Manifesto

*
*

*
*
Manifesto(1)

Senhor!
Eis-me aqui Senhor!
Encarnado há 71 anos já vivi muitas das experiências típicas do Planeta Terra.

Experiências ditas: “boas” e “más”.
Entendo que a qualificação é sempre relativa, pois depende do observador.

Senhor!
Quanta tristeza na face do Planeta Terra!
São muitas as pessoas que sofrem…
dores físicas, dores morais e dores espirituais.

Senhor!
Quando o Mundo conhecerá dias de Paz?
Quando o Mundo conhecerá a vida em harmonia e convívio fraterno?

Senhor!
Considero-me menor que uma formiguinha, mas, assim sendo, o que posso fazer para contribuir para a melhora das nossas Vidas atribuladas?

Senhor!
Considero-me menor que uma formiguinha, mas, assim sendo, o que posso fazer para contribuir para que haja um sorriso sincero em cada rosto?

Senhor!
Senhor Deus Pai do Universo!
Senhor, todos nós precisamos de ajuda, eu inclusive.
Te peço: a Bênção, a Proteção e a Orientação para todos nós, os habitantes do Planeta Terra.
Assim seja!
Eudison de Paula Leal
Pindamonhangaba-SP
*
*
(1) Manifesto.
Vide: http://migre.me/56ynz
Na literatura, define-se Manifesto como um texto de natureza dissertativa e persuasiva, uma declaração pública de princípios e intenções, que objetiva alertar um problema ou fazer a denúncia pública de um problema que está ocorrendo, normalmente de cunho político. O manifesto destina-se a declarar um ponto de vista, denunciar um problema ou convocar uma comunidade para uma determinada ação. Estrutura relativamente livre, mas com alguns elementos indispensáveis: título, identificação e análise do problema, argumentos que fundamentam o ponto de vista do(s) autor(es) do manifesto, local, data, assinaturas dos autores e simpatizantes da causa.

*
Publicado em: SinapsesLinks
https://sinapseslinks.wordpress.com/
*