Allan kardec: comemoração

*

Allan kardec: comemoração

Espíritas comemoram dia em solenidade, na Câmara de Vereadores, amanhã à noite

Nesta quarta-feira (15), às 19h30, no salão nobre Prof. Helly de Campos Melges, da Câmara de Vereadores (rua Alferes José Caetano, 834), será realizada a XV Comemoração do Dia de Allan Kardec.

A data foi instituída em Piracicaba por meio de propositura do ex-vereador Jorge Rodrigues Martins, transformando-se na lei 3974 de 21 de setembro de 1995.

Atualmente, a iniciativa da comemoração é do vereador Capitão Gomes.

O orador convidado para proferir a palestra é Jamiro dos Santos Filho, de Araguari (MG), e o tema será “Jerônimo Mendonça e Chico Xavier, a fórmula da felicidade”.

Allan Kardec, pseudônimo de Léon Hypolite Denizard Rivail, era pedagogo, pesquisador e reuniu por intermédio de pesquisas sérias e investigações minuciosas tudo o que havia sobre a Doutrina Espírita, resultando desse trabalho cinco obras, conhecidas como obras básicas da Codificação: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese.

A entrada é franca.
*
Fonte:
http://www.gazetadepiracicaba.com.br/conteudo/mostra_noticia.asp?noticia=1629247&area=26050&authent=20CEADAB926043518F9ABF81110266
*

Anúncios

Definindo Vida

*

Definindo vida

Metabolismo e reprodução são propriedades essenciais

A vida é uma dessas coisas mais fáceis de identificar do que de definir.

É incrível que, passados tantos séculos desde que começamos a pensar cientificamente sobre o mundo, ainda não tenhamos uma definição universalmente aceita sobre o que é a vida.

Por exemplo, sabemos que uma pedra não está viva. E por quê? Uma pedra não come, não bebe, não se reproduz. Comer e beber significa que atribuímos aos seres vivos a necessidade de se alimentar e de transformar alimentos em energia. Ou seja, seres vivos exibem alguma forma de metabolismo. A reprodução, a capacidade de fazer cópias de si mesmo, é outra característica fundamental dos seres vivos. A espécie que não se reproduz desaparece. Portanto, metabolismo e reprodução são as duas propriedades mais importantes da vida. Qualquer definição do que seja vida tem que incluí-las. Mas e o fogo? Se alimenta também, consumindo oxigênio e a matéria que entra em combustão. E se reproduz, espalhando-se por onde pode. Porém, todos concordam que o fogo não é considerado um ser vivo.
Estrelas, também, podem confundir.

Por meio da fusão nuclear, consomem o hidrogênio em seu interior, transformando-o no elemento hélio, um processo que libera enormes quantidades de radiação. Numa espécie de autofagia, as estrelas se alimentam da própria matéria. De certa forma, estrelas também se reproduzem: quando uma “morre”, explode com enorme violência, espalhando sua matéria pelo espaço. Se essa matéria colidir com uma nuvem de hidrogênio, causará instabilidades que fazem com que a nuvem entre em colapso e se transforme, caso tenha matéria suficiente, numa nova estrela. Dentre outras coisas, a diferença entre o fogo ou uma estrela e uma ameba ou uma mariposa está na composição química: seres vivos são formados por compostos orgânicos, moléculas complexas que incluem proteínas e ácidos nucléicos, o RNA e DNA usados na reprodução.

Vemos na insistência de uma definição da vida uma limitação da linguagem. Não é que não saibamos como definir a vida; talvez a vida seja indefinível, ao menos de forma precisa e universal. Talvez tenhamos que nos contentar com uma definição operacional: a vida é um sistema de reações químicas autossustentáveis capazes de extrair energia do ambiente e de se replicar. Mesmo que essa definição não mencione compostos orgânicos, é difícil incluir o fogo e as estrelas nela. Em discussões sobre o que é a vida, sempre se fala nos vírus e nos príons como casos limite. Os vírus só se reproduzem em contato com uma célula viva, e os príons nem material genético têm. Por não terem autonomia, ambos são considerados “replicadores” em vez de seres vivos. Essas distinções e definições não são apenas questões de interesse acadêmico. Com a exploração de outros planetas e luas, é cada vez mais importante compreendermos as várias facetas da vida. Mesmo que limitados no momento pelo que estudamos aqui na Terra, nossas definições precisam ser gerais o suficiente para englobar formas de vida inesperadas. É difícil prever em detalhe o que nos espera em outros mundos. Talvez nada, ao menos a julgar pelo que encontramos até agora.

Contudo, como dizia Carl Sagan, a ausência de evidência não é evidência de ausência. (Aliás, essa definição funciona também para fadas, duendes, Deus…)

Devemos manter a cabeça aberta e nossas definições amplas, para englobar o desconhecido. Seja o que for, se estiver vivo precisará de energia e terá de se reproduzir. Com relação a isso, não temos do que duvidar.

——————————————
MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro “A Harmonia do Mundo”
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe1204200904.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

James Van Praagh

*

James Van Praagh

O que acontece depois da morte? E para onde vai o espírito que habitava o corpo? Ele consegue manter contatos, fica à nossa volta e pode até mesmo interferir em nossas escolhas? Sem dúvida, esses são os maiores questionamentos de quem já ouviu falar ou daqueles que estudam o espiritismo em qualquer país.

Nesta linha de pesquisa, o médium americano James Van Praagh – que se tornou referência mundial no assunto pelos seus trabalhos em diferentes países – lança seu novo livro “Espíritos Entre Nós” (ed. Sextante, 208 pág. R$ 15,90) e vem a capital paranaense para um bate-papo com o públicom com tradução simultânea. O encontro é amanhã (14 de abril), às 19h30, na Livrarias Curitiba Megastore do ParkShopping Barigui (rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, loja T17, Mossunguê, tel. 41-3330-5160 / 3330-5185 / 3330-5000). A entrada é franca.

James Van Praagh é co-produtor da série Ghost Whisperer – que aborda o lado espiritual entre a vida e a morte – exibida no Brasil pelo canal Sony Entertainment Television e em mais de 200 países em todo o mundo. Para ele, interesse do público por assuntos sobrenaturais pode ser explicado. “A sociedade evoluiu espiritualmente, a ponto de abandonar noções pré-concebidas e abrir a mente para entender a verdade sobre o mundo que chama de espiritual”, diz.

Reencontro

Segundo o autor, perder um ente querido talvez seja uma das dores mais profundas que as pessoas sentem. Imersos na saudade, na tristeza e muitas vezes na culpa, elas se agarram à memória e se questionam se algum dia voltará a encontrá-los. O autor afirma que sim, mas alerta que os espíritos maus também nos cercam.

“Muitas vezes, pessoas que morreram tragicamente continuam presas à Terra, o que pode gerar uma série de transtornos e sofrimentos em nossas vidas. Não me canso de repetir que, independentemente da forma da morte – homicídio, doença, acidente, suicídio ou velhice – ninguém sente dor ao morrer e ninguém fica sozinho: quando saímos do corpo, nossos entes queridos que já faleceram vêm nos receber”, elucida o autor que há 25 anos se dedica a explicar esses mistérios.

Mas como identificar os espíritos que estão ao nosso lado? Como saber se são anjos ou assombrações? Como reconhecer os sinais que eles nos enviam? Como compreender suas mensagens? No livro, o médium demonstra técnicas e exercícios que ajudam a compreender o outro lado da vida e enxergar a morte com mais naturalidade.

“Não há morte antes da hora. E também não há morte que possa ser evitada. Por quê? Simplesmente porque não existe morte. Existe apenas a transição de uma existência física para outra, não-física”, explica.

Por meio de exemplos reais vividos pelo autor ao longo de sua vida, o leitor vai descobrir o que fazer quando nosso amor aprisiona um espírito, as diferentes maneiras que as almas se comunicam, como nos proteger de espíritos malignos e como entrar em contato com o outro lado.

“Sei que é difícil, mas não precisamos ter medo ao falar do assunto. O conhecimento nos faz abrir os olhos e o coração para compreender os mistérios da vida e desvendar os segredos da morte, que é um acontecimento natural”, ressalta Van Praagh.

Ghost Whisperer

A série explora o lado espiritual entre a vida e a morte. Estrelado por Jennifer Love Hewitt (cujo personagem é Melinda Gordon) – que possui o dom de conversar com espíritos presos na Terra – ela vai ajudá-los a resolver o que ainda os prende ao plano físico

Dona de um antiquário, ela encara sua sensibilidade como uma bênção e também como uma maldição, mas sempre ajuda esses fantasmas a encontrar a paz e assim dormirem eternamente em paz.

Inspirada no trabalho real dos médiuns norte-americanos James Van Praagh e Mary Ann Winkowski, o programa mostra o dia a dia de Melinda, que se casou há pouco tempo com um paramédico que sabe do poder da esposa e a apóia. Mas como diz a introdução da série, para contar sua história ela tem que contar a dos espíritos que a procuram querendo ajuda. Assim, a cada episódio é mostrado como ela auxilia vivos e mortos que buscam uma conclusão para seus problemas sobrenaturais.

A série estreou em 2005 no canal CBS com 22 episódios e se tornou líder em audiência nos Estados Unidos. Outros gêneros semelhantes surgiram em diversos canais e países, mas nenhum com tamanha aceitação de público.

Perfil

James Van Praagh é um dos médiuns mais conhecidos em todo mundo. Já escreveu outros livros como “Conversando com os Espíritos”, “Em Busca da Espiritualidade”, O Despertar da Intuição” e “Conversas com o Além”. Suas obras já venderam mais de quatro milhões de exemplares – mais de 450 mil unidades somente no Brasil.

Pela qualidade dos textos e a facilidade de entendimento dos leitores, suas obras estão na lista dos mais vendidos em jornais como o The New York Times e o site Amazon com frequência.
*
Fonte:
http://www.paranashop.com.br/colunas/colunas_n.php?op=cursos&id=20863
*

Adoçante

*

Adoçante

SERÁ VERDADE ?
O QUE DIZEM OS NOSSOS MÉDICOS ?
COM A PALAVRA OS DRs!

ESCLEROSE & ALZHEIMER, mal de ADOÇANTE?

Artigo escrito pela Dra. Mancy Marckle:
‘Passei alguns dias falando na CONFERÊNCIA MUNDIAL DE MEIO AMBIENTE a respeito do ASPARTAME , conhecido como:
Nutrasweet, Equal, Zerocal, Finn e Spoonful’

Eles anunciaram que existia uma epidemia de Esclerose Múltipla e Lúpus Sistêmico , e não entendiam que toxina
estava fazendo com que essas doenças assolassem os Estados Unidos tão rapidamente.

Eu expliquei que estava lá para falar exatamente sobre este assunto.

Quando a temperatura do ASPARTAME excede 30º C, o álcool contido no ASPARTAME se converte em FORMALDEÍDO e daí para ácido fórmico, que provoca acidose metabólica (o ácidofórmico é o veneno das formigas).

A toxicidade do metanol imita a Esclerose Múltipla e as pessoas recebem diagnóstico errado de Esclerose Múltipla.

A Esclerose Múltipla não se constitui em sentença de morte, mas a toxicidade do metanol sim.

No caso do Lúpus Sistêmico, estamos percebendo que é quase tão grave quanto a Esclerose Múltipla, especialmente em usuários de Diet Coke e Diet Pepsi por razão da toxicidade do metanol.
(as vítimas geralmente bebem de 3 a 4 latas destes refrigerantes por dia, ou mais).

Nos casos de Lúpus Sistêmico causado pelo ASPARTAME , a vítima geralmente não sabe que o ASPARTAME é a causa de sua doença e continua com seu uso, agravando o lúpus a um grau tão intenso que algumas vezes ameaça a vida.

Quando interrompemos o uso do ASPARTAME, as pessoas que tinham lúpus ficam assintomáticas.

Infelizmente, não podemos reverter esta doença. Por outro lado, nos casos diagnosticados como Esclerose Múltipla
(quando, na realidade, a doença é devida à toxicidade do metanol) a maioria dos sintomas desaparece. Nós temos visto casos em que a visão retornou e mesmo a audição foi recuperada. Isto também se aplica aos casos de tinnitus (zumbido no ouvido).

Em uma Conferencia eu disse: ‘ Se você está usando ASPARTAME ‘ (Nutrasweet, Equal, e Spoonful, etc.) e sofre de sintomas como fibromialgia , espasmos, dores, formigamento nas pernas, câimbras , vertigem, tontura , dor de cabeça , zumbido no ouvido , dores articulares, depressão , ataques de ansiedade, fala atrapalhada , visão borrada ou perda de memória – você provavelmente tem a DOENÇA DO ASPARTAME !

As pessoas começaram a pular durante a palestra dizendo: Eu tenho isto, é reversível? É Impressionante.

Em uma palestra assistida pelo embaixador de Uganda, ele nos contou que a indústria de açúcar deles está adicionando ASPARTAME ao açúcar! Ele contou que o filho de um dos líderes da indústria não conseguia mais andar – em
parte pelo uso do produto! Estamos com um sério problema.

Um estranho veio até ao Dr. Espisto (um de meus palestrantes) e perguntou por que tantas pessoas estavam tendo Esclerose Múltipla (MS).

Durante a visita a um hospital, uma enfermeira disse que seis amigos dela que eram viciados em Diet Coke, tinham sido diagnosticados com MS. Isso é mais do que coincidência.

Há um tempo atrás houve audiências no Congresso dos EUA incluindo o ASPARTAME em 100 produtos diferentes. Nada foi feito. Os lobbies da droga e da indústria química tem bolsos muito profundos.

Agora existem mais de 5000 produtos contaminados com este produto químico, e a patente expirou. Na época da primeira audiência, as pessoas estavam ficando cegas. O metanol no ASPARTAME se converte em formaldeído na retina do olho.
O FORMALDEÍDO é do mesmo grupo das drogas como cianeto e arsênico – Venenos mortais! Infelizmente, leva muito tempo para matar, mas está matando as pessoas e causando todos os tipos de problemas neurológicos .

O ASPARTAME muda a química do cérebro. É a causa de diversos tipos de ataques. Esta droga muda os níveis de dopamina no cérebro. Imagine o que acontece com os pacientes que sofrem de Doença de Parkinson? Também causa malformações fetais.

Não existe nenhuma razão para se utilizar este produto .

NÃO É UM PRODUTO DIETÉTICO!

Os anais do congresso dizem:
Ele faz você desejar carboidratos e faz engordar. Dr. Roberts viu que quando ele interrompeu o uso do ASPARTAME a perda de peso foi de 9,5 kg por pessoa.

O FORMALDEÍDO se armazena nas células adiposas, principalmente nos diabéticos.

Todos os médicos sabem o que o metanol causaria num diabético. Os médicos acreditam que seus pacientes têm retinopatia, quando de fato, o mal é causado pelo ASPARTAME.

O ASPARTAME mantém o açúcar sangüíneo fora de controle, fazendo com que muitos pacientes entrem em coma. Infelizmente, muitos morreram.

Pessoas nos contaram na Conferência do Colégio Americano de Medicina que tinham parentes que mudaram de sacarina para o ASPARTAME e agora eventualmente entram em coma. Seus
médicos não conseguem controlar os níveis de glicemia.

Os pacientes têm perda de memória pelo fato de que o ácido aspártico e a fenilalanina são neurotóxicos sem os outros aminoácidos encontrados nas proteínas. Eles atravessam a barreira hemato-encefálica e causam deterioração nos neurônios.

Dr. Russel Blaylock, neurocirurgião, diz:

Os ingredientes estimulam os neurônios até a morte causando dano cerebral em vários níveis. Dr. Blaylock escreveu um livro intitulado: ‘Excitotoxinas: O Gosto que Mata. (Health Press -800-643-2665).’

O Dr. H.J. Roberts, especialista diabético e perito mundial em envenenamento pelo ASPARTAME , escreveu um livro intitulado: DEFESA CONTRA A DOENÇA DE ALZHEIMER (1-800-814-8900 ).
Dr. Roberts conta como o envenenamento pelo ASPARTAME está
relacionado à doença de Alzheimer. E realmente está.

Mulheres de 30 anos estão sendo internadas com Alzheimer.

Dr. Blaylock e Dr. Roberts estão escrevendo uma carta-posição com alguns casos relatados e vão colocá-la
na Internet. De acordo com a Conferência do Colégio Americano de Medicina, nós estamos falando de uma praga de doenças neurológicas causada por este veneno mortal.

Dr. Roberts descobriu o que aconteceu quando o ASPARTAME foi vendido pela primeira vez. Ele disse que seus pacientes
diabéticos apresentaram perda de memória, confusão, e severa perda de visão.

Na conferência do Colégio Americano de Medicina, os médicos admitiram que não sabiam. Eles estavam imaginando
porque os ataques tinham aumentado tanto (a fenilalanina do ASPARTAME diminui o limiar para convulsão e depleta a Serotonina, o que causa psicose maníaco depressiva , ataque de pânico, fúria e violência).

Antes da Conferência, eu recebi um fax da Noruega, pedindo um possível antídoto para este veneno porque a pessoa estava sentindo tantos problemas no seu país.

Este veneno está disponível em muitos países agora.
Felizmente, tivemos embaixadores e palestradores na Conferência que se engajaram nesta luta.

PEDIMOS QUE VOCÊ SE ENGAJE TAMBÉM. Imprima este artigo e avise todas as pessoas que você conhece. TIRE TUDO O QUE CONTÉM ASPARTAME DO ARMÁRIO. ENVIE PARA NÓS SUA HISTÓRIA. Eu asseguro que A MONSANTO, A CRIADORA DO ASPARTAME, SABE COMO ELE É MORTAL. ELES FINANCIAM A ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE DIABETES, A ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE DIETÉTICA, O CONGRESSO E A CONFERÊNCIA DO COLÉGIO AMERICANO DE MEDICINA.

O New York Times, em
15 de Novembro de 1996, publicou um artigo a respeito de como a Associação Americana de Dietética recebe dinheiro da Indústria Alimentícia para endossar seus produtos.

Por isso, eles não podem criticar aditivos e falar a respeito de sua ligação com a MONSANTO. A que ponto chega isso? Dissemos a uma mãe cujo filho estava usando Nutrasweet para interromper o uso do produto. A criança estava tendo convulsões diárias. A mãe telefonou para o médico, que telefonou para a Associação que disse ao médico para não interromper o uso de NutraSweet.

Estamos ainda tentando convencer a mãe que o ASPARTAME está causando as convulsões.

Toda vez que interrompemos o uso do ASPARTAME, as convulsões cessam. Se o bebê morrer, sabemos de quem é a culpa, e contra quem lutamos. Existem 92 sintomas documentados de ASPARTAME , do coma à morte.
A maioria deles é neurológica, porque ASPARTAME destrói o Sistema Nervoso.

A DOENÇA DO ASPARTAME é parcialmente a causa da SÍNDROME ‘TEMPESTADE NO DESERTO’. A queimação na língua e os outros sintomas discutidos em mais de 60 casos podem estar diretamente relacionados ao consumo de produtos contendo ASPARTAME.

Milhares de latas de bebidas Diet foram
enviadas para as tropas do tempestade no Deserto. Lembre-se que o calor pode liberar o metanol do ASPARTAME a 30 ºC. As bebidas dietéticas foram expostas ao sol de 45 ºC no deserto Árabe por semanas.

Os homens e mulheres de serviço bebiam isso o dia todo.
Todos os sintomas deles eram semelhantes ao de um envenenamento por ASPARTAME.

Dr.Roberts diz que o consumo do ASPARTAME na época da concepção pode causar defeitos no feto. A FENILALANINA se concentra na placenta causando retardo mental , de acordo
com o Dr. Louis Elsas, Professor de Genética Pediátrica na Universidade de Emory. Em testes de laboratório, os animais desenvolvem tumores cerebrais (a fenilalanina tem um subproduto o XP, um agente causador de tumores cerebrais).

Quando o Dr. Espisto estava falando, um neurocirurgião da platéia disse: Encontra-se um teor elevado de ASPARTAME nos tumores cerebrais removidos. A STÉVIA, um adoçante natural, NÃO É UM ADITIVO, e ajuda no metabolismo do açúcar; seria ideal para os diabéticos e foi aprovada, agora, como suplemento dietético pelo FDA.

Durante anos, o FDA, que é autoridade oficial nos EUA na área de analise de alimentos e medicamentos, adiou esta aprovação por causa da sua lealdade à MONSANTO

***SUGERIMOS QUE CADA PESSOA QUE RECEBA ESTE ARTIGO O DIVULGUE PARA O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE PESSOAS E ENTIDADES.

PRECISAMOS COMBATER OS AUTORES DE MAIS ESTE CRIME CONTRA A SAÚDE HUMANA, QUE INCLUEM A MONSANTO E AS VÁRIAS ENTIDADES MEDICAS.
*
Colaboração:
Alvaro Basile Portughesi
*
Publicado em SinapsesLinks:
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Quase Unidos

*

Espíritas, carismáticos e
pentecostais quase unidos

OS DONS ESPIRITUAIS SÃO DE DEUS, QUE OS DÁ ÀS PESSOAS

Tem que haver médiuns em qualquer religião.
São pessoas que têm dons espirituais para a comunicação

Há muitas obras sobre os assuntos desta coluna. Menciono algumas: “A Sabedoria do Evangelho” (oito volumes), de Carlos Torres Pastorino, doutor pela Universidade Gregoriana de Roma, e autor, também, de “Minutos de Sabedoria” (Ed. Vozes) e de “Técnica da Mediunidade” (Ed. da UNB); “Diversidade de Carismas – Teoria e Prática da Mediunidade”, de Hermínio C. Miranda (Ed. Lachâtre, SP); “A Bíblia à Moda da Casa”, de Paulo Neto (Ed. Panorama Espírita Publicações, Divinópolis, MG); e o meu modesto “A Face Oculta das Religiões” (Ed. EBM, SP). E há centenas de outras obras afins de renomados autores, entre eles Robert Amadou (Instituto Metapsíquico, de Paris); Ernesto Bozzano (metapsiquista e filósofo italiano); W. Whately S. Carrington (professor da Universidade de Cambridge); Remy J. Chauvin (professor da Sorbonne e F. C. Estrasburgo); J. Banks Rhine (professor da Universidade de Duke, EUA); Leonid I. Vassiliev (Academia Soviética de Medicina); Huberto Rohden (filósofo, teólogo e escritor jesuíta); e Kardec, que foi o codificador do espiritismo.

João instrui-nos para que examinemos os espíritos (1 João 4,1). Mas como examiná-los sem a prática do espiritismo? E, para isso, tem que haver os médiuns de qualquer religião, os quais são pessoas que têm dons espirituais para a comunicação, quando podem ocorrer profecias, revelações, curas, sabedoria, o falar em línguas estrangeiras (exenoglossia) e não só o blablablá (glossolalia). Se o médium tem dons espirituais especiais de exenoglossia, ele até livros científicos e de alto nível de moral escreve (psicografia) ou cita (psicofonia), como vemos na Bíblia. Inclusive, há médiuns analfabetos, o que nos prova que os autores são mesmo os espíritos incorporados.

Os espíritos dos profetas (desencarnados), e não o Espírito Santo, estão sujeitos aos próprios profetas ou médiuns (1 Coríntios 14,32 e 33). Os dons espirituais (mediúnicos) são de Deus, que os dá às pessoas, após o que, eles passam a ser também dos espíritos delas (1 Coríntios 14,14). E são espirituais porque são dos espíritos desencarnados e encarnados, que são comandados por um só espírito, o de Jesus (1Coríntios 12,11).

Márcio Mendes, da Canção Nova, em “Oração em Línguas”, página 112, faz diferença entre tradução e interpretação. Realmente, o médium (carismático) recebe a interpretação telepática na sua mente, como se fosse uma tela mental. Para o teólogo belga José Comblin, há um perigo de se confundir o Espírito Santo com as iniciativas puramente humanas (idem, página 109), o que nos lembra os fenômenos espíritas que são humanos.

Já Romero Cantalamessa, um dos pregadores do papa, os fenômenos carismáticos ocorrem também fora do cristianismo (idem, página 111). De fato, os fenômenos mediúnicos ou espíritas não escolhem religião. “Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda um espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele” (Efésios 1,17).

O espírito não é o do próprio Deus.

Bem disse Jesus que nada ficará oculto (Mateus 10,26). E afirmou são Pedro que nossos filhos e filhas profetizarão, que nossos jovens terão visões e que nossos velhos sonharão (Atos 2,17). E percebe-se que é uma questão de tempo para que os espíritas, os carismáticos católicos e os pentecostais, conhecendo “in totum” a verdade libertadora, dar-se-ão as mãos, formando um só rebanho e um só pastor!
*
Autor:
José Reis Chavez
*
Site:
http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdEdicao=1262&IdColunaEdicao=8285
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*