Paciência

20150615_Sri_Sathya_Sai_Baba
*
Paciência
*
“Para o progresso espiritual, kshama (paciência) é a base real ou a fundação.

Grandes pessoas e países perderam sua glória, prestígio e reputação por causa do desaparecimento de Kshama.

Sem paciência e capacidade de tolerância, a pessoa torna-se fraca espiritualmente.

Tal fraqueza leva a sentimentos ruins, pensamentos indesejáveis e ações impróprias.

Esta virtude é melhor cultivada em circunstâncias adversas e problemas, e a pessoa precisa, portanto, acolhê-los alegremente em vez de considerá-los indesejáveis.

Assim, tempos de aflição e um ambiente de tristeza e miséria oferecem a oportunidade ideal para o desenvolvimento de Kshama.

No entanto, por causa de fraqueza mental e ignorância, evitamos experiências dolorosas e angústia.

Você não deve ser fraco; seja corajoso e acolha os problemas.

Deixe-os vir; quanto mais melhor.

Somente com uma atitude tão corajosa, você será capaz de trazer para fora a kshama escondida dentro de você.
(Discurso Divino, 25 de maio de 2000)”
*
Colaboração:
Goataçara Hugo Silva
Rio de Janeiro-RJ

Chico Xavier

20121004_chico_xavier_foi_eleito
*
O CAPITAL DOS MINUTOS
Pelo Espírito Scheilla.
Psicografia de Francisco Cândido Xavier.
Livro: Taça de Luz. Lição nº 41. Página 117.
Psicografia em reunião pública em 04-03-1957 no Centro Espírita Luiz Gonzaga, na cidade de Pedro Leopoldo, Minas Gerais.
*
No amanho da terra, em toda parte, surge a erva daninha. Aqui, chama-se tiririca, além é joio imprestável, mais adiante guarda o nome de escalracho destruidor. No fundo, é sempre mato inculto, impedindo a germinação da boa semente e consumindo a vitalidade do solo. Extensos tratos de gleba proveitosa permanecem dominados por essa relva improdutiva e renascente, onde tanta árvore generosa poderia crescer e produzir para a alegria e segurança de todos.
Referimo-nos a esse elemento invasor para lembrar o vosso valioso capital dos minutos.

Quanta felicidade poderemos plantar com a bênção de meia hora?

Quanto estudo nobre investir-nos-á na posse de elevados conhecimentos com apenas alguns instantes de leitura e reflexão?

Dez minutos na conversação digna ou na visita confortadora podem operar a renovação de muitos destinos.

Um quarto de hora na assistência aos enfermos ou no trabalho gratuito em favor do próximo consegue prodígios na vitória do bem.

Entretanto, contra a plantação de semelhantes recursos nas leiras do tempo, encontramos a tiririca da maledicência, o joio do azedume verbal e o escalracho das críticas ociosas fantasiadas de interesse pela salvação apressada dos outros…

No fundo, porém, é sempre a conversa inútil que aniquila as mais nobres oportunidades de serviço e progresso.

Não olvidemos o capital dos minutos, a riqueza capaz de comprar-nos a sublimação para a vida eterna, se atendermos à edificação da verdadeira fraternidade.

E com os talentos do amor e da fé, procuremos servir sem repouso, recordando a afirmação do Mestre Divino: – Meu Pai trabalha até hoje e eu trabalho também.
*
Colaboração:
Antônio Sávio de Resende – Tonhão
asavio.fcvv@gmail.com
*
Eu te agradeço pela importante contribuição.
Desejo que o seu Novo Dia Concedido seja: Feliz!
*
Fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Encarnado há 27.450 dias.
Eu TE Agradeço Senhor!
*
*** https://sinapseslinks.wordpress.com/
*** https://www.facebook.com/sinapses.links