Logotipo da Seara Bendita

*
Por favor,
Click sobre a imagem para ampliá-la.
Muito obrigado.
*

Logotipo da Seara Bendita

Alegria, Alegria e Alegria!

Estivemos na Seara Bendita Instituição Espírita no dia 14fev2011.
Eu e a Christina, minha esposa.

Quanta Alegria por ter sido recebido pelos Amigos de longa data:
Walter Marchesano, Ricardo Santo Vito, e Rosane Muniz.

O motivo da reunião foi o Livro dos 60 anos da Seara Bendita a ser lançado em outubro de 2011.

A Seara está convidando a todos quanto tenham “uma história” para contar sobre os dias idos.

Tive a honra de ser convidado para contar os ocorridos entre meados de 1980 até o ano de 2000, após, saí de São Paulo, mudando-me para o interior.

Levei à Seara e entreguei ao presidente, sr. Walter Marchesano, uma série de documentos, de então, nos quais estão registrados alguns do meus trabalhos realizados para a Seara.

Conheça os trabalhos:

✦ O Logotipo da Instituição.
Pesquisei, num livro, mais de dez mil símbolos, para finalmente criar o específico da Seara;

✦ A implantação do uso de computadores em todos os departamentos. A rede interna atendia à todas as áreas de então.

✦ Desenvolvi os Aplicativos (software), integrados entre si, para o controle de:
❖ Cadastro de pessoas;
❖ Cadastro de alunos;
❖ Controle da presença de alunos;
❖ Cadastro de livros;
❖ Controle das vendas de livros (POS);
❖ Controle de estoque dos livros;
❖ Estatísticas diversas.

Amigo leitor, aprendi muito durante este período de grandes desafios.

Hoje, tenho a Alegria de ter ganhado muitos amigos: encarnados e desencarnados, e, de ter aprendido muito sobre as necessidades de gestão da Casa Espírita.

Olhando para o passado, percebo que foi uma pequena parcela, na verdade, uma gotinha o quanto ali produzi, e, sempre com o apoio de muitos, mas, hoje, visitando a Seara Bendita, e vendo que o quadro de alunos inscritos é de 6.400 alunos, meu Coração, Exulta!

Deixo de citar os nomes das pessoas que me ajudaram de uma forma ou de outra, são centenas. Qualquer relação de nomes que eu faça será parcial, então, não posso incorrer no erro da omissão. Oi Deuzinha! (Deusa Samu), você está na lista do Coração! Oi Renato! (Renato Ourique de Carvalho 1918-2001) Mestre, muito obrigado! Oi Bia! (Beatriz Bergamo) amoroso Coração!!!

Agradeço à todas aquelas pessoas e em particular ao Plano Espiritual Superior, por me haverem concedido esta feliz, muito feliz oportunidade.

Muito obrigado!
Minha vaidade falou mais alto!
Não resisti, publiquei!
Amorosa e respeitosamente,

Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Eudison de Paula Leal -70-
Pindamonhangaba-SP
sinapseslinks@gmail.com
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Pátria do Evangelho

*

O PAÍS DO FUTURO

PERGUNTA:- Já vai bem distante, no tempo e na realidade, que o nosso querido companheiro Humberto de Campos (Irmão X) afirmou que o Brasil seria a “Pátria do Evangelho e o Coração do Mundo”.

Em obra anterior afirmastes que embora fôssemos cognominados de “país do Carnaval e do Futebol”, nosso povo tinha a índole pacata, religiosa, fraterna, estando sempre disposto ao auxílio ao mais carente.

No entanto, agora somos o país dos seqüestros, dos políticos corruptos, dos traficantes de droga e seus usuários, além de determos a pecha de que aqui a prostituição se inicia desde a tenra idade e é prolongada até aos adultos de ambos os sexos.

O Comunismo, extinto nos paises de onde provieram, aqui é defendido por ideólogos oportunistas, sendo considerado até mesmo como opção válida por aspirantes ao Poder.

O sacrifício de menores (infratores ou não) tem dado notícia diária na imprensa do mundo.

Gangs organizadas instalam-se no Poder e dominam as massas.

O político que era conhecido como o que “rouba, mas faz”, foi substituído pelo que “rouba, mas não faz”, e continua sendo eleito!

Presidiários, de dentro das celas, comandam operações de seqüestros, roubos, tráfico, etc, impunemente!

O Carnaval, antes ingênuo e descontraído, é hoje uma exibição pornográfica de corpos desnudos e atitudes lascivas.

O Futebol, antes Arte, é hoje antro de negociatas e exibições interesseiras por parte de dirigentes e profissionais.

Que justificativa dareis a essa guinada abrupta ? O que poderemos esperar de tudo isso?

Ainda somos o Coração do Mundo e a Pátria do Evangelho?

Mudou o mundo, ou mudamos nós?

RAMATIS: Involução aparente, eis que, em verdade, viveis os tempos finais de uma preparação necessária à renovação do panorama espiritual da Terra Brasileira.

Todavia, somente nas circunstâncias negativas de provações coletivas (quando o aprendizado pode ser melhor assimilado), é que se molda a evolução psíquica de um povo.

Cumpre-se o roteiro programado traçado pelos Sociólogos Siderais, específico e coerente para essa importante realização fraternal no campo moral e social do vosso país!

Precursores na implantação de princípios grandiosos do Amor Universal, sem privilégios, submetidos às mesmas aflições e tormentos, mas possuidores de uma visão mais ampla, o vosso trabalho se constitui em preparar os corações; consagrando respeito à ordem social já estabelecida e fortificando-a com os valores crísticos, dentro da lei do esforço próprio, na conversão do ódio em Amor, da crueldade em Bondade, do orgulho em Humildade, do egoismo em Altruismo, da hipocrisia em Sinceridade, da desonestidade em Retidão de Caráter, da cobiça em Dádiva, da luxúria em Respeito à Função de Procriar.

Viveis a era da Fraternidade entre os povos!

E o Brasil, que reflete a evolução em seu constante clamor de Paz, é uma coletividade das mais promissoras à efetiva realização do programa de confraternização entre os povos.

Mensageiro das meigas instruções do Excelso Jesus, já recebe imenso contingente de almas afins com o Seu Evangelho, que levadas por um sentimento sublime de sintonia, aí reencarnam.

Convocados para a missionária liderança, Pátria do Evangelho, não se espera de vós a completa realização do Bem sobre o Planeta.

Procurais refletir, sob aspecto mais amplo e verdadeiro, as dificuldades e os problemas como experiências redentoras, valorizando as bênçãos da oportunidade de participação na construção do Futuro!
*
Autor espiritual:
Ramatis
Coordenador:
Renato Ourique de Carvalho
Psicografia:
Beatriz Bérgamo
Livro fonte:
Gotas de Luz – Ramatis
Série elucidações
Página 185
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Drogado Arrependido

*

Drogado Arrependido

(Diálogo ocorrido em reunião mediúnica)

ENTIDADE: É horrível morrer desta doença, a gente fica todo deformado. A gente fica… a gente baba… a gente fica todo manchado, sem cabelo. É a pior degradação que há.
COORD: Por que será que acontece isso com a gente, meu querido? Tem idéia?
ENTIDADE: Ai, eu vivi a minha vida. Vivi com droga, vivi com tudo.
COORD: Tudo aquilo que você pensou fazer, fez. Só que você não queria passar pela prova.
ENTIDADE: É muito difícil, é muito difícil. Às vezes me pergunto se Deus realmente existe.
COORD: Vamos ajudar você a melhorar um bocadinho? Preciso que nos conte por que motivo chegou até aqui. Trouxeram-no ou pediu para vir?
ENTIDADE: Eu não sei, eu não sei.
COORD: Tinha ouvido falar que havia um lugar onde curavam as pessoas que, como você, estavam naquela situação?
ENTIDADE: Olha, estou pedindo ajuda faz muito tempo.
COORD: Você mentalizou o socorro e alguém se aproximou para socorrê-lo. Vamos reformulando a mente do nosso companheiro para que ele possa ter entendimento de como as coisas acontecem quando nós não cuidamos devidamente do nosso corpo físico. Provas de vida, hábitos…
ENTIDADE: Eu vivi a vida como rei… eu só me diverti…
COORD: Você se divertiu muito, passou por todas as provas e teve como conseqüência esse final.
ENTIDADE: Isso é um pagamento?
COORD: É, de uma forma ou de outra, é um pagamento. Eu diria que é um reajustamento para a gente crescer.
ENTIDADE: Ai, ele falou para mim que é resgate.
COORD: É um resgate. Mas muita coisa que a gente resgata não é de outras vidas anteriores, mas pode ser desta última, por exemplo.
ENTIDADE: É, só pode ter sido desta última, porque eu peguei esta doença de tanta droga que eu usei, de tanta seringa que todo mundo usou.
COORD: O que você me diz, companheiro, dos que queriam aproveitar até ao último momento?
ENTIDADE: Que não vale a pena, não vale a pena nada.
COORD: Não vale a pena, não é verdade? Não vale?
ENTIDADE: Se eu pudesse ajudar uma pessoa que fosse, para não contrair esta doença…
COORD: Agora vamos pedindo aos nossos companheiros para fornecer ectoplasma suficiente a fim de dar um reajustamento, vamos dizer, generalizado no perispírito do nosso companheiro. (Vamos acalmando, vamos conseguindo que ele possa respirar com naturalidade, para que tenha um momento de reflexão maior e se lembre desta promessa que fez há minutos atrás, e ter condições de auxiliar aqueles que enveredam por esse caminho terrível). Está se sentindo melhor?
ENTIDADE: Eu estou. Eu agradeço muito e não vou esquecer nunca de ajudar, de trabalhar para ajudar essas pessoas.
COORD: Mas até agora há pouco, você estava no meio daqueles outros, que se juntavam àquela falange grande e incitavam as criaturas que ainda estavam por aqui a fazer uso daquilo, não é verdade?
ENTIDADE: E como, e como…
COORD: Não valeu a pena, não é meu querido?
ENTIDADE: Não.
COORD: Não, claro que não. Veja, você já está razoavelmente reajustado. Não completamente porque o seu caso foi mais profundo e teve uma participação muito ativa sobre criaturas que foram levadas por você, pelo seu grupo, a incidirem nas drogas. É preciso que tenha força de vontade muito grande, para não voltar a se reunir àqueles amigos seus, que não eram nada amigos, não eram amigos.
ENTIDADE: É que eu preciso de ajuda, eu preciso de ajuda, ajuda para não voltar mais para lá.
COORD: Então, você não vai mais voltar para aquele lugar, mas vai agora seguir um grupo destacado, que está aqui à nossa volta e vai conduzi-lo. Vamos recompor ligeiramente o seu aspecto, porque é preciso que ainda enfrente tudo isso, para valorizar mais a vida, os valores que Deus nos dá. Não é, meu querido? Está bom? Olhe aí um grupo muito dedicado. Você vai reconhecer entre eles alguns daqueles que vocês fizeram entrar nessas drogas e, por sua vez, agora, vão recompensá-lo na sua recuperação. Vamos desligando e você irá fazer comigo uma coisa que havia esquecido de fazer – uma prece. A prece vai ajudar você a se desligar mais rapidamente de tudo aquilo que está para trás. Se você quiser, repete, se não quiser, mentaliza o que eu for dizendo e vai devagarinho seguindo o seus companheiros, para uma recuperação mais aprimorada. “Pai Nosso que estais no céu….”
*
Livro: Orientação a Desencarnados
Autor: Renato Ourique de Carvalho
Página 210
*