Injustiças

*

Injustiças

Há pessoas que têm o hábito de colecionar injustiças sofridas no passado.

Não conseguem esquecer atos e fatos que as lenha magoado. Colecionam como fiéis filatelistas todos os selos que marcaram a sua vida. Elas dizem que perdoam, mas não se esquecem jamais do que sofreram. Com esse sentimento, se isolam.
Temerosas de sofrer novas injustiças tornam-se defensivas, desconfiadas, fechadas.

Todos nós somos e seremos vítimas de injustiças, pequenas ou grandes. Todos somos e seremos vítimas de pessoas mal educadas, grossas, rudes que nos farão sentir ofendidos, sentidos, magoados, vítimas da inveja, d a maledicência, de calúnias e injúrias.

Viver em sociedade exige uma enorme habilidade para esquecer as mágoas e genuinamente perdoar apagando da memória as injustiças sofridas no ambiente familiar, no trabalho, no convívio com amigos verdadeiros e falsos. A vida é assim.

Conheço pessoas tristes, sem vontade de sair e encontrar pessoas, porque vivem guardando na memória fatos desagradáveis do passado. É preciso aprender a esquecer para poder perdoar. É preciso aprendera viver o momento presente com mais intensidade. É preciso lembrar que mesmo aquelas pessoas que um dia nos ofenderam ou nos prejudicaram de alguma forma, têm o direito de mudar e talvez não sejam tão más como as julgamos desde então. O mundo gira, a fila anda, as coisas mudam e não podemos aprisionar nossa mente a fatos desagradáveis do passado, pois assim agindo, estaremos impedindo a nossa própria felicidade, a alegria e nossa capacidade de perdoar.

Esqueça as injustiças de que foi vítima. Esqueça o que falaram de você. Esqueça o que disseram a você num tom irônico. Esqueça as humilhações sofridas. Esqueça as mentiras a seu respeito e os julgamentos que fizeram de
você. Esqueça e perdoe. Perdoe e siga em frente. Você merece ser feliz!

Pense nisso. Sucesso!
*
Autor:
Luiz Marins
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Anúncios