Feliz ano novo

*

Feliz ano novo

O ano será novo se, em nós e à nossa volta, superarmos o velho, aquilo que já não contribui para tornar a felicidade direito de todos

POR QUE DESEJAR feliz ano novo se há tanta infelicidade à nossa volta? Será feliz o próximo ano para afegãos, iraquianos e para os soldados americanos sob ordens de um presidente que qualifica de “justas” guerras de ocupações genocidas? Serão felizes as crianças africanas reduzidas a esqueletos de olhos perplexos pela tortura da fome? Seremos todos felizes, conscientes dos fracassos de Copenhague, que salvam a lucratividade e comprometem a sustentabilidade?

O que é felicidade? Aristóteles assinalou: é o bem maior a que todos almejamos. E alertou meu confrade Tomás de Aquino: mesmo ao praticarmos o mal. De Hitler a madre Teresa de Calcutá, todos buscam, em tudo o que fazem, a própria felicidade.

A diferença reside na equação egoísmo/altruísmo. Hitler pensava em suas hediondas ambições de poder. Madre Teresa, na felicidade daqueles que Frantz Fanon denominou “condenados da Terra”.

A felicidade, o bem mais ambicionado, não figura nas ofertas do mercado. Não se pode comprá-la, há que conquistá-la. A publicidade empenha-se em nos convencer de que ela resulta da soma dos prazeres. Para Roland Barthes, o prazer é “a grande aventura do desejo”.

Estimulado pela propaganda, nosso desejo exila-se nos objetos de consumo. Vestir esta grife, possuir aquele carro, morar neste condomínio de luxo, reza a publicidade, nos fará felizes.

Desejar feliz ano novo é esperar que o outro seja feliz. E desejar que também faça os outros felizes? O pecuarista que não banca assistência médico-hospitalar para seus peões e gasta fortunas com veterinários para o seu rebanho espera que o próximo tenha também um feliz ano novo?
Na contramão do consumismo, Jung dava razão a são João da Cruz: o desejo busca, sim, a felicidade, “a vida em plenitude” manifestada por Jesus, mas ela não se encontra nos bens finitos ofertados pelo mercado. Como enfatizava o professor Milton Santos, acha-se nos bens infinitos.

A arte da verdadeira felicidade consiste em canalizar o desejo para dentro de si e, a partir da subjetividade impregnada de valores, imprimir sentido à existência. Assim, consegue-se ser feliz mesmo quando há sofrimento. Trata-se de uma aventura espiritual. Ser capaz de garimpar as várias camadas que encobrem o nosso ego.

Porém, ao mergulharmos nas obscuras sendas da vida interior, guiados pela fé e/ou pela meditação, tropeçamos nas próprias emoções, em especial naquelas que traem a nossa razão: somos ofensivos com quem amamos; rudes com quem nos trata com delicadeza; egoístas com quem nos é generoso; prepotentes com quem nos acolhe em solícita gratuidade.

Se logramos mergulhar mais fundo, além da razão egótica e dos sentimentos possessivos, então nos aproximamos da fonte da felicidade, escondida atrás do ego. Ao percorrer as veredas abissais que nos conduzem a ela, os momentos de alegria se consubstanciam em estado de espírito. Como no amor.

Feliz ano novo é, portanto, um voto de emulação espiritual. É claro que muitas outras conquistas podem nos dar prazer e a alegre sensação de vitória. Mas não são o suficiente para nos fazer felizes. Melhor seria um mundo sem miséria, sem desigualdade, sem degradação ambiental, sem políticos corruptos!

Essa infeliz realidade que nos circunda, e da qual somos responsáveis, por opção ou por omissão, se constitui num gritante apelo para nos engajarmos na busca de “um outro mundo possível”. Contudo, ainda não será o feliz ano novo.

O ano será novo se, em nós e à nossa volta, superarmos o velho. E velho é tudo aquilo que já não contribui para tornar a felicidade um direito de todos. À luz de um novo marco civilizatório, há que se superar o modelo produtivista-consumista e introduzir, no lugar do PIB, a FIB (Felicidade Interna Bruta), fundada numa economia solidária.

Se o novo se faz advento em nossa vida espiritual, então, com certeza, teremos, sem milagres ou mágicas, um feliz ano novo, ainda que o mundo prossiga conflitivo; a crueldade, travestida de doces princípios; o ódio, disfarçado de discurso amoroso.
A diferença é que estaremos conscientes de que, para ter um feliz ano novo, é preciso abraçar um processo ressurrecional: engravidar-se de si mesmo, virar-se pelo avesso e deixar o pessimismo para dias melhores.

CARLOS ALBERTO LIBÂNIO CHRISTO, o Frei Betto, 65, frade dominicano, é assessor de movimentos sociais e escritor, autor de “Calendário do Poder” (Rocco), entre outros livros. Foi assessor especial da Presidência da República (2003-2004).
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz3112200908.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Matéria Escura

*

A elusiva matéria escura

Em ciência, só sabemos o que podemos medir

Na semana retrasada, cientistas do experimento CDMS, localizado numa mina abandonada no estado de Minnesota, nos EUA, divulgaram os esperados resultados de um experimento que realizam. Seu objetivo é capturar exemplares da elusiva matéria escura, que, estima-se, compõe aproximadamente 84% da matéria cósmica. Apesar de a sua existência ter sido conjeturada no início da década de 1930, nenhuma detecção foi realizada até agora.

A dificuldade é que esse tipo de matéria não tem nada a ver com a matéria comum, da qual somos feitos nós e tudo aquilo que vemos à nossa volta e nos céus. Como sabemos, a matéria normal é feita de átomos, e estes, de elétrons, prótons e nêutrons. Essas três partículas interagem entre si de modos diversos, devido à ação de quatro forças fundamentais: a gravidade, o eletromagnetismo e as forças nucleares forte e fraca, que só se manifestam a distâncias nucleares. “Detectar” uma partícula significa medir o seu efeito em outras, o que ocorre através de uma ou mais dessas quatro forças. Em geral, uma detecção envolve uma colisão entre duas ou mais partículas.

Essa colisão transfere energia e momento de uma partícula à outra, e essa transferência pode ser medida. Nas colisões normais, partículas são atraídas ou repelidas por uma ou mais das forças, especialmente a eletricidade e as forças nucleares forte e fraca. O desafio com a detecção de partículas de matéria escura é que sentimos sua presença apenas através da sua massa.

E os efeitos da gravidade são extremamente pequenos em escalas atômicas. Sabemos que a matéria escura existe devido ao seu efeito gravitacional sobre a matéria comum: vemos objetos luminosos se comportarem como se estivessem respondendo à atração gravitacional de coisas invisíveis. Por exemplo, galáxias giram mais rapidamente do que deveriam se toda a sua massa fosse apenas aquela feita de átomos. Elas são envoltas numa espécie de véu de matéria escura que modifica a sua rotação.

É esse véu que nos fornece as partículas de matéria escura que podem ser detectadas na Terra. À medida que viajamos pelo espaço, atravessamos o véu de matéria escura. Em geral, suas partículas passam direto pela Terra, como se fossem fantasmas. Muito raramente, uma delas pode se chocar com a matéria comum e transferir a sua energia e o seu momento.

O laboratório no fundo da mina em Minnesota contém detectores resfriados a baixíssimas temperaturas para eliminar todo o tipo de vibração. Estar nas entranhas da Terra ajuda a filtrar outras partículas indesejadas que também interagem fracamente com a matéria. O desafio é que, mesmo assim, as colisões com as hipotéticas partículas são muito raras, apenas algumas por ano. E elas devem ser diferenciadas de colisões com nêutrons.

Apesar da enorme expectativa, a declaração dos cientistas do CDMS foi muito cautelosa; apenas dois sinais suspeitos, que poderiam ser matéria escura, mas que têm também uma probabilidade razoável de ser apenas dois nêutrons comuns.

Devo congratular os cientistas por terem resistido à tentação demasiado humana de inflar seus resultados. Quando se dedica anos de uma carreira a um experimento, é muito difícil não se deixar levar pela empolgação e pela pressão de mostrar resultados revolucionários. A detecção é inconclusiva, sendo útil para limitar as massas e as interações das partículas candidatas. Mas a busca continua, os detectores estão sendo refinados e, no ano que vem terão maior precisão. Talvez a próxima declaração do grupo seja mais positiva. Em ciência só sabemos o que podemos medir.

MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro “A Harmonia do Mundo”.
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe2712200903.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*
Dicionário:
http://www.dicio.com.br/elusivo/
Elusiva:
adj (lat elusu+ivo) Furtivo, arisco, esquivo.
*

Meus Amigos, Amigas!

*

Meus Amigos, Amigas!

Meus irmãos e irmãs
Amizade é uma coisa impossível de explicar
É um sentimento que cresce e se fortalece no coração

É mais que uma palavra é um estado de espírito, é
a coisa que mais nos importa na vida.

Um amigo transforma:
Tristeza em Alegria,
Covardia em Coragem.

Limpa nosso céu nos dias mais chuvosos,
Amigo é mais que uma pessoa é…
Um presente de Deus.
Que nas horas difíceis se torna um irmão.
*
Poetisa: Amanda F. Magane, 13 anos
Pindamonhangaba-SP
*

Conquistas e Derrotas

*

Conquistas e Derrotas

Conquistas e derrotas
apesar de diferentes
são duas irmãs
que não se desgrudam.

Com a derrota… aprendemos
Com a conquista… vencemos
Todas têm seu lado bom e e seu lado mal.

Mas, o importante é nunca desanimar.

Se foi derrotado… aprendeu.
E se conquistou… venceu.

Não perca a esperança
Nunca perca a esperança!
*
Poetisa: Amanda F. Magane, 13 anos
Pindamonhangaba-SP
*

Nascimento de Jesus

*

Nascimento de Jesus

(20091226WPD_Nascimento de Jesus.pdf)

Prezado Tio Eudison,

Fiquei muito feliz de recebersua mensagem de Natal.

Sim , o nascimento de Jesus foi o mais importante nascimento da humanidade, principalmente por que Ele é Emmanoel que quer dizer “Deus conosco”. Já imaginou receber a visita de Deus? Jesus teve uma concepcão espiritual, mas nasceu como um ser humano. Viveu como ser humano, mas tinha qualidades divinas por que Deus é espirito.Muitos religiosos insistem em dar uma forma para Deus. Mas isso é totalmente impossível pois Deus é inalcansavel pela mente humana. E Deus é único, eterno, onisciente, onipotente e onipresente. Atributos estes mais do que suficiente para Ele tomar a forma que lhe aprouver.Por isso Ele assumiu a forma humana em Jesus. E Jesus tornou-se o elo de ligacão entre Deus e os homens ( os de boa vontade). Portanto só Jesus é a nossa esperanca. Só Jesus se importa em sermos salvos.

Feliz Natal para voce e sua linda familia!
*
Francisco de Assis Leonel
São Paulo-SP
*

Nascimento de Jesus

*

Nascimento de Jesus

Lucas 2:1
Naqueles dias saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo fosse recenseado.

Lucas 2:2
Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirínio era governador da Síria.

Lucas 2:3
E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade.

Lucas 2:4
Subiu também José, da Galiléia, da cidade de Nazaré, à cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi,

Lucas 2:5
a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.

Lucas 2:6
Enquanto estavam ali, chegou o tempo em que ela havia de dar à luz,

Lucas 2:7
e teve a seu filho primogênito; envolveu-o em faixas e o deitou em uma manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.

Lucas 2:8
Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo, e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho.

Lucas 2:9
E um anjo do Senhor apareceu-lhes, e a glória do Senhor os cercou de resplendor; pelo que se encheram de grande temor.

Lucas 2:10
O anjo, porém, lhes disse: Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo:

Lucas 2:11
É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.

Lucas 2:12
E isto vos será por sinal: Achareis um menino envolto em faixas, e deitado em uma manjedoura.

Lucas 2:13
Então, de repente, apareceu junto ao anjo grande multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo:

Lucas 2:14
Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens de boa vontade.

Lucas 2:15
E logo que os anjos se retiraram deles para o céu, diziam os pastores uns aos outros: Vamos já até Belém, e vejamos isso que aconteceu e que o Senhor nos deu a conhecer.

Lucas 2:16
Foram, pois, a toda a pressa, e acharam Maria e José, e o menino deitado na manjedoura;

Lucas 2:17
e, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita;

Lucas 2:18
e todos os que a ouviram se admiravam do que os pastores lhes diziam.

Lucas 2:19
Maria, porém, guardava todas estas coisas, meditando-as em seu coração.

Lucas 2:20
E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes fora dito.
*
Lucas 2:21
Quando se completaram os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido.
*
Fonte:
http://www.tiosam.net/Biblia/biblia.asp?livro=42&capitulo=2&NomeLivro=Lucas
*
Colaboração:
Roberto Borges Kerr
São Paulo-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Cinco dicas

*

Cinco dicas

Se não quiser adoecer – Tome decisão

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões, ocupa espaço e tempo preciosos em sua mente. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagens e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer – Busque soluções

Pessimistas não enxergam soluções e acumulam problemas. Preferem a lamentação, a murmuração. Com frequência, um grande problema pode ser facilmente resolvido se for dividido em pequenos problemas, mais fáceis de encarar. Não hesite em pedir ajuda, se for o caso. O pensamento negativo gera energia negativa, que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer – Não viva de aparências

Mostrar-se sempre perfeito, bonzinho, e outras máscaras, tem um custo violento para a mente humana, e muitas vezes para o bolso também). Nada pior para a saúde do que viver de aparências e fachadas. Ao invés de tentar “parecer”, tente “ser”.

Se não quiser adoecer – Aceite-se

A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser você mesmo é um bom início para uma mente saudável. Os que não se aceitam tendem a se tornar invejosos, destruidores, ciumentos, etc. Aceitar-se, ser aceito, aceitar críticas é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer – Confie

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não tem amizades verdadeiras. A desconfiança é a falta de confiança em si mesmo. Várias pesquisas sobre longevidade mostram que quem convive com grandes amigos vive mais, e melhor.
*
Autor: Drauzio Varela
*
Colaboração: Rolando Rosa Jr. – São Paulo-SP
*

Fissuras Natalinas

*

Fissuras natalinas

FREI BETTO

A vida é breve, brevíssima. Eis que o Natal, de novo, aproxima-se. Se outrora a vida nos parecia mais longa, não se deve a que as pessoas morriam mais cheias de anos. Pelo contrário. Hoje, nossa idade média dilata-se graças aos avanços da medicina, do saneamento público, dos excessivos cuidados com o corpo, propalados e propagados. Tudo faz mal à saúde, do cigarro ao ar que se respira, do sedentarismo aos alimentos envenenados pelos pesticidas. Até que se descubra como viver sem comer e respirar, vamos sobrevivendo entre percalços e esperanças.

Antes os dias tinham ritmo cadenciado. Cada coisa no seu lugar -a casa, a cidade, o país, o mundo. E no seu tempo: infância, estudo, juventude, casamento, trabalho, aposentadoria. Hoje, tudo se embaralha. O mundo invade nosso lar pela tela da TV, as crianças presenciam atos sexuais antes de saberem o que é sexo, a publicidade exacerba o apetite insaciável do desejo. São tantos os apelos, as seduções e as preocupações que o tempo se nos faz breve.

Outrora, se um parente adoecesse em outra região do país, a notícia chegava em doses homeopáticas, via correio. Agora o telefone nos alcança no banheiro e na rua, no bar e na igreja. Não há tempo nem espaço. Estamos condenados à simultaneidade. Num único momento somos exortados ao prazer e à dor, à alegria e à tristeza, ao afeto e à indiferença.

——————————————————————————–
Quando menos esperamos, as festas natalinas se acercam.
O que suscita, no fundo da alma, um certo pânico
——————————————————————————–

Quando menos esperamos, as festas natalinas se acercam. O que suscita, no fundo da alma, um certo pânico. Não pelo significado do Natal, perdido nos porões da memória e escondido nos desvãos do sentimento religioso. Falo daquela sensação que o gado experimenta remetido ao matadouro. Rumam todos num empurra-empurra, como se disputassem o privilégio de morrer primeiro. Já não são bois e vacas, mas rebanho condenado ao atavismo de trilhar o caminho do próprio suplício.

Assim vamos nós, manada humana, rumo ao consumo, cientes de que nos arrancarão o dinheiro e a alma. Bombardeados pela publicidade, ornada com sinos, velas, neves de algodão e belas Mamães Noel, somos impelidos a comprar o que não necessitamos e a gastar o que não podemos.

Como é tempo de férias, há que programar a viagem, a praia, o sítio; arrumar e desfazer malas, enfrentar a maratona dos supermercados (leve um livro para ler na fila do caixa) e suportar os engarrafamentos na cidade e na estrada. E os shoppings? Ah, os shoppings! São os templos da concupiscência -palavra grega que bem expressa esse sentimento ambíguo de atração e repulsão. Entra-se fissurado e sai-se aliviado.
Por que o imperativo de dar presentes no Natal? A “Central Única dos Consumidores” deveria decretar uma greve geral ao consumo. Em plena época de Natal. Não se compraria mais do que em outros meses do ano.

E, em vez de presentes, daríamos carinho, atenção, alegria, apoio, solidariedade. Os pais levariam os filhos aos hospitais para doarem, no valor dos presentes, algo indispensável aos doentes mais pobres. A família ofertaria uma cesta básica a outra, carente. Seriam presenteados os sofredores de rua, os presos, os loucos, os que se tratam de dependências químicas, os portadores do vírus da Aids e os que vivem sem terra, sem teto e sem pão. Trocar-se-ia Papai Noel pelo Menino Jesus, o shopping pela igreja, a mercadoria pela compaixão.

Aquecidos pela fé, celebraríamos assim uma verdadeira festa, aquela que, no dia seguinte, não deixa ressacas de farturas, faturas e fissuras, mas enche o coração de júbilo. (Folha, 17.12.2004)

————————————————-
Carlos Alberto Libânio Christo, o Frei Betto, 60, frade dominicano e escritor, é autor de, entre outras obras, “Gosto de Uva – escritos selecionados” (Garamond). Foi assessor especial da Presidência da República (2003-2004).
*

Desafio ao WolframAlfa

*

E-mail enviado ao WolframAlfa
Em 22dez2009

Olá amigos!
Quero parabenizá-los pelos magníficos avanços matemáticos.
Por favor, pergunto:
“Se a Vida só pode ser entendida através dos números”, então, que tal, criar uma nova especialização: “Matemática Espiritual“.
(Esta será a área mais consultada do seu software!!!)
Explico: nós somos inteligências eternas, cósmicas e universais, atualmente habitando o planeta Terra.
Isto implica que há todo um conhecimento a ser explorado, o conhecimento da Realidade Espiritual.
Haveria como expressar esta realidade sob forma de números?
Algumas perguntas a serem respondidas pela “Matemática Espiritual“:

a) Quantas encarnações eu já vivi até então?
b) Qual a idade do meu Espírito?
c) Quais os Planetas onde eu já habitei?
d) Quantas vezes mais reencarnarei no Planeta Terra?
e) Na próxima encarnação, irei para qual Planeta?
f) Baseado nas nossas origens cósmicas, demonstrar a incidência das raças.
g) Baseado na média do número de reencarnações dos encarnados, qual a minha média?

Amigos, talvez as perguntas possam causar algumas dúvidas, mas espero serem suficientemente instigantes para que vocês busquem as respostas.

Alguém, algum dia, dará respostas para tais e outras muitas e muitas perguntas pertinentes ao Mundo Espiritual, o qual até hoje, ainda não se pode: Pesar, Medir, etc…
É preciso transceder!
Ao trabalho senhores cientistas!
O desafio está lançado.
Muito obrigado pelo seu tempo e espaço mental.

Respeitosa e fraternalmente,
Leal – aprendiz em todas as instâncias da Vida
Pindamonhangaba-SP – Brasil
*
Nota: publicarei este texto-desafio no meu pequeno blog.
*
Blog: http://blog.wolframalpha.com
Site: http://www.wolframalpha.com
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Doenças silenciosas

*

Doenças silenciosas:Prevenção é essencial para combatê-las

Ausência de sintomas pode ocultar presença ou desenvolvimento de enfermidades.

Febre, dor de cabeça, dor pelo corpo. Esses são alguns dos sinais mais comuns do organismo para avisar que algo não vai bem. Os sintomas são um dos principais meios utilizados para diagnosticar doenças. Mas e quando eles não aparecem? Muitas enfermidades se desenvolvem no corpo sem apresentar reações ou sintomas detectáveis a curto prazo. Quando descoberta, muitas vezes a doença já avançou para um estado crítico, podendo até levar a morte.

Diabetes, hipertensão arterial, hepatite e glaucoma são algumas das enfermidades assintomáticas, conhecidas como doenças silenciosas. Nesse grupo, também entram alguns tipos de câncer, como de mama, próstata e intestino.

Segundo o médico da Unidade Rio Grande do Sul Luiz Fernando de Sá Brito, a prevenção é fundamental para combater as doenças silenciosas. A informação é um dos primeiros passos para precaver-se dessas enfermidades.

Para o médico, é necessário adotar hábitos saudáveis de saúde e higiene, alimentação balanceada e atividade física regular. Além disso, é recomendável buscar orientação de profissional de saúde, que poderá avaliar de maneira ampla as condições do paciente, como fatores de riscos sociais, culturais e familiares.

“Não fumar, não beber, não usar drogas, cultivar relações afetivas e familiares estáveis também são atitudes importantes para a prevenção das doenças silenciosas”, lembra o médico.

Conheça as principais doenças silenciosas:

Diabetes – de acordo com estudo publicado pela Associação Latinoamericana de Diabetes, metade das pessoas que tem Diabetes Mellitus não sabe que está com a doença. Causado pela insuficiência na produção de insulina, o que ocasiona aumento de açúcar no sangue (glicose), o diabetes é uma das principais doenças da atualidade.

Osteoporose – caracteriza-se pela destruição das células que formam os ossos, ocasionando fraqueza e facilitando a ocorrência de fraturas. Segundo o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, 80% dos casos ocorrem em mulheres.

Hipertensão Arterial – é a elevação da pressão arterial acima dos valores considerados normais e pode causar lesões em diferentes órgãos, como cérebro, coração, rins e olhos. A doença é mais comum em pessoas de meia-idade e idosos, mas também pode acometer jovens.

Câncer de mama – surge com o desenvolvimento anormal das céluIas do seio, que crescem e substituem o tecido saudável. O câncer normalmente começa com um pequeno nódulo que, com o tempo, pode crescer e se espalhar para áreas próximas.

Glaucoma . origina-se pelo aumento da pressão interna do olho. Na maioria dos casos, as pessoas não apresentam sintomas até o nervo óptico ser atingido. Nesse caso, a visão fica comprometida.
*
Fonte:
Jornal Cassi Associados
Ano XII – no.66 – set/out 2009
Página 4.
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Obrigado Jesus!

*
Click sobre a imagem para ampliá-la.
*

Obrigado Jesus, o Cristo de Deus!

Amado e divino mestre, Jesus, o Cristo.
Estamos comemorando o Seu aniversário.
A Humanidade está, quase todos.
Eu também estou comemorando.
Quero agradecer por tudo quanto você já passou em meu benefício com os quais sou agraciado a cada instante.
Jesus, seu Amor, por todos nós, tem se traduzido numa melhora do meu próprio equilíbrio, e, particularmente no relacionamento com o meu próximo.
Seus Magnos Ensinamentos estão me conscientizando que cada pessoa da Humanidade é filho do mesmo Pai-Amoroso. Somos irmãos.
Jesus, por favor, aceite minha pequena homenagem e gratidão.
O candelabro sustentado no teto da entrada da minha casa é minha reverência.
Quero dividir com todos, iniciando com os meus familiares esta Alegria.
Jesus, aceita esta oferenda!
Muito obrigado!
Leal – seu aprendiz em todas as instâncias da Vida
*

Circuncisão

*

De volta à circuncisão

Artigos exaltam o papel da cirurgia na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, como HIV

DRAUZIO VARELLA

CIRCUNCISAR os meninos é prática que vem da Antiguidade. Em que fatos terão se baseado os primeiros a preconizá-la, numa época em que ninguém sonhava com a medicina baseada em evidências dos dias atuais? De onde tiraram a ideia de que cortar a pele que cobre a glande era uma medida saudável?

Faço essas reflexões, leitor, motivado por uma sucessão de artigos publicados em revistas científicas de grande impacto, que exaltam o papel das circuncisões para a prevenção das doenças sexualmente transmissíveis.

No período de 2005 a 2007, ensaios clínicos controlados conduzidos no Quênia, Uganda e África do Sul, países castigados pela epidemia de Aids, revelaram que homens adultos submetidos à circuncisão apresentavam 50 a 60% de redução na probabilidade de contrair o HIV, quando comparados com aqueles que não haviam sido operados.

Esses estudos e os modelos matemáticos gerados por eles, que permitem prever a velocidade de transmissão do vírus, levaram a Organização Mundial da Saúde e o Programa de HIV/Aids das Nações Unidas a recomendar programas destinados a realizar circuncisões em massa nas áreas mais afetadas pela epidemia. Hoje, diversas agências internacionais destinam recursos para essa finalidade.

Recentemente, a “The New England Journal of Medicine”, revista de maior circulação entre os médicos, publicou uma pesquisa realizada em Uganda, da qual participaram 5.534 homens, com o objetivo de avaliar a segurança do procedimento cirúrgico praticado em larga escala, bem como seu efeito na aquisição e disseminação do HIV e de outros agentes de doenças sexualmente transmissíveis.

Dois anos mais tarde, no grupo de homens submetidos à circuncisão a prevalência do HPV (papilomavírus) diminuiu 35% em comparação com a do grupo de controle. A prevalência do HSV-2, vírus causador do herpes genital, teve redução de 25%. Não houve proteção contra a sífilis.

Os resultados estão de acordo com trabalhos feitos na África do Sul que documentaram reduções na incidência de HSV-2 e nos tipos mais agressivos de HPV da ordem de cerca de 30%.

Por razões estatísticas, a ausência de efeito preventivo contra a sífilis está em discordância com os dados de outros estudos feitos pelo mesmo grupo em Uganda, nos quais a circuncisão foi capaz de reduzir a ocorrência de úlceras genitais (como as da sífilis, por exemplo) nesses homens, e das vaginoses bacterianas em suas parceiras sexuais.

Esse achado é importante, porque a existência de ulcerações genitais dobra ou quadruplica a probabilidade de contrair o HIV.

Tanto o HSV-2 como o HPV são causadores de epidemias mundiais. O herpes genital é uma doença recidivante que causa desconforto, mas só se torna grave em caso de pessoas imunodeprimidas. Já os papilomavírus são mais traiçoeiros, porque alguns tipos são agressivos, causadores de câncer no colo uterino e também no pênis.

O câncer de colo do útero é ainda encontrado em índices vergonhosamente altos no Brasil e em outros países do mundo, nos quais a circuncisão não é procedimento comum. Uma pesquisa com 1.931 casais mostrou que mulheres monogâmicas, casadas com homens circuncisados também monogâmicos, apresentavam redução de mais de 50% dos casos de câncer de colo.

Esses dados têm provocado discussões acaloradas entre os especialistas. Todos concordam que a circuncisão deve ser promovida ativamente e oferecida aos homens que vivem em áreas com alta prevalência de Aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis.

A discordância está na indicação no caso dos que vivem em países de prevalência baixa. Os defensores mais radicais da cirurgia propõem que ela seja realizada na fase neonatal, porque causa menos complicações, nenhum trauma psicológico, reduz o risco de infecções urinárias e dos problemas provocados pela fimose nas crianças.

A Sociedade Americana de Pediatria, que anteriormente havia concluído serem insuficientes as evidências para recomendar circuncisão neonatal de rotina, está revendo suas posições com a colaboração de outras organizações médicas.

Os que são contrários à ideia, consideram que nos países de baixa prevalência de Aids essa é uma decisão pessoal, a ser tomada por homens adultos devidamente informados das vantagens e das desvantagens do procedimento.
*
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1912200926.htm
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*

Apometria em Baurú-SP

*

Grupo Espírita Kardecista de Apometria “Antonio de Queiroz”

Rua Maria da Graça Bueno Martins, Quadra 5, Nr. 43 – Vila Carolina – CEP 17032-570 – Baurú – SP Tel: (14) 2106-0441, 3313-8238, 3313-8238 8113-0440

As Terças Feiras – Atendimento somente com agendamento prévio (as quartas Feiras) das 19:30 Hrs as 22:00 Hrs.

As Quartas Feiras – Agendamento para os atendimentos das Terças Feiras das 19:00 as 20:00 Hrs e Estudos Apométricos das 20:00 as 21:00 Hrs.

COMO FAZER O AGENDAMENTO:
Os interessados devem solicitar A FICHA DE ATENDIMENTO via e-mail, e devolve-la preenchida também por e-mail para apometria.bauru@uol.com.br .

IMPORTANTE:
• Verificar a existência de possíveis vícios químicos, vícios de comportamento ou de pensamento e corrigi-los.

• Freqüentar uma casa Espírita Kardecista para receber passes e ouvir palestras sobre a doutrina espírita Kardecista. Praticar alguma atividade fraternista, de caridade e de ajuda aos irmãos mais necessitados.

• Desenvolver o hábito de leitura de cunho ético e de elevação moral e espiritual (Evangelho Segundo o Espiritismo, Bíblia, Salmos, etc.).

• Ficar ciente que, ao solicitar atendimento, devolvendo a ficha enviada devidamente preenchida, estará aceitando e comprometendo-se a seguir as orientações emanadas do grupo de atendimento.

• Antes de se formular qualquer queixa contra o assédio de espíritos devemos consultar o nosso próprio coração e verificar se o Espírito perturbador não está em nós mesmos.

• Não existem obsessores mais terríveis do que aqueles que residem dentro do próprio homem, denominados “orgulho”, “vaidade”, “egoísmo”, “perfídia”, “maldade”, “preguiça”, “avareza”, “ignorância”, “luxúria” e “má vontade”.

• Criar o hábito de antes de deitar e ao levantar, praticar uma oração, rezando um Pai Nosso e, na sequencia, estabelecendo um dialogo com a espiritualidade superior no intuíto de auxilia-lo a afastar de você, e seus familiares, todos os espíritos que não tenham intenção de ajudar, beneficiar, levando estes que estão no intento de atrapalhar, para a espiritualidade a fim de serem tratados, e convencidos a mudar para o lado fraterno do bem e de ajuda aos irmão(ã) aqui encarnados. Isto é uma importante mudança de comportamento e de atitude, que por si só, já causará um grande e profundo bem.

• Na etiologia das lesões, infecções e fracassos, há um forte contributo dos pensamentos, sentimentos, emoções e atitudes. Portanto, as vibrações negativas sediadas na essência do campo psíquico da pessoa afetam o seu humor, seu sistema endócrino e, conseqüentemente, imprimem desarmonias no seu campo de atuação.
*
Autoria:
Confrade: Carlos Moreira
apometria.bauru@uol.com.br
Baurú-SP
*
Publicado em: SinapsesLinks
http://sinapseslinks.blogspot.com/
*