SinapsesLinks presente no Printerest

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-eq0
*

*
SinapsesLinks presente no Printerest
*
Link:___ http://pinterest.com/sinapseslinks/philosophy/

Anúncios

O Sorriso de Deus

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-epK
*

*
O Sorriso de Deus
*
Amai-vos, porque o amor é o princípio e o fim, estes que são origem e destino de si próprios na eternidade do amar.
Amai o vosso hoje, que é tão passageiro quanto um relâmpago, pois vosso hoje inicia e se modifica nas bordas de um único ponto.
Vosso agora começa e acaba simultaneamente, tal a intensidade da vida; não vos deixeis iludir, portanto, pela velocidade do tempo.
Fazei-vos a vossa própria embarcação até as mais longínquas de vossas aspirações mais justas.
Contudo, somente sereis a vossa própria nau alada quando amardes profundamente a proeza do que pretendeis alcançar.
Amai cada circunstância da vossa vida, na alegria ou na dor, e jamais vos entregueis a lamentos que vierem assaltar a vossa paz.
Jamais deixai de amar a vós mesmos. Aprendei que sois uma alma unida à Terra, ao vosso Sistema Solar, à vossa Galáxia, ao Todo.
E, se aprenderdes a vos expandir no Olhar da Criação, vereis que sois a própria razão do Criador.
Amai a tudo e a todos, porque poder amar é a recompensa de quem venceu a si mesmo em suas limitações.
Pois, ninguém conseguirá amar a si próprio, amar a vida e todas as lições que ela traz, se não vencer a possessividade do humano amar.
Porque a ninguém é dado o poder sobre o amor, posto que o amor não é criação humana, porém manifestação do Absoluto.
Contudo, não humanizai o amor em demasia, tampouco o divinizai a extremos que vos limitem; sabei amar, antes de pretenderdes o amor.
Lembrai-vos de que o amor pede renúncias. Renunciai, portanto, as correntezas do amor, se vossas águas não forem doces às margens.
Amai-vos e perdoai-vos uns aos outros com a dignidade de quem aprendeu a perdoar e, principalmente, a pedir perdão.
Amai-vos e doai-vos uns aos outros na perfeita entrega e recebimento que a solidariedade proclama na autoridade do amor.
Uma vez que, sozinhos, vós sois apenas gotas que se afogam nas ondas do vosso próprio oceano.
Não vos esqueçais de que amar não é apenas sentir amor; amar é dar e receber amor em perfeita sincronia, como o Universo mantém a sua coesão.
E quando vos sentirdes não amados, trazei-me aos vossos corações; por certo eu vos alimentarei com frutos do meu trigal.
E quando vos sentirdes desamparados, trazei-me para junto de vós; e eu vos aquecerei com o hálito da minha paz.
E quando vos sentirdes enfraquecidos pela aridez da estrada, não a regueis com vossas lágrimas; eu as verterei por vós.
E quando vos sentirdes fustigados pelos imprevistos, entregai ao Pai vossas dúvidas, e elas se transformarão em bálsamo e conhecimento.
E quando vos disserem esquecidos por todas as sortes, atinai que viver é a maior de todas as riquezas.
E eis que vos amo tanto, que por todos vós dou o mais completo amor de mim; pelo meu coração e pelas palavras que outorgo.
Amai-vos com todo o amor do mundo, pois a Vida só se justifica pelas extensões de seus atributos.
O amor não exige; espera. O amor não grita; silencia. O amor não julga; absolve. O amor não aprisiona; liberta. O amor não ofende; abençoa.
Confiai no amor do Amor, e vesti-vos com esse manto de Paz. Pois, de onde vem todo o amor do mundo, senão do sorriso de Deus?
Confiai no amor do Amor. Pois o Amor, sendo Amor, ama antecipando a si mesmo em todas as circunstâncias do quanto podeis amar.

© Copyright 2011- Carlos Morandi – Fundação Biblioteca Nacional
http://carlosmorandi.blogspot.com.br/