Menino da estrada

*

Menino da estrada

Aconteceu no último domingo, 03 de maio às 20h00, no Centro Espírita Irmão Johnny em Andradina – SP, o lançamento do livro de Sebastião Moraes “O menino da Estrada” escrito pela médium Selma Carreira Geralde uma admiradora do homenageado e coordenadora responsável pelo Centro Espírita Irmão Johnny.

De acordo com a mesma, trata-se de uma obra simples com dados biográficos nesta primeira parte, tais como fotos e documentos. São relatos que partiram da intuição de Sebastião Moraes, coisas relatadas quando estavam a sós. A obra reflete ainda a convivência de algumas personalidades da cidade com Sebastião no plano terrestre.

Selma ilustrou como um momento interessante desta obra, quando um cordão de Espíritos socorridos por Sebastião se fez presente no cortejo para impedir a entrada no prédio, de vibrações que não fossem de amor. Em Andradina por onde o cortejo passou, lá estava presente o cordão espiritual, onde as ruas foram forradas para sua passagem.

A ideia inicial de Selma era escrever um livro com três partes onde se retrataria o nascimento e o desencarne de Sebastião, histórias ocorridas em sua casa e uma galeria de fotos, mas ele a intuiu a escrevê-lo retratando apenas o seu desencarne.

A escritora relembra ainda o momento vivido em tempo real do desencane de Sebastião, enquanto subia a rampa do hospital, onde os espíritos a ajudaram a compreender a dimensão daquele momento dentro de um plano espiritual mais elevado.

A entrevista sobre o livro “Menino da Estrada”, concebida ao empresário e repórter Eduardo Haik da TV a cabo de Andradina e Três Lagoas, foi levada ao ar com repercussão em toda a região.

O Centro Espírita Irmão Johnny estava lotado na noite de domingo para o lançamento do referido livro e, o público pode ainda usufruir de momentos de pura harmonia, quando o Coral de Andradina apresentou várias canções, destacando-se a música “Amigo” do rei Roberto Carlos. Ressaltamos que Selma assumiu o trabalho no Centro, e o mantém, tal qual Sebastião realizava antes do seu desencarne em 2003.

Nesta sexta, dia 08 de maio às 19h00, durante a reunião pública do Grupo da Fraternidade Espírita José Grosso e Maria João de Deus, haverá o lançamento do livro de Sebastião Moraes e apresentação do Coral de Andradina, que vem a convite do jornalista Luiz Correa apresentar-se em Três Lagoas. Ao final da reunião haverá sorteio de livros para as mães, em comemoração antecipada ao seu dia – 10 de maio.

Destacamos que Luiz Correa esteve presente ao evento do lançamento do livro, domingo em Andradina, quando aproveitou a oportunidade para fazer o convite do lançamento em Três Lagoas.

Adilson Silva é diretor de jornalismo da Três Lagoas FM, 101,7 MHz e apresentador diariamente da TV3 a Cabo em Três Lagoas.
*
Fonte:
correio3lagoas@terra.com.br
*

Anúncios

Drogas na infância e juventude

*

Drogas na infância e juventude

Seminário jurídico-espírita discute drogas na infância e juventude

A AJE-SP (Associação Jurídico-Espírita do Estado de São Paulo), que tem como presidente o promotor de justiça de São Simão, Tiago Cintra Essado, realizará, na Câmara Municipal de Ribeirão Preto, no segundo sábado de maio (9/5), um seminário sobre “drogas e infância e juventude”. O objetivo do evento é, sob a luz da doutrina espírita, fazer um debate sobre as consequências das drogas na vida dos mais jovens. A exposição do tema será feita pelo Dr. Paulo César Scanavez, juiz de Direito em São Carlos e os debates ficarão sob a coordenação do Dr. Paulo César Gentile, juiz de Direito da Vara da Infância e Juventude de Ribeirão Preto. O seminário terá início às 10h.

Núcleo de Ribeirão Preto

Durante o seminário será fundado o núcleo ribeirãopretano da AJE-SP, sob a coordenação de André Luiz Carrenho Geia, professor universitário e advogado. O núcleo será composto por juízes, promotores, advogados, policiais, estudantes, operadores do Direito e interessados em geral. A entidade busca, com isto, contribuir para maior humanização da sociedade. Outras informações poderão ser obtidas pelo site http://www.ajesaopaulo.com.br.
*
Fonte:
http://www.ribeiraopretoonline.com.br/acontece-em-ribeirao/seminario-juridico-espirita-discute-drogas-na-infancia-e-juventude/29014
*
AJE-SP
*

A influência dos maus

*

A influência dos maus

Milton R. Medran Moreira

Será certo ainda afirmar que o mundo sofre mais a influência dos maus do que dos bons, como ponderou Kardec a seus interlocutores espirituais, na questão 932 de O Livro dos Espíritos?

Eles responderam que sim. E que isso se devia à timidez dos bons, em contraste com as atitudes dos maus que, segundo os espíritos, são “intrigantes e audaciosos”.

Essas ponderações podem ser a chave para um início de reflexão, com base na filosofia espírita, sobre a situação que vivemos no Brasil, onde, atônita, a opinião pública se depara, a cada passo, com novas revelações a respeito de golpes e negociatas protagonizados por poderosos.

A resposta que deram também abre perspectivas esperançosas a tantos quantos acreditam no avanço da ética sobre a corrupção: “Quando os bons quiserem, haverão de preponderar”. Assim falaram os espíritos, prenunciando os novos tempos.

Progresso da legislação

Será que os bons já estão querendo? Penso que esse desejo está no ar e se expressa através do aperfeiçoamento das instituições. Pouco a pouco, o arcabouço legislativo de uma nação que busca superar suas mazelas éticas vai formando um cerco contra os desmandos de ontem. No sentido contrário a esse movimento progressista, age a resistência de uma elite social que, até bem pouco, dispunha de um sistema legal concebido para lhe garantir vantagens e impunidade.

Romper esse cerco não é tarefa fácil para um povo que já é capaz de sonhar com uma nova ordem de coisas. Daí as seguidas frustrações que, no plano dos fatos, se expressam no prende-solta, nos habeas-corpus, nos recursos judiciais de toda a ordem, que ainda permitem a procrastinação da realização da justiça e a perenização da impunidade.

“Nos tempos de barbárie são os mais fortes que fazem as leis e eles a faziam para si. Contudo à proporção que os homens foram compreendendo melhor a justiça, foi preciso modificá-las”. (L.E.q.795). Assim falaram os espíritos, esquematizando o processo lento e gradual do progresso do ser humano e de suas instituições.

Inteligência e moral

Mesmo sob o influxo desse movimento ascendente, o mal exerce um poder corrosivo sobre toda uma sociedade. Enquanto impunes seus agentes, a corrupção e a violência agem como doenças contagiosas. Daí a sensação de retrocesso e de deterioração que, comumente, toma conta dos bons que, com o avanço do mal, sucumbem ante a descrença no bem. Disso deixou vibrante depoimento Ruy Barbosa: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem- se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.

Ocorre que progresso moral não é linear. Retrocessos fazem parte do processo. Em épocas como esta, de grande avanço do conhecimento, fruto do desenvolvimento da inteligência humana, parece se incrementar o mal.

A questão 785 de O Livro dos Espíritos descreve esse estágio e identifica no orgulho e no egoísmo os mais sérios obstáculos ao progresso: “À primeira vista, parece mesmo que o progresso intelectual redobra a atividade daqueles vícios, desenvolvendo a ambição e o gosto das riquezas, que, por sua vez, incitam o homem às pesquisas que lhe esclarecem o Espírito. É assim que tudo se inter-relaciona, tanto no mundo moral quanto no mundo físico, e que do próprio mal pode nascer o bem”.

Assim falaram os espíritos, retratando a época que vivemos, onde os delitos econômicos e a criminalidade organizada atestam o alto grau de inteligência de seus mentores ou executores.

Sensação de recuo

O que não podemos, em momentos como este, é nos deixar dominar pelo derrotismo ou aceitarmos como verdadeira essa sensação de recuo.

Questionados por Kardec se não lhes perecia que o homem recuava moralmente ao invés de avançar, seus entrevistados foram enfáticos: “Enganas-te” – disseram-lhe na questão 784 – “Observa bem o conjunto e verás que ele avança, pois melhor compreende o que é mal, e dia a dia vai corrigindo os abusos. É preciso que o mal chegue ao excesso para tornar compreensível a necessidade do bem e das reformas”.

Assim falaram os espíritos, alertando-nos de que nem tudo está perdido. Ou de que nada está perdido. Pois se é certo que vivemos um típico momento em que a corrupção e a violência parecem nos haver jogado no fundo de um poço, também estamos cientes de que só um esforço conjunto, alicerçado na consciência da excelência e da indispensabilidade do bem, pode de lá nos tirar para inaugurarmos uma nova fase dessa caminhada coletiva.
*
Colaboração:
Leila Sonia Moraes Neves – São Paulo-SP
*

*

¿Visiones o espíritus? Choque contra personas inexistentes

Una camioneta 4×4 terminó en la banquina de la Ruta Nº 3 porque, según el chofer, intentó desviar a tres personas que se atravesaron en el camino. Luego, el hombre, que aparentemente se encontraba sobrio, se percató de que nadie estaba en el lugar, por lo que sospecha que fueron visiones o espíritus.

Foto: José Molinas
Teodolino Galeano explicó que circulaba por la Ruta 3, General Elizardo Aquino en la zona de Paso Ñandejára (Mariano Roque Alonso-Limpio), a bordo de su camioneta marca Toyota, cuando vio que tres personas se atravesaron en el camino y trató de esquivarlas.

Indicó que en su intento, sin embargo, atropelló a uno de ellos y fue a parar a la banquina.

Luego del suceso, el hombre, que no presentaba signos de ebriedad, observó que nadie estaba en el lugar por lo que sospecha que se trató de “visiones o espíritus” que salieron a su paso, dijo.
*
Fonte:
http://www.ultimahora.com/notas/218379-%C2%BFVisiones-o-esp%C3%ADritus?-Choque-contra-personas-inexistentes
*