Obrigado Senhor!

Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/p1oMor-dA5
Mensagem número # 6.090 – Sábado @ 20120414040546
Visitas recebidas de Março de 2011 à 14/04/2012 = 46.342
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

Anúncios

Senac CorelDraw X5

Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/p1oMor-dA0
Mensagem número # 6.089 – Sábado @ 20120414040212
Visitas recebidas de Março de 2011 à 14/04/2012 = 46.342
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

*
*

Obrigado Senhor!

Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/p1oMor-dzW
Mensagem número # 6.088 – Sábado @ 20120414032933
Visitas recebidas de Março de 2011 à 14/04/2012 = 46.342
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

Frei Betto

Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/p1oMor-dzQ
Mensagem número # 6.087 – Sábado @ 20120414031722
Visitas recebidas de Março de 2011 à 14/04/2012 = 46.342
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

*
*
Frei Betto
*
Ao viajar pelo Oriente, mantive contatos com monges do Tibete, da Mongólia, do Japão e da China. Eram homens serenos, comedidos, recolhidos e em paz nos seus mantos cor de açafrão. Outro dia, eu observava o movimento do aeroporto de São Paulo: a sala de espera cheia de executivos com telefones celulares, preocupados, ansiosos, geralmente comendo mais do que deviam. Com certeza, já haviam tomado café da manhã em casa, mas como a companhia aérea oferecia um outro café, todos comiam vorazmente. Aquilo me fez refletir: ‘Qual dos dois modelos produz felicidade?

Encontrei Daniela, 10 anos, no elevador, às nove da manhã, e perguntei: ‘Não foi à aula?’ Ela respondeu: ‘Não, tenho aula à tarde’. Comemorei: ‘Que bom, então de manhã você pode brincar, dormir até mais tarde’. ‘Não’, retrucou ela, ‘tenho tanta coisa de manhã…’ ‘Que tanta coisa?’, perguntei. ‘Aulas de inglês, de balé, de pintura, piscina’, e começou a elencar seu programa de garota robotizada. Fiquei pensando: ‘Que pena, a Daniela não disse: ‘Tenho aula de meditação! Estamos construindo super-homens e super mulheres, totalmente equipados, mas emocionalmente infantilizados.

Uma progressista cidade do interior de São Paulo tinha, em 1960, seis livrarias e uma academia de ginástica; hoje, tem sessenta academias de ginástica e três livrarias! Não tenho nada contra malhar o corpo, mas me preocupo com a desproporção em relação à malhação do espírito. Acho ótimo, vamos todos morrer esbeltos: ‘Como estava o defunto?’. ‘Olha, uma maravilha, não tinha uma celulite!’ Mas como fica a questão da subjetividade? Da espiritualidade? Da ociosidade amorosa?

Hoje, a palavra é virtualidade. Tudo é virtual. Trancado em seu quarto, em Brasília, um homem pode ter uma amiga íntima em Tóquio, sem nenhuma preocupação de conhecer o seu vizinho de prédio ou de quadra! Tudo é virtual. Somos místicos virtuais, religiosos virtuais, cidadãos virtuais. E somos também eticamente virtuais…

A palavra hoje é ‘entretenimento’; domingo, então, é o dia nacional da imbecilização coletiva. Imbecil o apresentador, imbecil quem vai lá e se apresenta no palco, imbecil quem perde a tarde diante da tela. Como a publicidade não consegue vender felicidade, passa a ilusão de que felicidade é o resultado da soma de prazeres: ‘Se tomar este refrigerante, vestir este tênis, usar esta camisa, comprar este carro, você chega lá!’ O problema é que, em geral, não se chega! Quem cede desenvolve de tal maneira o desejo, que acaba precisando de um analista. Ou de remédios. Quem resiste, aumenta a neurose.

O grande desafio é começar a ver o quanto é bom ser livre de todo esse condicionamento globalizante, neoliberal, consumista. Assim, pode-se viver melhor. Aliás, para uma boa saúde mental três requisitos são indispensáveis: amizades, autoestima, ausência de estresse.

Eu prefiro: equilíbrio, consciência e fé.
Há uma lógica religiosa no consumismo pós-moderno. Na Idade Média, as cidades adquiriam status construindo uma catedral; hoje, no Brasil, constrói-se um shopping-center. É curioso: a maioria dos shoppings-centers tem linhas arquitetônicas de catedrais estilizadas; neles não se pode ir de qualquer maneira, é preciso vestir roupa de missa de domingo. E ali dentro sente-se uma sensação paradisíaca: não há mendigos, crianças de rua, sujeira pelas calçadas…

Entra-se naqueles claustros ao som do gregoriano pós-moderno, aquela musiquinha de esperar dentista. Observam-se os vários nichos, todas aquelas capelas com os veneráveis objetos de consumo, acolitados por belas sacerdotisas. Quem pode comprar à vista, sente-se no reino dos céus. Deve-se passar cheque pré-datado, pagar a crédito, entrar no cheque especial, sente-se no purgatório. Mas se não pode comprar, certamente vai se sentir no inferno… Felizmente, terminam todos na eucaristia pós-moderna, irmanados na mesma mesa, com o mesmo suco e o mesmo hambúrguer do Mc Donald…

Costumo advertir os balconistas que me cercam à porta das lojas: ‘Estou apenas fazendo um passeio socrático.’ Diante de seus olhares espantados, explico: ‘Sócrates, filósofo grego, também gostava de descansar a cabeça percorrendo o centro comercial de Atenas. Quando vendedores como vocês o assediavam, ele respondia:…

“Estou apenas observando quanta coisa existe de que não preciso para ser Feliz”!!!
*
Colaboração:
Axel Herbsthofer
Guaratinguetá-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
https://sinapseslinks.wordpress.com/
*
Faça o download do arquivo PDF. Click aqui. Grato.

Obrigado Senhor!

*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/p1oMor-dzM
Mensagem número # 6.086 – Sábado @ 20120414031455
Visitas recebidas de Março de 2011 à 14/04/2012 = 46.342
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

Moeda Espiritual

*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:__ http://wp.me/p1oMor-dzH
Mensagem número # 6.085 – Sábado @ 20120414030632
Visitas recebidas de Março de 2011 à 14/04/2012 = 46.342
Por favor, você pode divulgar o blog?
Link: https://sinapseslinks.wordpress.com/
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
Muito obrigado pela sua importante visita!
Seja Abençoado.
*
*

*
*
Moeda Espiritual
*
Lenita Maria Costa de Almeida
(Vide artigo anterior: http://wp.me/p1oMor-dzx)

Poderíamos colocar a “moeda espiritual” no campo da barganha. Não é bem assim. Se faço uma boa ação , o valor da minha moeda espiritual sobe, se não faço, até, muitas vezes, por falta de oportunidade, estou condenada a estagnação…Engano. As boas ações que compõem a bolsa de valores da moeda espiritual entra na Lei de ação e reação. Podemos ter certeza de que ao tratarmos nosso interlocutor com o respeito e agradecimento que for oportuno, todo esse bem voltará para nós. Só não devemos agir com esse objetivo. O que realmente conta é a pureza do sentimento e do fazer. O mais é conseqüência.

O agradecimento é uma das boas ações mais acessíveis e que nos oferece oportunidade de praticá-lo muitas vezes ao dia. Compõe uma norma de boa educação, mas, como já nos pronunciamos, e vale repetir, só tem valor quando parte do coração.

A família é o berço de coisas boas e outras não tão boas. É nela, pela exemplificação, que crescem hábitos e vícios, quer por omissão ou indiferença. Pessoas, entretanto,
em seu imaginário, pensam que Deus as punirá ou lhes dará recompensa, fazendo de suas preces e coisas mais simples, como o agradecimento , uma troca de interesses. É, certamente, um pensar equivocado.

É muito gratificante quando adotamos um “muito obrigado” aos membros da família e seus serviçais, quando houver. Percebemos a satisfação de quem recebe essa gentileza. A recíproca é verdadeira. Desenvolve-se carinho e respeito de um para com os outros e o próprio ambiente da casa se fortalece. Esse prêmio é imediato e sedimentado através do tempo.

No comércio e áreas externas, de nada custa tratarmos a todos que concorrem para o êxito de nossos afazeres, com um agradecimento. Quer seja uma balconista de loja – tenha certeza de que ela sempre o atenderá bem – porque você plantou uma semente de simpatia e reconhecimento pelo trabalho alheio, quer seja qualquer pessoa, de
diferentes campos de atividade com que nos encontremos.

Na família, desde que instituído, o agradecimento é uma moeda espiritual de mão dupla. Louvando ao Senhor, agradecemos ter uma família receptiva, que também expande a moeda espiritual do agradecimento. Essa prática passa a ser automática, fazendo parte de uma virtude espiritual gravada no interior da pessoa. Através do exemplo, esse modo de ser se expande para a comunidade, indo compor um elo mais efetivo na sociedade como um todo. “Alguém disse, certa vez, que se o malandro soubesse que fazer o bem era tão bom, ele o faria só por malandragem”.

Mas, tudo isso não acontece ao acaso. O mundo nunca precisou tanto de reflexão. Os desafios provocam o “stress” e este embaralha a mente. Portanto, vale uma atitude reflexiva, consciente, para que haja real sentido ao se amalgamar a palavra cristã às nossas atitudes.
*
Sobre a autora: http://bit.ly/yqipjB
*
Publicado em SinapsesLinks:
https://sinapseslinks.wordpress.com/
*
Faça download do arquivo em PDF. Click aqui. Grato.