Estranha Moral

*
Link Permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-emG
*

*
CAPÍTULO XXIII
ESTRANHA MORAL

Odiar os pais. – Abandonar pai, mãe e filhos. – Deixar aos mortos o cuidado de enterrar seus mortos. – Não vim trazer a paz, mas, a divisão. Odiar os pais

1. Como nas suas pegadas caminhasse grande massa de povo, Jesus, voltando-se, disse-lhes: – Se alguém vem a mim e não odeia a seu pai e a sua mãe, a sua mulher e a seus filhos, a seus irmãos e irmãs, mesmo a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. -E quem quer que não carregue a sua cruz e me siga, não pode ser meu discípulo. – Assim, aquele dentre vós que não renunciar a tudo o que tem não pode ser meu discípulo. (S. LUCAS, cap. XIV, vv. 25 a 27 e 33.)

2. Aquele que ama a seu pai ou a sua mãe, mais do que a mim, de mim não é digno; aquele que ama a seu filho ou a sua filha, mais do que a mim, de mim não é digno. (S. MATEUS, cap. X, v. 37.)

3. Certas palavras, aliás muito raras, atribuídas ao Cristo, fazem tão singular contraste com o seu modo habitual de falar que, instintivamente, se lhes repele o sentido literal, sem que a sublimidade da sua doutrina sofra qualquer dano.

Escritas depois de sua morte, pois que nenhum dos Evangelhos foi redigido enquanto ele vivia, lícito é acreditar-se que, em casos como este, o fundo do seu pensamento não foi bem expresso, ou, o que não é menos provável, o sentido primitivo, passando de uma língua para outra, há de ter experimentado alguma alteração.

Basta que um erro se haja cometido uma vez, para que os copiadores o tenham repetido, como se dá freqüentemente com relação aos fatos históricos.

O termo odiar, nesta frase de S. Lucas: Se alguém vem a mim e não odeia a seu pai e a sua mãe, está compreendido nessa hipótese. A ninguém acudirá atribuí-la a Jesus. Será então supérfluo discuti-la e, ainda menos, tentar justificá-la.

Importaria, primeiro, saber se ele a pronunciou e, em caso afirmativo, se, na língua em que se exprimia, a palavra em questão tinha o mesmo valor que na nossa. Nesta passagem de S. João: “Aquele que odeia sua vida, neste mundo, a conserva para a vida eterna”, é indubitável que ela não exprime a idéia que lhe atribuímos.

A língua hebraica não era rica e continha muitas palavras com várias significações. Tal, por exemplo, a que no Gênese, designa as fases da criação: servia, simultaneamente, para exprimir um período qualquer de tempo e a revolução diurna. Daí, mais tarde, a sua tradução pelo termo dia e a crença de que o mundo foi obra de seis vezes vinte e quatro horas.

Tal, também, a palavra com que se designava um camelo e um cabo, uma vez que os cabos eram feitos de pêlos de camelo. Daí o haverem-na traduzido pelo termo camelo, na alegoria do buraco de uma agulha.
*
Livro Fonte:
O Evangelho Segundo o Espiritismo
Allan Kardec
Capítulo XXIII

Proeminência Solar

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-emy
*

*
Proeminência Solar
*
“This image shows a close-up of the huge solar prominence of Aug. 31, 2012, is clear in this full-disk image of the sun by NASA’s Solar Dynamics Observatory in the 304 and 171 angstrom wavelengths.”
*
Fonte da informação:
http://migre.me/aD6Ed
*

Fome no mundo

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-emr
*

*
Fome no mundo
*
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, faz discurso em mesa redonda durante Fórum Econômico da Ásia Pacífico (Apec), neste domingo (9), na cidade de Vladivostok. Durante o evento, ele afirmou que quase um bilhão de pessoas passam fome atualmente no mundo.
Link para esta notícia. Click aqui. Grato.
*

Jesus, o grande instrutor

*
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-emh
*

*
Jesus, o grande instrutor
*
Abra seu Coração!
Conheça as mensagens deixadas por Jesus, o Mestre dos Mestres.
Apresentação em PPT. Click aqui. Grato.
Fraternalmente,
Leal
*
Colaboração:
Shirley Françoso
São Paulo-SP