Excertos da Codificação Espírita

*
*

*
*
*
Excertos da Codificação Espírita

DE “O LIVRO DOS ESPÍRITOS”
“Seria pueril, portanto, ver-se uma contradição onde geralmente não existe mais do que uma diferença de palavras. Os Espíritos Superiores não se preocupam com a forma: para eles, a essência do pensamento é tudo.” (Introdução do Estudo da Doutrina Espírita – XIII – As Divergências de Linguagem)

DE “O LIVRO DOS MÉDIUNS”
16. Porque certas visões são mais frequentes no estado de moléstia?
— Igualmente ocorrem no estado de perfeita saúde; mas na moléstia os laços materiais estão frouxos; a fraqueza do corpo deixa mais liberdade ao espírito, que entra mais facilmente em comunicação com os espíritos. (Cap. VI – Manifestações
Visuais)

DE “O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO”
“São chegados os tempos em que se hão de desenvolver as idéias, para que se realizem os progressos que estão nos desígnios de Deus. Têm elas de seguir a mesma rota que percorreram as ideias de liberdade, suas precursoras. Não se acredite, porém, que esse desenvolvimento se efetue sem lutas.” (Cap. I – Não Vim Destruir a Lei)

DE “O CÉU E O INFERNO”
8. – “O estado moral da alma é a causa principal que influi sobre a maior ou menor facilidade do desligamento.” (Cap. I – A Passagem)

DE “A GÊNESE”
“O Espiritismo, marchando com o progresso, jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas demonstrassem estar em erro sobre um certo ponto, ele se modificaria sobre esse ponto; se uma nova verdade se revelar, ele a aceitará.”
(Cap. I – Caracteres da Revelação Espírita)

Fonte:
Jornal da Mediunidade
Set/Out 2009
Uberaba-MG

Link permanente para esta mensagem:___ http://wp.me/p1oMor-cvl
*