Vampirismo

20150418_Vampirismo
*
Vampirismo
Autor: J. Herculano Pires

*
“Vampirismo hominal-espiritual. E assim como o
parasitismo influi no desenvolvimento das plantas e no comportamento dos animais, o vampirismo influi no comportamento humano individual e social.

Entre os vários elementos, coisas e seres que agem sobre o comportamento humano, o mais perturbador e o que mais profundamente ameaça as estruturas físicas e espirituais do ser humano é o vampirismo, porque é a atuação consciente de um ser sobre o outro, para deformar-lhe os sentimentos e as idéias, conturbar-lhe a mente e levá-lo a práticas e atitudes contrárias ao seu equilíbrio orgânico e psíquico.

No parasitismo, mesmo no espiritual, há uma tendência de
acomodação do parasita na vítima.

A lei é a mesma do parasitismo vegetal e animal. A entidade espiritual parasitária procura ajustar-se ao parasitado, na posição de uma subpersonalidade afim. Ambos vivem em sintonia, mas oparasita às custas das energias do parasitado, cujo desgaste naturalmente aumenta de maneira progressiva.

Ambos ganham e perdem nessa conjugação nefasta.

O parasitado sofre duplo desgaste de suas energias mentais e vitais e o parasita cai na sua dependência, perdendo a sua capacidade individual de sobrevivência e conservação.

A morte do parasitado afeta o parasita, que morre sugestivamente com ele, pois perdeu a capacidade de viver, sentir e pensar por si mesmo. Os casos de pessoas dependentes, excessivamente tímidas, desanimadas, inaptas para a vida normal, essas de que se diz “passaram pela vida, mas não viveram”, são tipicamente casos de parasitismo.”

Autor: J.Herculano Pires
Fonte: O Consolador – (pág.18)
http://bit.ly/1Q0t04z
*

Anúncios

Um comentário sobre “Vampirismo

  1. Este post maravilhoso de Herculano Pires é um autêntico exemplo de como inúmeras pessoas vivem sem viver, isto é, vivem na sombra de outros. Isto faz tanto mal tanto para o sugador quanto para o sugado. Pois, viver, é participar, ajudar, construir, doar e aquele que não tem a vontade necessária, ou melhor a energia necessária para fazer por si mesmo, lança mão deste artefato, prejudicando-se extremamente e ainda arcando com esta responsabilidade de prejudicar o sugado, tirando dele, esta energia tão preciosa que contribuiria para que o seu espírito pudesse esparzir ensinamentos preciosos e ajuda preciosa aos indivíduos que fazem parte da sua vivência. Obrigada Tereza

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s