiu.
*
Defrontado pelo erro, corrija-o primeiramente em você, e, em seguida, nos outros, sem violência e sem ódio.
*
Se a perfídia cruzar seu caminho, recuse-lhe a honra da indignação examine-a, com um sorriso silencioso, estude-lhe o processo calmamente e, logo após, transforme-a em material digno da vida.
*
Ampare fraternalmente o invejoso; o despeito é indisfarçável homenagem ao mérito e, pagando semelhante tributo, o homem comum atormenta-se e sofre.
*
Habitue-se à serenidade e a fortaleza, nos círculos da luta humana; sem estas conquistas dificilmente sairá você do vaivém das reencarnações inferiores.
* * *
Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Agenda Cristã.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
Edição de Bolso. Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1999.
*
Colaboração:
David Ascenço
david.ascenco@cairbar.com.br
Pindamonhangaba-SP

Perante os Fatos do Momento

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fJY
*
20130411_David_Ascenço
*
Perante os Fatos do Momento
*
“Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, segui sempre o bem, tanto uns para com outros, como para com todos”.
Paulo (I Tessalonicenses, 5:15)

Em tempo algum empolgar-se por emoções desordenadas ante ocorrências que apaixonem a opinião pública, como, por exemplo, delitos, catástrofes, epidemias, fenômenos geológicos e outros quaisquer.

Acalmar-se é acalmar os outros.
*
Nas conversações e nos comentários acerca de notícias terrificantes, abster-se de sensacionalismo.
A caridade emudece o verbo em desvario.
*
Guardar atitude ponderada, à face de acontecimentos considerados escandalosos, justapondo a influência do bem ao assédio do mal.
A palavra cruel aumenta a força do crime.
*
Resguardar-se no abrigo da prece em todos os transes aflitivos da existência.
As provações gravitam na esfera da Justiça Divina.
*
Aceitar nas maiores como nas menores decepções da vida humana, por mais estranhas ou desconcertantes que sejam, a manifestação dos Desígnios Superiores atuando em favor do aprimoramento espiritual.
Deus não erra.
*
Ainda mesmo com sacrifício, entre acidentes inesperados que lhe firam as esperanças, jamais desistir na construção do bem que lhe cumpre realizar.
Cada Espírito possui conta própria na Justiça Perfeita.
* * *
Vieira, Waldo. Da obra: Conduta Espírita.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
FEB.
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP

Terapeuta Holístico

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fy2
*
20130318_Terapeuta
*
Terapeuta Holístico
*
Abre aspas:
Dentre as atribuições do Terapeuta Holístico, podemos citar entre elas:

– Não promover nenhuma cura ou milagre. O Terapeuta é apenas um mediador do processo de auto cura que seus clientes possam vivenciar. O Terapeuta não cura ninguém, é a própria pessoa que se cura com o auxílio do Terapeuta.
– O Terapeuta Holístico é um facilitador de processos de cura e pode utilizar diversos recursos terapêuticos para este fim.
– O Terapeuta Holístico utiliza c o n h e c i m e n t o + h a b i l i d a d e para auxiliar as pessoas que o procuram;
– O Terapeuta Holístico é um facilitador do processo de consciência pessoal, corporal e/ou espiritual em outras pessoas;
– O Terapeuta Holístico pode observar situações sutis e as apontar para a pessoa que busca a terapia pois, que esta não consegue percebe-las sozinha;
– O Terapeuta Holístico enxerga o mundo sob a ótica do Paradigma Holístico e sob valores e crenças diferenciados dos padrões dominantes por isso, suas atividades não são possíveis de serem avaliadas conforme a ótica do sistema cartesiano.
– Não cabe ao Terapeuta Holístico interferir ou questionar qualquer tratamento médico que seu ‘paciente’ esteja utilizando por ordem médica ou afins. O Terapeuta deve sempre orientar que em caso de doenças ou suspeitas de doenças, que seu cliente busque orientação médica.
– O Terapeuta Holístico não trata doenças, mas sim a pessoa como um todo nos níveis subjetivos. Tratando-se a origem emocional-psíquica, a saúde física pode consequentemente melhorar também. Entretanto, deve ficar claro que a cura de doenças físicas não é o objetivo primordial da Terapia Holística ou Terapias Integrativas (complementares, alternativas, etc…). A Terapia Holística busca o equilíbrio interno para promover harmonia em todos os níveis da vida assim obtendo o bem estar, espirito, corpo e mente.
Fecha aspas.
*
Faça o download do texto completo. Click aqui. Grato.
*
Autor:
David Ascenço
Terapeuta Holístico
CRT. 43108

O Que Mais Sofremos

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fvG
*
20130313_Sofrer
*
O Que Mais Sofremos
*

O que mais sofremos no mundo…

Não é a dificuldade.
É o desânimo em superá-la.

Não é a provação.
É o desespero diante do sofrimento.

Não é a doença.
É o pavor de recebê-la.

Não é o parente infeliz.
É a mágoa de tê-lo na equipe familiar.

Não é o fracasso.
É a teimosia de não reconhecer os próprios erros.

Não é a ingratidão.
É a incapacidade de amar sem egoísmo.

Não é a própria pequenez.
É a revolta contra a superioridade dos outros.

Não é a injúria.
É o orgulho ferido.

Não é a tentação.
É a volúpia de experimentar-lhes os alvitres.

Não é a velhice do corpo.
É a paixão pelas aparências.

Como é fácil de perceber, na solução de qualquer problema, o pior problema é a carga de aflição que criamos, desenvolvemos e sustentamos contra nós.
* * *
Xavier, Francisco Cândido.
Ditado pelo Espírito Albino Teixeira.
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP

A Pedra

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-ftI
*
20130306_a_pedra
*
A Pedra
*
O distraído nela tropeçou…

O bruto a usou como projétil.

O empreendedor usando-a, construiu.

O camponês, cansado da lida, dela fez assento.

Para meninos, foi brinquedo.

Drummond a poetizou.

Já, David matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura…

E em todos esses casos, a diferença não esteve na Pedra, mas no Homem!

Não existe “pedra” no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.

Autor Desconhecido
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP