52 Carapicuiba

*

Carapicuiba

Líder em visitas!

#——————————————————–
# Nome do perfil: sinapseslinks.blogspot.com
# Nome do relatório: Visão geral executiva
# Período: 19/10/2006 – 25/10/2006
#——————————————————–

#——————————————————–
# Cobertura Geo Map
#——————————————————–
País/Região/Cidade Visitas
Carapicuíba|-235168|-468333 =70
São Paulo|-235333|-466167 =47
Rio De Janeiro|-229000|-432333 =23
Brasília|-157833|-479167 =17
Belo Horizonte|-199167|-439333 =11
*
Amigos de Carapicuíba-SP
Bom Dia!
Esta é uma mensagem de agradecimento.
No período de 19 a 25 outubro 2006 Carapicuiba
foi a cidade que nos honrou com o maior número de visitas.

Ao parabenizá-los manifesto meu desejo em conhecê-los.
Por favor, escrevam-me:
Fraternalmente,

Leal – ep-leal@uol.com.br
*
*
***

Anúncios

54 Sair do Próprio Corpo

*

A sensação de sair do próprio corpo

Fernando Reinach – Biólogo
Jornal OESP de 25/10/2006

Uma das sensações descritas por pessoas que passaram por situações próximas à morte é a de ‘sair do próprio corpo’, como se percebessem seu corpo sobre a cama enquanto seu espírito deixa o corpo. Nos filmes, essa sensação é mostrada como um segundo corpo se separando do primeiro, partindo para a eternidade.

Alguns pacientes psiquiátricos ou pessoas com doenças neurológicas sentem a proximidade de outra pessoa sem que ela realmente exista e até atribuem suas ações a esse ser virtual. Pessoas sadias muitas vezes sentem a aproximação de outra pessoa, se viram e concluem que não existe ninguém nas proximidades.

Agora um grupo de cientistas suíços descobriu uma área do cérebro humano que, quando estimulada, provoca a ilusão de que existe uma segunda pessoa muito próxima de nós.

A descoberta foi feita em uma paciente de 22 anos que sofria de
epilepsia. Muitos casos de epilepsia são resultantes de um foco de
‘irritação’ no cérebro. A partir do ponto em que está localizado o foco, se espalha pelo cérebro uma onda de atividade elétrica que provoca os surtos epiléticos.

Nos casos mais graves, quando o tratamento com remédios não surte efeito, a solução é operar o paciente e remover o pequeno pedaço do cérebro onde está o foco de irritação.

Técnicas modernas permitem que se localize exatamente o foco epilético, o que possibilita a remoção de uma quantidade pequena de tecido nervoso, de modo que os efeitos colaterais da operação sejam mínimos.

Para garantir que nenhuma parte importante do cérebro seja retirada
junto com o foco da epilepsia, durante a operação, quando o cérebro já está exposto, o paciente é despertado da anestesia. Nesse momento, o cirurgião estimula a superfície do cérebro em volta da área que pretende retirar e o paciente vai descrevendo o que sente.

Esse mapeamento final garante que somente o foco epilético seja removido. Como não há receptores para dor no cérebro, o paciente não sente nada.

Foi numa operação assim, nessa paciente de 22 anos, que foi feita a
descoberta. Quando os médicos estimularam um ponto do hemisfério esquerdo do cérebro, a paciente relatou que sentia uma outra pessoa deitada por debaixo dela. Os médicos levantaram a cabeceira da cama, a colocaram sentada e então repetiram o estímulo no mesmo ponto. Agora a paciente relatou que a segunda ‘pessoa’ estava por trás dela e a abraçava e que a sensação era muito desagradável. Finalmente pediram para ela escrever algo em um papel enquanto estimulavam a região.

A paciente descreveu que a ‘pessoa’ a abraçava, interferia com sua escrita e não a deixava ler o que escrevia. O foco epilético foi enfim removido e a paciente está totalmente curada.

Os cientistas acreditam que essa área do cérebro está relacionada à
capacidade de perceber a presença de nosso próprio corpo e de separar o que é nosso corpo e o que é o corpo de outra pessoa. A descoberta não somente abre a possibilidade de compreendermos como nosso cérebro separa o ‘eu’ do ‘não eu’, mas nos ajuda a explicar por que em certas situações ocorre a ilusão de estarmos saindo de nosso próprio corpo. Mais informações em Induction of an illusory shadow person, na Nature, volume 443, página 287, de 2006.
*
Colaboração: Maísa Intelisano – São Paulo-SP – Brasil
*
*
***

54 Alps School

*

ALPS School

A ALPS em São Gabriel do Oeste – MS
é a mais nova escola de idiomas da cidade!

Cidade esta querida,
Pequena, mas reconhecida
Com muita gente trabalhadora
E vencedora
Gente que chegou aqui desbravando
E abrindo caminhos na lavoura
E a cidade foi crescendo
Em 25 anos de sucesso
Chega a ALPS feliz e contente
Contribuindo para o progresso
Dessa gente
Formando pessoas
Diminuindo a distância do interior
Para o mundo global
Aproximando pessoas
Através do idioma
*
Colaboração:
Mrs. Gisele Camargo Leal – teacher
*
*
***