52 Cristianismo no Mundo

*

Cristianismo

Designações

“Adventista”
“Assembléia de Deus”
“Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra”
“Congregação Cristã do Brasil”
“Cristianismo”
“Deus é Amor”
“Evangelho Quadrangular”
“Igreja Católica”
“Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”
“Igreja Internacional da Graça de Deus”
“Igreja Universal do Reino de Deus”
“Neopentecostais”
“O Brasil para Cristo”
“Paralelo a Reforma Protestante”
“Pentecostalismo Tradicional”
“Protestantismo”
“Protestantismo Histórico”
“Protestantismo Pentecostal”
“Renascer em Cristo”
“Testemunhas de Jeová”
*
*
***

52 Seduzir

*

É pecado se deixar seduzir?

Uma admirável lenda grega conta a história de Atalanta, uma semi-deusa com características semelhantes às de Artemis ou Diana, a caçadora.

Atalanta era intrépida, batalhadora e muito focada nos seus objetivos, razão pela qual desprezava a idéia de se dedicar a um amor. Contudo, Atalanta era muito cortejada, a ponto de se ver obrigada a criar uma artimanha para se desvencilhar de seus pretendentes.

Seu plano era o seguinte: como Atalanta era uma corredora veloz e grande conhecedora das matas, jurou que daria sua mão a quem a vencesse em uma corrida. Hipômenes era um desses pretendentes, talvez o com menos chance de vencê-la.

Entretanto, logo no início da corrida ele jogou aos pés de Atalanta uma maçã de ouro. Atalanta viu sua própria face refletida no brilho da maçã e pela primeira vez em sua vida se imaginou mais velha, menos independente. Mais adiante, Hipômenes jogou uma segunda maçã, mais macia, que fez Atalanta pensar no aconchego do amor.

Ainda assim, Atalanta estava quase ganhando a corrida quando Hipômenes fez a terceira maçã rolar a seus pés. O desajeitado percurso desta ultima maçã fez Atalanta pensar nas crianças.

Nunca se soube se as maçãs de fato distraíram Atalanta ou se no meio do trajeto ela mudou de idéia, mas a lenda diz que ambos se casaram.

E nós, quão abertos estamos às novas oportunidades? É sabido que pessoas realizadoras – empreendedoras, descobridoras, inovadoras em geral – foram muito pertinazes na busca de seus sonhos e suas visões. Mas o mundo tem também espaço para pessoas que se deixam seduzir.

O sentido da palavra seduzir é tirar do caminho. Quantos “acidentes de percurso” não levam pessoas a mudarem seus rumos? Quantas descobertas não são possíveis em novos percursos? Quantas ofertas de trabalho não são realmente sedutoras? Quantas oportunidades não estão escondidas em percursos não imaginados?

Se você nem tem um caminho, talvez ninguém saiba como seduzi-lo. Mas se você o tiver, não despreze as maçãs. Afinal, a lenda não conta, mas quem sabe, agora casada, Atalanta não tenha encontrado em Hipômenes um companheiro para ajudá-la a atingir seus objetivos?

Autora : Gisele Kassoy
*
Colaboração: Mário Leal Filho – São Paulo-SP – Brasil
*
*
***

52 ESE Capítulo 12

*

Amai os Vossos Inimigos

Fonte:
O Evangelho Segundo o Espiritismo
Allan Kardec
Capítulo XII – Amai os Vossos Inimigos – Jesus
Transcrição literal:

1. Aprendestes que foi dito: “Amareis o vosso próximo e odiareis os vossos inimigos.” Eu, porém, vos digo: “Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o Sol para os bons e para os maus e que chova sobre os justos e os injustos. – Porque, se só amardes os que vos amam, qual será a vossa recompensa? Não procedem assim também os publicanos? Se apenas os vossos irmãos saudardes, que é o que com isso fazeis mais do que os outros? Não fazem outro tanto os pagãos?” (S. MATEUS, cap. V, vv. 43 a 47.) – “Digo-vos que, se a vossa justiça não for mais abundante que a dos escribas e dos fariseus, não entrareis no reino dos céus.”(S. MATEUS, cap. V, v. 20.)

2. “Se somente amardes os que vos amam, que mérito se vos reconhecerá, uma vez que as pessoas de má vida também amam os que os amam? – Se o bem somente o fizerdes aos que vo-lo fazem, que mérito se vos reconhecerá, dado que o mesmo faz a gente de má vida? – Se só emprestardes àqueles de quem possais esperar o mesmo favor, que mérito se vos reconhecerá, quando as pessoas de má vida se entreajudam dessa maneira, para auferir a mesma vantagem? Pelo que vos toca, amai os vossos inimigos, fazei bem a todos e auxiliai sem esperar coisa alguma. Então, muito grande será a vossa recompensa e sereis filhos do Altíssimo, que é bom para os ingratos e até para os maus. – Sede, pois, cheios de misericórdia, como cheio de misericórdia é o vosso Deus.” (S. LUCAS, cap. VI, vv. 32 a 36.)
*
*
***