Cigarros

*
*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/s1oMor-cigarros
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
*
*

*
*

Anúncios

Obrigado Senhor!

*
*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-cJM
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
*
*

*
*

Natal no Coração

*
*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-cJI
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
*
*

*
*
Natal no Coração

Abençoadas sejam as mãos que, em memória de Jesus, espalham no Natal a prata e o ouro, diminuindo a miséria e a necessidade, a fome e a nudez!…

Entretanto, se não forem iluminadas pelo amor que ajuda sempre, esses flagelos voltarão amanhã, como a erva daninha que espreita a ausência do lavrador.

Não retenhas, assim, a riqueza do coração que podes dar, tanto quanto o maior potentado a Terra!

Deixa que a manjedoura de tua alma se abra, feliz, ao Soberano Celeste, para que a luz te banhe a vida.

Com Ele, estenderás o coração onde estiveres, seja para trocar um pensamento compassivo com a palavra escura e áspera ou para adubar uma semente de esperança, onde a aflição mantém o deserto!

Com Ele, inflamarás de júbilo os olhos de algum menino triste e desamparado e uma simples criança, arrebatada hoje ao vendaval, pode amanhã ser o consolo da multidão…

Com Ele, podes oferecer a bênção da tolerância aos que trabalham contigo, transformando o altar de teu pão em altar de Deus!…

Que tesouro terrestre pagará o gesto de compreensão no caminho empedrado, o sorriso luminoso da bondade no espinheiro da sombra e a oração do carinho e do entendimento no instante da morte?

Natal no mundo é a epopéia do reconhecimento ao Senhor.
Natal no espírito é a comunhão com Ele próprio.

Ainda que te encontres em plena solidão na manjedoura do infortúnio, sai de ti mesmo e reparte com alguém o dom inefável de tua fé.

Lembra-te de que Ele, em brilhando na manjedoura, tinha consigo apenas o amor a desfazer-se em humildade, e, em agonizando na cruz, possuía apenas o coração, a desfazer-se em renuncia…

Mas, usando tão-somente o coração e o amor, sem uma pedra onde repousar a cabeça, converteu-se em Salvador do Mundo, e, embora coroado de espinhos, fez-se o Rei das Nações para sempre.

Texto:
Xavier, Francisco C. Natal no coração, Meimei. Antologia Mediúnica do Natal, Espíritos Diversos. Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, 1967,p.196-7.
*

Presente de Natal

*
*
Por favor, click sobre a imagem para ampliá-la. Grato.
Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-cJw
Contato: Leal, e-mail: sinapseslinks@gmail.com
*
*

*
*
Presente de Natal: tradição milenar

Melchior, Baltazar e Gaspar ou o Bispo São Nicolau? Afinal de contas, quem é o responsável pela tradição de dar presentes no Natal? Todos os quatro!

Tudo começou com os Três Reis Magos, que eram Melchior, da Pérsia, Baltazar; dos indianos, e Gaspar que reinava sobre os árabes. Seguindo a estrela que indicava o local exato do nascimento de Jesus, eles partiram do Oriente, rumo a Jerusalém, carregados de muitos presentes.

Chegaram apenas no dia 6 de janeiro, trazendo ouro (símbolo da realeza de Jesus), incenso (pela natureza Divina do recém-nascido) e mirra (símbolo da imortalidade). Era o ano do primeiro Natal, e estava criado, naquele Dia de Reis, o costume de dar presentes!

A tradição seguiu graças ao o bispo católico São Nicolau, que é ninguém menos do que o Papai Noel! Por volta do ano 300 da era Cristã, o bispo, que vivia em Mira (atual Turquia), subiu na chaminé da casa de um homem endividado que ele desejava ajudar e jogou, lá dentro, a quantia de dinheiro de que o homem necessitava.

Era a madrugada de 25 de dezembro e, no ano seguinte, Nicolau repetiu a dose: passou nos bairros mais pobres e colocou presentes nas portas e janelas e casas. Junto, deixava bilhetes que explicavam o motivo daquele acontecimento: alegria por causa do aniversário de nascimento de Jesus e gratidão a Deus por ter enviado seu filho ao mundo.

O tempo passou e presentear no Natal é hoje uma tradição mundial, que ultrapassa os limites do Cristianismo.

Ainda bem! É muito bom dar presentes.

Demonstra apreço, dedicação, carinho, amor e gratidão. É um ato de generosidade, que nunca é demais!

Independentemente do valor do presente, o que vale sempre é a intenção. Se você encarnar os Reis Magos, ou o bispo São Nicolau, é certo que estará praticando uma boa ação, fazendo feliz quem é presenteado, pelo presente em si e pelo seu gesto!

O espírito natalino é, antes de tudo, religioso, mas dar presentes também faz parte desta tradição.

Afinal, foi no primeiro Natal que Melchior Baltazar e Gaspar iniciaram tudo isso, levando, de tão longe, os mais preciosos presentes que puderam encontrar.
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*