Educação

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-g0J
*
20130509_Educação
*
Educação
*
Assunto: O valor moral na educação de filhos

A MENTIRA DESCOBERTA – Arun Gandhi

O Dr. Arun Gandhi, neto de Mahatma Gandhi e fundador do Instituto M.K. Gandhi para a Vida Sem Violência, em sua palestra de 9 de junho, na Universidade de Porto Rico, compartilhou a seguinte história como exemplo da vida sem violência exemplificada por seus pais:
“Eu tinha 16 anos e estava vivendo com meus pais no instituto que meu avô havia fundado, a 18 milhas da cidade de Durban, na África do Sul, em meio a plantações de cana de açúcar.

Estávamos bem no interior do país e não tínhamos vizinhos. Assim, sempre nos entusiasmava, às duas irmãs e a mim, poder ir à cidade visitar amigos ou ir ao cinema.

Certo dia, meu pai me pediu que o levasse à cidade para assistir a uma conferência que duraria o dia inteiro, e eu me apressei de imediato diante da oportunidade.

Como iria à cidade, minha mãe deu-me uma lista de coisas do supermercado, as quais necessitava, e como iria passar todo o dia na cidade, meu pai me pediu que me encarregasse de algumas tarefas pendentes, como levar o carro à oficina.

Quando me despedi de meu pai, ele me disse: ‘Nós nos veremos neste local às 5 horas da tarde e retornaremos à casa juntos.’

Após, muito rapidamente, completar todas as tarefas, fui ao cinema mais próximo. Estava tão concentrado no filme, um filme duplo de John Wayne, que me esqueci do tempo. Eram 5:30 horas da tarde, quando me lembrei. Corri à oficina, peguei o carro e corri até onde meu pai estava me esperando. Já eram quase 6 horas da tarde.

Ele me perguntou com ansiedade: ‘Por que chegaste tarde?’ Eu me sentia mal com o fato e não lhe podia dizer que estava assistindo um filme de John Wayne. Então, eu lhe disse que o carro não estava pronto e que tive que esperar… isto eu disse sem saber que meu pai já havia ligado para a oficina.

Quando ele se deu conta de que eu havia mentido, disse-me:
Algo não anda bem na maneira pela qual te tenho educado, que não te tem proporcionado confiança em dizer-me a verdade.

Vou refletir sobre o que fiz de errado contigo. Vou caminhar as 18 milhas ate em casa e pensar sobre isto.

Assim, vestido com seu traje e seus sapatos elegantes, começou a caminhar até à casa, por caminhos que nem estavam asfaltados nem iluminados.

Não podia deixá-lo só. Assim, dirigi por 5 horas e meia atrás dele… vendo meu pai sofrer a agonia de uma mentira estúpida que eu havia dito.

Decidi, desde aquele momento, que nunca mais iria mentir.

Muitas vezes me recordo desse episódio e penso.. Se ele me tivesse castigado do modo que castigamos nossos filhos, teria eu aprendido a lição? Não acredito…

Se tivesse sofrido o castigo, continuaria fazendo o mesmo…

Mas, tal ação de não-violência foi tão forte que a tenho impressa na memória como se fosse ontem…

” Este é o poder da vida sem violência.”

Limites

*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/s1oMor-limites
Mensagem número # 5.908 – Terça-feira @ 20120320020843
Visitas recebidas de Março de 2011 à 20/03/2012 = 41.166
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

*
*
Limites
*
Educar os filhos!!!
Este é um grande desafio para a humanidade.
A Escola Educa e a televisão deseduca.
Como você educa seus filhos e netos?
Veja o PPS elucidativo. Click aqui. Grato.
*
Colaboração:
Alfredo F. Corrêa
São Paulo-SP
*

Educação

*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/p1oMor-d4m
Mensagem# 5.711 @ 20120208162223
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
*
*

*
*
Educação

Lenita Maria Costa de Almeida

Educação é um assunto que tem começo mas não tem fim.
São vários os caminhos de abordagem, cada qual levando o leitor a finalizações diferenciadas.

Na atualidade e da metade do século passado para cá, poderíamos dizer que o advento do computador, gerou muita polêmica, em se tratando da sua aplicação no campo educativo, mas essa tecnologia veio para ficar.

Kevin Kelly, da revista ”World” rebate críticas à era da informática.
“Kelly sustentou que o cataclisma previsto por Sale (colapso econômico global, guerra com ricos e pobres e desastre ambiental) para 2020 não acontecerá’ Kevin é um dos otimistas tecnológicos.
Sua revista promove uma geração de profissionais emergentes ligados à computação.
Diz outro especialista – Neil Postman – que os problemas da revolução tecnológica são mais complexos do que a destruição das máquinas. Parafraseando Aldous Huxley,”não será preciso banir livros, porque ninguém vai querer ler.” “Isso é o pior que pode acontecer com o revolução tecnológica . Isso é preocupação. Quebrar os computadores seria falta de tempo e energia.. As pessoas não terão consciência de que estão sendo manipuladas. Aceitarão passivamente a expansão sem limites da tecnologia, porque terão perdido o direito de pensar.”
Essa reportagem foi publicada na Folha de S.Paulo em 12-11-95-cad.1 fls. 17/18

O bom de se consultar o “velho“ é melhor para refletir sobre o “novo” .
Não é preciso procurar provas da expansão tecnológica. Ela está aí e nós, querendo lançar nossos olhares sobre um futuro, que, nem sabemos se chegará, para melhor educar nossas crianças.

A verdade é que o ganho mercenário vem tomando proporções nunca antes imaginadas. Palavras como globalização, que podem remeter ao poder local
e às suas consequências da nossa dívida externa. Na verdade é um global que agrega também poderes municipais e federais, no trato de nossa dívida externa global.

A Transnacional – no meu entendimento – é , de certa forma, pior do que a globalização. A Transnacional instala sua empresa em determinado lugar. Se impostos ou outros que tais não lhe agradem, fecha a fábrica, despede os empregados e vai instalar-se onde melhor lhe convier. Daí a grande pergunta: educar para que ou para quem?

O estresse bate feio na cabeça dos pensadores. O momento é de muita reflexão, não só pelos intelectuais, mas reflexivo também para nós, alvos de tanta ousadia para benefício próprio.

O quadro exposto é alicerce para meditar. Remete para um fazer reflexivo. Esboça as perspectivas atuais para a educação.

Quando se fala em perspectiva, fala-se também em tomar um certo distanciamento do objeto que se quer analisar, para que a visão seja mais ampla, com mais oportunidade de acerto.

Por muito que pesquisasse não encontrei em parte alguma, referências à educação
num campo real e verdadeiro – o da alma. Como contribuir com a educação para conscientizar os educandos de que somos feitos de carne, osso e espírito? Como a própria tecnologia pode olhar, ou melhor, criar seus inventos pensando o homem como criatura humana, que urge crescer e não ficar à mercê dos “brinquedinhos tecnológicos“ que, fazem do homem o reducionismo de si mesmo, envolvido nos novos instrumentos tecnológicos. São técnicas que envolvem a pessoa com sedutor encantamento e o subtrai da verdade. Sem a ferramenta do seu próprio cérebro, completamente robotizado, como agirá a pessoa na corrente da vida, se não for perguntar ao computador?

Observo que as igrejas de todos os credos se multiplicam. Lendo nas entrelinhas, vejo nessa movimentação social um grito de ajuda, buscando Jesus de todas as formas, como o único Salvador nessa rinha de galos em que se tornou nosso mundo.

Perspectivas atuais da Educação
Moacir Gadotti

Educação

*
*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-cZh
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
*
*

*
*
Educação

O FUTURO DOS LIVROS DIDÁTICOS

Na quinta-feira, realizou-se a última promessa de Steve Jobs. A Apple entrou no mercado americano de livros didáticos. Associada às maiores editoras americanas, ela produzirá livros a US$ 14,99, uma verdadeira pechincha. No mesmo lance, lançou o aplicativo iBooks Author (grátis), que transforma qualquer autor num editor.

O Author turbinará o mercado de livros feitos em casa e vendidos na rede. Ele já existe, com resultados surpreendentes. Amanda Hocking, uma jovem de 26 anos movida a Red Bull que escreveu 17 livros nas horas vagas, submeteu-os a 50 editoras de papel e foi recusada por todos. Botou nove deles na rede, vendeu 1 milhão de cópias e embolsou US$ 2 milhões. O mais barato é grátis, o mais caro custa US$ 8,99. (Com seu viés açambarcador, a Apple quer que a freguesia só use o Author em Macs e que só comercialize os livros na sua loja.)

Já os e-books didáticos prenunciam uma revolução, com vídeos, áudios e imagens que mudam ao toque do freguês. Mais a possibilidade de criação de comunidades de jovens que estudam naquele volume.

Tudo isso por menos da metade do preço de um livro de papel.

Quem quiser ver o que vem por aí, pode baixar a versão para iPad ou iPhone de “Our Choice” (“Nossa Escolha – Um Plano para Resolver a Crise Climática”), de Al Gore, por US$ 4,99.

Essa revolução está na rua. Em vez de o governo pensar num modelo Kodak, comprando 500 mil laptops ou tabuletas, derramando dinheiro da Viúva com ferragens numa rede onde faltam professores e cursos de qualificação, os ministérios da Educação e da Ciência poderiam planejar o futuro.

Em 2010, o MEC gastou R$ 855 milhões no bem-sucedido Programa Nacional do Livro Didático.

Desse ervanário, pelo menos R$ 700 milhões foram gastos com papel e impressão. Coisas como alfafa e cocheiros no tempo das carruagens. Os autores ficaram com algo mais de R$ 50 milhões.

Os dias das grandes editoras de livros didáticos penduradas em parques gráficos durarão o quanto duraram os estábulos no início do século passado.

Nos próximos anos, com a disseminação e o barateamento das tabuletas, as editoras, grandes ou pequenas, se diferenciarão pelo qualidade dos seus cérebros.

Se o governo for humilde na compra de ferragens, porém ambicioso no planejamento da capacitação de professores e de técnicos capazes de estimular e organizar autores, todo mundo ganha, sobretudo a Viúva.
*
Fonte: http://bit.ly/yEDfax
*
Vídeos de apresentação da Apple.
Vídeo 1: http://bit.ly/wS0gKl
Vídeo 2: http://bit.ly/yC4Cbj
*
Colaboração:
Douglas Camargo Leal
Site: http://bit.ly/wepvG0
São Paulo-SP
*

Queridos Jovens!

*
*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-cBm
*
*

*
*
Queridos Jovens!
*
Quando nós, adultos, os vemos brincar de forma sadia, agradecemos a Deus.
Nós, os adultos, entendemos que o nosso futuro depende de vocês, jovens de hoje.
Muito em breve vocês estarão na Universidade, estarão cursando os assuntos técnicos…típicos da Escola Formal.

MAS,

O Principal: a sua Educação, trabalhada e burilada em seus Lares, esta é a Principal Componente da sua Vida e o Principal Benefício que vocês trarão para a Sociedade Humana…desde já.

Queridos Jovens!
Respeitem e tratem com muito carinho os seus Pais, pois, se assim o fizerem, todas as demais pessoas serão beneficiadas.
Digo, todas as demais Pessoas do Planeta Terra serão beneficiadas.
Digo, todos os Espíritos, encarnados e desencarnados também.

Queridos Jovens!
Tenham certeza que vocês são tutelados e Muito Amados pelos nossos Irmãos do Plano Espiritual Superior.

Recado para vocês: Alegria, Alegria e Alegria!
Recado para vocês: Tratem a todos com Brandura e Amor.

Muito obrigado por abrilhantarem nossas Vidas.
Amamos vocês!
*
Vovô Leal -71- aprendiz em todas as instâncias da Vida
sinapseslinks@gmail.com
*

Cinco minutos de valores humanos

*
*

*
*
Saara Nousiainen
5 de agosto de 2011 08:42

Amigos, este grupo não tem cor religiosa, embora tenha de religiosidade.
Sua finalidade principal é a troca de idéias e demais ações relacionadas aos valores humanos, tais como: honestidade, ética, respeito, responsabilidade, educação (não me refiro à instrução), não violência, afetividade, amor universal, solidariedade, justiça, verdade, etc..

Gostaria que tomassem conhecimento do documento:
Inserção de Valores Humanos nos Currículos escolares.
Abraço a todos.
Documento: Click aqui. Grato.
*

Amanda Gurgel

*

*
*
Professora Amanda Gurgel
*
Educação, Ensino, Professor, Professora… pondere!

Ouça o que esta jovem professora tem a nos dizer:
Click aqui.
Após ouvi-la, eu gostaria de ouvi-lo(a) também.
Muito obrigado.
*
Em tempo: endosso todas as palavras da Professora Amanda Gurgel.
Seja cada um dos dias da professora: Abençoado!
*
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
sinapseslinks@gmail.com
*
Colaboração:
Francisco de Assis Leonel
São Paulo-SP
*

Dia da Educação

*

*
*
Dia da Educação
*
O IBGE realiza várias pesquisas que levantam dados sobre a educação no Brasil, sendo a maior delas o Censo Demográfico. O último censo foi em 2000 e trouxe informações sobre analfabetismo, anos de estudo, freqüência escolar e redes de ensino, com distribuição de acordo com idade, estados, regiões do Brasil e sexo, entre outros dados.

O mundo moderno exige das pessoas uma preparação cada vez melhor para o exercício de suas tarefas. Ler e escrever, além de serem formas de se comunicar com o mundo, são atividades básicas para o desempenho de muitas outras funções.
*
É cada vez mais evidente a percepção de que o futuro passa pela Educação.
*
Educação: a principal riqueza de um país.
*

Escola Pública Japonesa

*

*
*
Escola Pública Japonesa
*
Educação! Educação! Educação!
Este assunto nos é importante.
Para todos nós, habitantes do Planeta Terra.
A construção do nosso SER: Moral e Racional é iniciada muito antes de havermos sido concebidos na fecundação de nossas Mães.
A postura mental de nossos pais (Pai e Mãe) influenciarão, em muito, na nossa formação.
A orientação escolar, contribuirá fortemente na formação do Cidadão e da Cidadã.
Veja o documento anexo.
Faça o download. Click aqui.
*
Ficarei muito Feliz em receber sua manifestação.
Muito obrigado.
Vamos Educar nossas Crianças!!!
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida.
*
Colaboração:
José Rufino Xavier
São Paulo-SP
*

Delinquente

*

COMO CRIAR UM DELINQUENTE?

DEZ MANEIRAS FÁCEIS:

1 – Comece na infância a dar a seu filho tudo o que ele quiser. Assim, quando crescer, ele acreditará que o mundo tem obrigação de lhe dar tudo o que deseja.

2 – Quando ele disser palavrões ache graça. Isso o fará achar-se interessante.

3 – Nunca lhe dê orientação religiosa. Espere que ele chegue aos 21 anos e decida por si mesmo.

4 – Apanhe tudo o que ele deixar jogado: livros, roupas, sapatos. Faça tudo para ele, para que aprenda a jogar sobre os outros toda a responsabilidade.

5 – Discuta com frequência na presença dele. Assim ele não ficará muito chocado quando o lar se desfizer mais tarde.

6 – Dê-lhe todo o dinheiro que quiser, nunca o deixe ganhar seu próprio dinheiro. Por que terá ele que passar pelas mesmas dificuldades que você passou?

7 – Satisfaça todos os seus desejos de comida, bebida e conforto. Negar pode acarretar frustrações prejudiciais e, afinal, ele deve ter tudo.

8 – Tome o partido dele contra os vizinhos, professores e policiais. Todos têm má vontade para com o seu filho.

9 – Quando ele se meter em alguma encrenca séria, dê esta desculpa: “nunca consegui dominá-lo”.

10 – Prepare-se para uma vida de desgosto. É seu merecido destino.

JUIZADO DE MENORES – S. B. DO CAMPO
*
Colaboração:
Maria Christina Camargo Leal
Pindamonhangaba-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Dr.Içami Tiba

*

Dr.Içami Tiba

Palestra ministrada pelo médico psiquiatra Dr. Içami Tiba, em Curitiba, 23/07/08.

O palestrante é membro eleito do Board of Directors of the International Association of Group Psychotherapy. Conselheiro do Instituto Nacional de Capacitação e Educação para o Trabalho “Via de Acesso”. Professor de cursos e workshops no Brasil e no Exterior.

Em pesquisa realizada em março de 2004, pelo IBOPE, entre os psicólogos do Conselho Federal de Psicologia, os entrevistados colocaram o Dr. Içami Tiba como terceiro autor de referência e admiração – o primeiro nacional.
· 1º- lugar: Sigmund Freud;
· 2º- lugar: Gustav Jung;
· 3º- lugar: Içami Tiba.

1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.

2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar com internet, som, tv, etc…

3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passar o dia todo em hospital de queimados.

4. É preciso confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas.

5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa. Não são todos que conhecem. Conhecer camisinha e não usar significa que não se tem o conhecimento da prevenção que a camisinha proporciona.

6. A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança. Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará. A criança não pode alterar as regras da casa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai (e nas punições também) e vice-versa. Se o pai determinar que não haverá um passeio, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinquente.

7. Em casa que tem comida, criança não morre de fome . Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto quem tem que dizer QUAL É A HORA de se comer e o que comer.

8. A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorado. Tem que entender.

9. É preciso transmitir aos filhos a idéia de que temos de produzir o máximo que podemos. Isto porque na vida não podemos aceitar a média exigida pelo colégio: não podemos dar 70% de nós, ou seja, não podemos tirar 7,0.

10. As drogas e a gravidez indesejada estão em alta porque os adolescentes estão em busca de prazer. E o prazer é inconsequente.

11. A gravidez é um sucesso biológico e um fracasso sob o ponto de vista sexual.

12. Maconha não produz efeito só quando é utilizada. Quem está são, mas é dependente, agride a mãe para poder sair de casa, para fazer uso da droga . A mãe deve, então, virar as costas e não aceitar as agressões. Não pode ficar discutindo e tentando dissuadi-lo da idéia. Tem que dizer que não conversará com ele e pronto. Deve ‘abandoná-lo’.

13. A mãe é incompetente para ‘abandonar’ o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita.

14. Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo.

15. Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo.

16. Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se for mal na faculdade.

17. Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca.

18. Muitas são desequilibradas ou mesmo loucas. Devem ser tratadas. (palavras dele).

19. Se a mãe engolir sapos do filho, ele pensará que a sociedade terá que engolir também.

20. Videogames são um perigo: os pais têm que explicar como é a realidade, mostrar que na vida real não existem ‘vidas’, e sim uma única vida. Não dá para morrer e reencarnar. Não dá para apostar tudo, apertar o botão e zerar a dívida.

21. Professor tem que ser líder. Inspirar liderança. Não pode apenas bater cartão.

22. Pais e mães não pode se valer do filho por uma inabilidade que eles tenham. ‘Filho, digite isso aqui pra mim porque não sei lidar com o computador’. Pais têm que saber usar o Skype, pois no mundo em que a ligação é gratuita pelo Skype, é inconcebível pagarem para falar com o filho que mora longe.

23. O erro mais frequente na educação do filho é colocá-lo no topo da casa. O filho não pode ser a razão de viver de um casal. O filho é um dos elementos. O casal tem que deixá-lo, no máximo, no mesmo nível que eles. A sociedade pagará o preço quando alguém é educado achando-se o centro do universo.

24. Filhos drogados são aqueles que sempre estiveram no topo da família.

25. Cair na conversa do filho é criar um marginal. Filho não pode dar palpite em coisa de adulto. Se ele quiser opinar sobre qual deve ser a geladeira, terá que mostrar qual é o consumo (KWh) da que ele indicar. Se quiser dizer como deve ser a nova casa, tem que dizer quanto isso (seus supostos luxos) incrementará o gasto final.

26. Dinheiro ‘a rodo’ para o filho é prejudicial. Mesmo que os pais o tenham, precisam controlar e ensinar a gastar.
Frase: “A mãe(ou o pai!) que leva o filho para a igreja, não vai buscá-lo na cadeia…”
*
Colaboração:
Maurício do Carmo Souza – Pindamonhangaba-SP
*

Educação

*

Educação

24/04/09 10:23
Secretaria da Educação comemora avanços na rede pública de ensino
A Secretaria de Estado da Educação (SEE) encerra os quatro primeiros meses do ano em comemoração por conta dos índices alcançados pela rede pública de ensino. O órgão coloca em prática projetos para a melhoria da qualidade dos professores e alunos.

De acordo com a secretária de Estado da Educação, Marcia Valéria Lira Santana, gradativamente, as principais reivindicações dos professores e alunos estão sendo atendidas. No próximo mês, haverá mais uma reunião das entidades que assinaram o Pacto pela Qualidade na Educação Pública.

“Nesse encontro, teremos oportunidade de discutir o papel de cada um dentro da responsabilidade educacional voltada para o progressivo atendimento à educação pública de qualidade”, destacou a secretária.

O pacto foi firmado em novembro do ano passado pelo governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Educação, e por representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal).

Entre os principais compromissos assumidos pela atual gestão e pela categoria estão: a diminuição da evasão escolar, o crescimento das vagas nas escolas públicas, o aumento da aprovação dos estudantes, um regime de colaboração entre Estados e municípios, a garantia da alfabetização como aspecto básico e a redução da repetência para que os alunos terminem a escola no tempo certo (idade-série).

Outro compromisso estabelecido pelo pacto é a instituição de uma mesa permanente de negociação, em que governo e sindicato da categoria, além de representantes de segmentos, a exemplo da Assembleia Legislativa e do Conselho Estadual de Educação, irão trabalhar para evitar greves no setor.

Entre os setores que firmaram o pacto estão o Ministério da Educação (MEC), Ministério Público Estadual, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Assembleia Legislativa, União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação, Conselho Estadual de Educação, representantes das igrejas evangélicas e católica, Federação Espírita e das religiões de matrizes africanas, Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet).

Piso Salarial — A secretária Marcia Valéria lembrou que Alagoas paga aos professores o segundo maior piso do Nordeste. Cada um dos 8 mil professores do Estado recebe pelo menos R$ 945,50. O piso nacional é de R$ 950.

Outro ponto destacado pela SEE é a formação em nível superior em licenciatura plena que o governo de Alagoas irá proporcionar para 21 mil professores da rede pública estadual de ensino.

A formação faz parte de uma das ações da SEE oriunda do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) que beneficiará professores das 345 escolas estaduais localizadas nos 102 municípios alagoanos.

Além dos professores, os alunos estão sendo beneficiados. Os estudantes receberão 200 mil novas carteiras escolares. As primeiras 50 mil já estão sendo distribuídas. Segundo a secretária Marcia Valéria, há mais de cinco anos não havia aquisição de mobiliário. “As carteiras têm três anos de garantia e são ajustáveis ao tamanho dos alunos”, frisou a secretária.

Cem escolas estaduais serão reformadas, por meio dos investimentos em regime de colaboração entre o Estado e o MEC.

Transporte escolar — Para a secretária da Educação, a adesão de 70% dos 102 municípios alagoanos ao processo de municipalização do transporte escolar representa mais um avanço para o Estado, para as prefeituras e para os 260 mil alunos da rede pública.

“A municipalização significa que a cobertura dos transportes será ampliada e a qualidade melhorada. O transporte será garantido a cada um dos alunos que morem em um raio superior a 3 Km de distância da escola”, explicou.

Marcia Valéria salientou também a informatização do sistema de banco de dados da SEE que vai permitir, por exemplo, identificar com rapidez as carências de professores nas escolas e quais são as matérias com maior déficit de pessoal. “Desta forma será possível, visualizar as vagas para chamar a reserva técnica ou mesmo realizar um novo concurso”, finalizou.
*
Fonte:
http://www.alemtemporeal.com.br/?pag=educacao&cod=1968
*