54 São Paulo 453 Anos!

*

SOBRE A CIDADE DE SÃO PAULO

Área da unidade territorial: 1.525 km2
Latitude do distrito sede do município: -23,5475°
Longitude do distrito sede do município: -46,63611°
Altitude: 760 m

Estimativa Populacional IBGE-2005: 10.927.985 hab.
Estimativa Populacional IBGE-2004: 10.838.581 hab.

Resultados do Universo do Censo 2000

População Residente

Total: 10.434.252
Homens: 4.972.678
Mulheres: 5.461.574
Urbana: 9.813.187
Rural: 621.065

População residente de 10 anos ou mais de idade
Total: 8.727.411
Alfabetizada: 8.327.045
Taxa de alfabetização: 95,4%

(2004)
Estabelecimentos de ensino pré-escolar: 2.399
Estabelecimentos de ensino fundamental: 2.650
Estabelecimentos de ensino médio: 1.213
Hospitais: 177
Agências bancárias: 1.931

São Paulo 453 Anos!
Parabéns São Paulo!
*
Visite:
http://www.nossosaopaulo.com.br/Reg_13/Reg13_SaoPaulo.htm#
http://www.ibge.org.br/
*
*
***

Anúncios

50 Para Você!

*

Perante os amigos

O amigo é uma benção que nos cabe cultivar no clima da gratidão.

Quem diz que ama e não procura compreender e nem auxiliar, nem amparar e em servir, não saiu de si mesmo ao encontro do amor em alguém.

A amizade verdadeira não é cega, mas se enxerga defeitos nos corações amigos, sabe amá-los e entendê-los mesmo assim.

Teremos vencido o egoísmo em nós quando nos decidirmos a ajudar aos entes amados a realizarem a felicidade própria tal qual entendem eles, deva ser a felicidade que procuram, sem cogitar de nos própria felicidade.

Em geral, pensamos que os nossos amigos pensam como pensamos, no entanto, precisamos reconhecer que os pensamentos deles são criações originai deles próprios.

A ventura real da amizade é o bem do entes queridos.

Assim como espero que os amigos me aceitem como sou, devo, de minha parte aceitá-los como são.

Toda vez que buscamos desacreditar esse ou aquele amigo, depois de havermos trocado convivência e intimidade, estaremos desmoralizando a nós mesmos.

Em qualquer dificuldade com as relações afetivas é preciso lembrar que toda criatura humana é um ser inteligente em transformação incessante, e, por vezes, a mudança das pessoas que amamos não se verifica na direção de nossas próprias escolhas.

Quanto mais amizade você der, mais amizade receberá.

Se Jesus nos recomendou amar os inimigos, imaginemos com que imenso amor os compete amar aqueles que nos oferecem o coração.
*
Livro fonte: Sinal Verde
Francisco Cândido Xavier / André Luiz
*
*
***

52 Novo Fim

*

Novo Fim

Nasceste no lar que precisavas,
Vestiste o corpo físico que merecias,
Moras onde melhor Deus te proporcionou,
De acordo com teu adiantamento.

Possuis os recursos financeiros coerentes
com as tuas necessidades, nem mais,
nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas.

Teu ambiente de trabalho é o que elegeste
espontaneamente para a tua realização.

Teus parentes, amigos são as almas que atraíste,
com tua própria afinidade.
Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle.

Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, buscas, expulsas, modificas tudo aquilo
que te rodeia a existência.

Teus pensamentos e vontade são a chave de teus atos e atitudes…

São as fontes de atração e repulsão na tua jornada vivência.

Não reclames nem te faças de vítima.
Antes de tudo, analisa e observa.
A mudança está em tuas mãos.

Reprograma tua meta, busca o Bem e viverás melhor.

EMBORA NINGUÉM POSSA VOLTAR ATRÁS E FAZER UM NOVO COMEÇO, QUALQUER UM PODE COMEÇAR AGORA E FAZER UM NOVO FIM.

Francisco Cândido Xavier
*
*
***

52 ESE Capítulo 09

*

Bem-aventurados os Mansos e Pacíficos

Fonte:
O Evangelho Segundo o Espiritismo
Allan Kardec
Capítulo IX – Bem-aventurados os Mansos e Pacíficos – Jesus
Transcrição literal:

1. Bem-aventurados os que são brandos, porque possuirão a Terra. (S. MATEUS, cap. V, v. 4.)

2. Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus. (Id., v.9.)

3. Sabeis que foi dito aos antigos: Não matareis e quem quer que mate merecerá condenação pelo juízo. – Eu, porém, vos digo que quem quer que se puser em cólera contra seu irmão merecerá condenado no juízo; que aquele que disser a seu irmão: Raca, merecerá condenado pelo conselho; e que aquele que lhe disser: És louco, merecerá condenado ao fogo do inferno. (Id., vv. 21 e 22.)
*
*
***