Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gtX
*
20130618_Dez_maneiras
*
Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos
*
1 – Disciplinar os próprios impulsos.

2 – Trabalhar, cada dia, produzindo o melhor que pudermos.

3 – Atender aos bons conselhos que traçamos para os outros.

4 – Aceitar sem revolta a crítica e a reprovação.

5 – Esquecer as faltas alheias sem desculpar as nossas.

6 – Evitar as conversações inúteis.

7 – Receber o sofrimento o processo de nossa educação.

8 – Calar diante da ofensa, retribuindo o mal com o bem.

9 – Ajudar a todos, sem exigir qualquer pagamento de gratidão.

10 – Repetir as lições edificantes, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, perseverando no aperfeiçoamento de nós mesmos sem desanimar e colocando-nos a serviço do Divino Mestre, hoje e sempre.
*
Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Paz e Renovação.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP

Benefícios Imediatos

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-gpi
*
20130612_Benefícios Imediatos
*
Benefícios Imediatos
*
Entre o Aprendiz e o Orientador se estabeleceu o precioso diálogo:

-Instrutor, qual é a força que domina a vida?

-Sem dúvida, o amor.

-Esse poder tudo resolve de pronto?

-Entre as criaturas humanas, de modo geral, ainda existem problemas, alusivos ao amor que demandam muito tempo a fim de que se atinja a solução no campo do entendimento.

-E qual o recurso máximo que nos garante segurança entre as desarmonias do mundo?

-A fé.

-Pode a fé ser obtida, de momento para outro?

-Não é assim. A confiança raciocinada reclama edificação vagarosa no curso dos dias.

-A que fator nos cabe recorrer, para que nos conservem o ânimo e a alegria de servir entre conflitos da existência?

-A paz. -E a paz surge espontânea?

-Também não. Ninguém conhece a verdadeira paz sem trabalho e todo trabalho pede luta.

-Então instrutor, não existe elemento algum no mundo que nos assegure benefícios imediatos?

-Existe.

-Onde está esse prodígio, se vejo atritos por toda parte, na Terra?

-O Mentor fez expressivo gesto de compreensão e rematou:

-Filho, a única força capaz de proporcionar-nos triunfos imediatos, em quaisquer setores da vida, é a força da paciência.

* * *

Francisco Cândido Xavier. Da obra: Pronto Socorro.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
C.E.U.
*
Colaboração:
Elaboração: Integral Terapia Holística – Rua Prudente de Moraes, 304 – Centro – Pindamonhangaba – S.Paulo.
Terapeuta Responsável: David Ascenço – CRT. N. 43108.
Filiado ao Sinte – Sindicato dos Terapeutas.

Consciência e Plenitude

*
Link permanente:___ http://wp.me/p1oMor-fZt
*
20130508_Consciencia
*
Consciência e Plenitude
*
A busca da plenitude constitui a meta essencial da consciência lúcida que descobriu os valores reais da vida e superou os equívocos do ego, no processo da evolução do ser espiritual.

Conscientizado quanto à realidade da vida, na sua qualidade de hálito
divino e eterno, sabe que a rapidez do trânsito carnal em nada afeta o
conteúdo de que se constitui, porquanto identifica o mecanismo da
evolução graças ao qual se adentra na existência física, através da
concepção fetal e abandona-a por meio da anoxia cerebral, quando lhe
advém a morte.

Felicitado pela perfeita identificação dos objetivos humanos, empenha-se
por entesourar os recursos inalienáveis do bem, preservando a paz
íntima e comportando-se dentro dos cânones da ordem e do dever,
fomentadores do próprio, como do progresso geral.

A consciência seleciona as necessidades reais das que são utópicas,
abrindo espaços à realização interior que induz ao amor como meio
especial de alcançar a plenitude.

Sonhada por todos os povos, nas mais variadas época s da História, foi assinalada por santos, místicos e heróis, como Nirvana, Samadi, Paraíso, glória, encontrando em Jesus a denominação amena de Reino dos Céus, onde não vicejam as dores nem as angústias , as saudades nem as aflições.

Delimitando-lhe as balizas no próprio coração da criatura, o Mestre Divino propôs o mergulho no oceano dos sentimentos, onde pode sobrenadar, fruindo de harmonia, sem ansiedade, nem arrependimento, sem perturbação ou tormento…

Conquistada a consciência que propicia amadurecimento, o ser alcança o estado de plenitude espiritual, não obstante se encontre no invólucro carnal.

Enquanto estejas na vida corporal, exercita-te na fraternidade, não te
deixando perturbar por querelas e paixões dissolventes.

Cuida de viver com intensidade e sem cansaço as horas da existência,
deixando-as passar com real aproveitamento, de modo que a recordação delas não te cause remorso ou lamentação.

Os momentos de consciência profunda , objetiva, proporcionam a memória
da plenitude, passo inicial para a integração no espírito total da vida.
Jesus assinalou esta conquista ao afirmar :

“Eu e meu Pai somos um.”

Havia uma perfeita identificação entre Ele e o Gerador Universal,
acenando aos Seus discípulos a possibilidade de consciência integral com
plenitude pessoal.

Interessado na elucidação da plenitude , ALLAN KARDEC indagou aos Gênios
Espirituais, conforme anotou em O Livro dos Espíritos, na questão 967:

– Em que consiste a felicidade dos bons espíritos ?

– Em conhecerem todas as coisas; em não sentirem ódio, nem ciúme, nem inveja, nem ambição, nem qualquer das paixões que ocasionam a desgraça dos homens. O amor que os une lhes é fonte de suprema felicidade. Não experimentam as necessidades, nem os sofrimentos, nem as angústias da Vida material. São felizes pelo bem que fazem….

Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Momentos de Consciência.
*
Colaboração:
David Ascenço
david.ascenco@cairbar.com.br
Pindamonhangaba-SP

Em Favor de Você Mesmo

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fNX
*
20130417_David_Ascenço
*
Em Favor de Você Mesmo
*
Aprenda a ceder em favor de muitos, para que alguns intercedam em seu benefício nas situações desagradáveis.
*
Ajude sem exigência para que outros o auxiliem, sem reclamações.
*
Não encarcere o vizinho no seu modo de pensar; dê ao companheiro oportunidade de conceber a vida tão livremente quanto você.
*
Guarde cuidado no modo de exprimir-se; em várias ocasiões, as maneiras dizem mais que as palavras.
*
Refira-se a você o menos possível; colabore fraternalmente nas alegrias do próximo.
*
Evite a verbosidade avassalante; quem conversa sem intermitências, cansa ao que ouve.
*
Deixe ao irmão a autoria das boas idéias e não se preocupe se for esquecido, convicto de que as iniciativas elevadas não pertencem efetivamente a você, de vez que todo bem procede originariamente de Deus.
*
Interprete o adversário como portador de equilíbrio; se precisamos de amigos que nos estimulem, necessitamos igualmente de alguém que indique os nossos erros.
*
Discuta com serenidade; o opositor tem direitos iguais aos seus.
*
Se você considerar excessivamente as críticas do inferior, suporte sem mágoa as injunções do plano a que se precipitou.
*
Seja útil em qualquer lugar, mas não guarde a pretensão de agradar a todos; não intente o que o próprio Cristo ainda não conseguiu.
*
Defrontado pelo erro, corrija-o primeiramente em você, e, em seguida, nos outros, sem violência e sem ódio.
*
Se a perfídia cruzar seu caminho, recuse-lhe a honra da indignação examine-a, com um sorriso silencioso, estude-lhe o processo calmamente e, logo após, transforme-a em material digno da vida.
*
Ampare fraternalmente o invejoso; o despeito é indisfarçável homenagem ao mérito e, pagando semelhante tributo, o homem comum atormenta-se e sofre.
*
Habitue-se à serenidade e a fortaleza, nos círculos da luta humana; sem estas conquistas dificilmente sairá você do vaivém das reencarnações inferiores.
* * *
Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Agenda Cristã.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
Edição de Bolso. Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1999.
*
Colaboração:
David Ascenço
david.ascenco@cairbar.com.br
Pindamonhangaba-SP

Perante os Fatos do Momento

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fJY
*
20130411_David_Ascenço
*
Perante os Fatos do Momento
*
“Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, segui sempre o bem, tanto uns para com outros, como para com todos”.
Paulo (I Tessalonicenses, 5:15)

Em tempo algum empolgar-se por emoções desordenadas ante ocorrências que apaixonem a opinião pública, como, por exemplo, delitos, catástrofes, epidemias, fenômenos geológicos e outros quaisquer.

Acalmar-se é acalmar os outros.
*
Nas conversações e nos comentários acerca de notícias terrificantes, abster-se de sensacionalismo.
A caridade emudece o verbo em desvario.
*
Guardar atitude ponderada, à face de acontecimentos considerados escandalosos, justapondo a influência do bem ao assédio do mal.
A palavra cruel aumenta a força do crime.
*
Resguardar-se no abrigo da prece em todos os transes aflitivos da existência.
As provações gravitam na esfera da Justiça Divina.
*
Aceitar nas maiores como nas menores decepções da vida humana, por mais estranhas ou desconcertantes que sejam, a manifestação dos Desígnios Superiores atuando em favor do aprimoramento espiritual.
Deus não erra.
*
Ainda mesmo com sacrifício, entre acidentes inesperados que lhe firam as esperanças, jamais desistir na construção do bem que lhe cumpre realizar.
Cada Espírito possui conta própria na Justiça Perfeita.
* * *
Vieira, Waldo. Da obra: Conduta Espírita.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
FEB.
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP

Terapeuta Holístico

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fy2
*
20130318_Terapeuta
*
Terapeuta Holístico
*
Abre aspas:
Dentre as atribuições do Terapeuta Holístico, podemos citar entre elas:

– Não promover nenhuma cura ou milagre. O Terapeuta é apenas um mediador do processo de auto cura que seus clientes possam vivenciar. O Terapeuta não cura ninguém, é a própria pessoa que se cura com o auxílio do Terapeuta.
– O Terapeuta Holístico é um facilitador de processos de cura e pode utilizar diversos recursos terapêuticos para este fim.
– O Terapeuta Holístico utiliza c o n h e c i m e n t o + h a b i l i d a d e para auxiliar as pessoas que o procuram;
– O Terapeuta Holístico é um facilitador do processo de consciência pessoal, corporal e/ou espiritual em outras pessoas;
– O Terapeuta Holístico pode observar situações sutis e as apontar para a pessoa que busca a terapia pois, que esta não consegue percebe-las sozinha;
– O Terapeuta Holístico enxerga o mundo sob a ótica do Paradigma Holístico e sob valores e crenças diferenciados dos padrões dominantes por isso, suas atividades não são possíveis de serem avaliadas conforme a ótica do sistema cartesiano.
– Não cabe ao Terapeuta Holístico interferir ou questionar qualquer tratamento médico que seu ‘paciente’ esteja utilizando por ordem médica ou afins. O Terapeuta deve sempre orientar que em caso de doenças ou suspeitas de doenças, que seu cliente busque orientação médica.
– O Terapeuta Holístico não trata doenças, mas sim a pessoa como um todo nos níveis subjetivos. Tratando-se a origem emocional-psíquica, a saúde física pode consequentemente melhorar também. Entretanto, deve ficar claro que a cura de doenças físicas não é o objetivo primordial da Terapia Holística ou Terapias Integrativas (complementares, alternativas, etc…). A Terapia Holística busca o equilíbrio interno para promover harmonia em todos os níveis da vida assim obtendo o bem estar, espirito, corpo e mente.
Fecha aspas.
*
Faça o download do texto completo. Click aqui. Grato.
*
Autor:
David Ascenço
Terapeuta Holístico
CRT. 43108

O Que Mais Sofremos

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-fvG
*
20130313_Sofrer
*
O Que Mais Sofremos
*

O que mais sofremos no mundo…

Não é a dificuldade.
É o desânimo em superá-la.

Não é a provação.
É o desespero diante do sofrimento.

Não é a doença.
É o pavor de recebê-la.

Não é o parente infeliz.
É a mágoa de tê-lo na equipe familiar.

Não é o fracasso.
É a teimosia de não reconhecer os próprios erros.

Não é a ingratidão.
É a incapacidade de amar sem egoísmo.

Não é a própria pequenez.
É a revolta contra a superioridade dos outros.

Não é a injúria.
É o orgulho ferido.

Não é a tentação.
É a volúpia de experimentar-lhes os alvitres.

Não é a velhice do corpo.
É a paixão pelas aparências.

Como é fácil de perceber, na solução de qualquer problema, o pior problema é a carga de aflição que criamos, desenvolvemos e sustentamos contra nós.
* * *
Xavier, Francisco Cândido.
Ditado pelo Espírito Albino Teixeira.
*
Colaboração:
David Ascenço
Pindamonhangaba-SP