Palavras mais utilizadas no Evangelho

*
*

*
*
O Evangelho Segundo o Espiritismo
Palavras utilizadas mais de 100 vezes

01=105 Cristo
02=111 Tempo
03=112 Orgulho
04=121 Corpo
05=127 Moral
06=129 Verdade
07=130 Espiritismo
08=131 Pai
09=133 Fazer
10=133 Prece
11=150 Amor
12=156 Coração
13=183 Palavras
14=185 Alma
15=186 Lei
16=196 Fé
17=222 Mundo
18=236 Mal
19=241 Homens
20=242 Caridade
21=246 Pode
22=247 Aquele
23=247 Porque
24=259 Ser
25=265 Está
26=268 Jesus
27=272 Terra
28=285 Espírito
29=353 Homem
30=354 Vida
31=462 Espíritos
32=716 Deus

*

Observação: A apuração das palavras utilizadas no Evangelho Segundo o Espiritismo foi realizada através de software específico desenvolvido pelo Leal. Processamento realizado em 30jan2000. Nesta listagem são mostradas as palavra que foram utilizadas mais de 100 vezes. São 32 palavras.
*
Amigo(a) visitante, Salve! Suas considerações são sempre bem-vindas. Estou no aguardo sua sua mensagem.
Fraternalmente, Leal -71- aprendiz em todas as instâncias da Vida sinapseslinks@gmail.com
*

Anúncios

Brasil

*
*

*
*
SERÁ QUE O BRASIL VAI PERDER ESTA OPORTUNIDADE?

Aflige-nos perceber que o Brasil pode estar perdendo a oportunidade de iniciar um processo de transformações na mentalidade vigente, permeada que se encontra pela desonestidade, injustiça, falta de ética, falta de respeito em todas as suas dimensões; com a agressividade à flor da pele e outros valores negativos que impedem a nação de tornar-se um país que promova verdadeiramente justiça e bem-estar para seus filhos.

Somos um grupo informal de pedagogos, todos voluntários, responsáveis pelo Projeto Sócio-Educativo “Cinco Minutos de Valores Humanos para a Escola”, disponibilizado na Internet de forma inteiramente gratuita desde o final de 2008 no site, http://www.cincominutos.org, constando nos registros, até hoje, mais de 32.000 downloads do material didático para escolas nas mais diversas partes do país. Esse Projeto recebe apoio de várias secretarias de educação e também do MEC: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/link.html?categoria=19

Sabedores de que o Conselho Nacional de Educação – CNE está promovendo um louvável debate, em nível nacional, visando inserir a disciplina Direitos Humanos nos currículos escolares do ensino básico e superior, estamos solicitando a todos que estejam, ou não, vinculados a esse debate, para que façam uma reflexão sobre o seguinte:

Por mais louvável que seja, esse esforço do CNE não terá o efeito desejado, porque não alcança a essência das necessidades educativas do ser humano. Informa, mas não forma o caráter.

O mais coerente seria incluir Valores Humanos nesse debate, pelas seguintes razões:

O aprendizado de Valores Humanos gera transformações interiores, criando alicerces mais sólidos a se refletirem nas atitudes. É recurso único para formar cidadãos que poderão vir a realizar uma sociedade mais pacífica, mais ética, mais justa e mais feliz.

Um dos aprendizados mais importantes em Valores Humanos refere-se ao respeito, em todas as suas dimensões. Quem aprende a respeitar o outro, apesar de quaisquer diferenças, já está vivenciando os Direitos Humanos que lhe cabe considerar.

As crianças e jovens que recebem diuturnamente ensinamentos sobre honestidade, não violência, ética, justiça, verdade, solidariedade, afetividade, respeito, etc., vão internalizando esses valores, aprendendo a vivenciá-los em seu cotidiano. Também aprendem a olhar o outro com um olhar de acolhimento, de paz, que são os fundamentos da não violência. Seu preparo, portanto, será bem mais amplo, porque promove a formação do caráter, incluindo o respeito pelos próprios Direitos Humanos.

Observe-se que o ensino de Valores Humanos nas escolas do país será o início de mudanças lentas, mas estruturais, sistemáticas e progressivas porque começa pela reformulação da mentalidade das novas gerações. Também não dará mais despesas à nação, e é de fácil implantação pelas escolas, posto que já existem excelentes conteúdos, inteiramente gratuitos (via Internet) para o ensino desses valores em sala de aula.

Diante do exposto, insistimos na rogativa para que colabore, na forma que for possível, para que o Conselho Nacional de Educação (CNE) concorde em incluir o ensino de Valores Humanos nos currículos escolares, nem que seja associado a outra disciplina.

Pensemos nas mudanças que ocorrerão na sociedade nos próximos 10 ou 15 anos, se o ensino de Valores Humanos for ministrado em todas as escolas do país, de forma que as novas gerações possam internalizá-las, gerando as transformações comportamentais imprescindíveis para que a sociedade, como um todo, possa tornar-se mais pacífica, mais justa, mais honesta e mais feliz.

Estamos, assim, solicitando seu apoio para este movimento, a fim de o Brasil não venha a perder esta oportunidade, tão preciosa, de iniciar um processo de transformações na mentalidade vigente, condição única para podermos sonhar com um futuro melhor para nós e para nossos descendentes.
*
Autora:
Saara Nousiainen
*

Cinco minutos de valores humanos

*
*

*
*
Saara Nousiainen
5 de agosto de 2011 08:42

Amigos, este grupo não tem cor religiosa, embora tenha de religiosidade.
Sua finalidade principal é a troca de idéias e demais ações relacionadas aos valores humanos, tais como: honestidade, ética, respeito, responsabilidade, educação (não me refiro à instrução), não violência, afetividade, amor universal, solidariedade, justiça, verdade, etc..

Gostaria que tomassem conhecimento do documento:
Inserção de Valores Humanos nos Currículos escolares.
Abraço a todos.
Documento: Click aqui. Grato.
*