70 SinapsesLinks #4

*

Pesquisando no Blog

Layout da página:
Observe o canto superior esquerdo do
Blog SinapsesLinks.

Áreas específicas:

1
Campo em branco para digitar o texto desejado.
Exemplo: “52 Maldizente”

2
Botão Opção: “Search this blog”
Executa a pesquisa dentro do
Blog SinapsesLinks.

3
Botão Opção: “Search all blogs”
Executa a pesquisa em todos
Os blogs do universo “Blogger”

Resultados:
São apresentados numa janela independente.
Boa pesquisa!
Obrigado por sua visita, é muito importante!
Fraternalmente,
Leal – ep-leal@uol.com.br
*
*
***

Anúncios

70 SinapsesLinks #3

*

Dicas de Utilização do Blog SinapsesLinks

Querido Visitante, por favor, observe:

Cada provedor de blog tem uma estrutura própria para a apresentação dos textos publicados.

O Blog SinapsesLinks tem a seguinte organização:
Vide desenho acima:

1 – Recent posts
Mostra os dez últimos textos publicados

2 – Relação dos dez últimos textos

3 – Archives
Lista o nome das pastas (mês e ano) que existem no Blog SinapsesLinks.

4 – Julho 2006
Pasta que contém os primeiros textos publicados

5 – Agosto 2006
Pasta que contém as publicações de Agosto

6 – Setembro 2006
As publicações de Setembro exceto as 10 últimas.
*
Hoje dia 03set2006.
Até aqui o Blog SinapsesLinks tem 230 textos publicados.
*
Aproveito o ensejo da sua honrosa visita para externar meu agradecimento, pois a interdependência é inquestionável.
Fraternalmente,
Leal – ep-leal@uol.com.br
*
*
***

52 Cativeiro

*

Livro: O Evangelho Segundo o Espiritismo

Capítulo XVII – SEDE PERFEITOS
Caracteres da perfeição: 1 e 2.
O homem de bem: 3.
Os bons espíritas: 4.
Parábola do semeador:
Instruções dos Espíritos:
O dever: 7.
A virtude: 8.
Os superiores e os inferiores: 9.
O homem no mundo: 10.
Cuidar do corpo e do espírito: 11.

Se fosse um homem de bem, teria morrido

22. Falando de um homem mau, que escapa de um perigo, costumais dizer: “Se fosse um homem bom, teria morrido.” Pois bem, assim falando, dizeis uma verdade, pois, com efeito, muito amiúde sucede dar Deus a um Espírito de progresso ainda incipiente prova mais longa, do que a um bom que, por prêmio do seu mérito, receberá a graça de ter tão curta quanto possível a sua provação.

Por conseguinte, quando vos utilizais daquele axioma, não suspeitais de que proferis uma blasfêmia. Se morre um homem de bem, cujo vizinho é mau homem, logo observais: “Antes fosse este.” Enunciais uma enormidade, porquanto aquele que parte concluiu a sua tarefa e o que fica talvez não haja principiado a sua. Por que, então, haveríeis de querer que ao mau faltasse tempo para terminá-la e que o outro permanecesse preso à gleba terrestre?

Que diríeis se um prisioneiro, que cumpriu a sentença contra ele pronunciada, fosse conservado no cárcere, ao mesmo tempo que restituíssem à liberdade um que a esta não tivesse direito?

Ficai sabendo que a verdadeira liberdade, para o Espírito, consiste no rompimento dos laços que o prendem ao corpo e que, enquanto vos achardes na Terra, estareis em cativeiro.

Habituai-vos a não censurar o que não podeis compreender e crede que Deus é justo em todas as coisas. Muitas vezes, o que vos parece um mal é um bem. Tão limitadas, no entanto, são as vossas faculdades, que o conjunto do grande todo não o apreendem os vossos sentidos obtusos.

Esforçai-vos por sair, pelo pensamento, da vossa acanhada esfera e, à medida que vos elevardes, diminuirá para vós a importância da vida material que, nesse caso, se vos apresentará como simples incidente, no curso infinito da vossa existência espiritual, única existência verdadeira. – Fénelon. (Sens, 1861.)
*
*
***

52 Convite ao Estudo

*

CONVITE AO ESTUDO

“O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem e o homem mau, do mau tesouro tira o mal; porque a sua boca fala o de que está cheio o coração.” LC 6-45

Pugnadores do cepticismo diante das investigações das ciências modernas apresentam apressadas conclusões pessimistas através das quais subestimam os informes espiritualistas com sarcasmos e azedumes.

Tratadistas da negação arremetem, desesperados, contra as expressões imortalistas, apoiando-se nas filosofias do desespero como se elas pudessem equacionar todos os enigmas da inquietação humana.

Anarquistas apaixonados, face às alterações econômico-sociais, arremetem revoltados, em fúria brutal contra as vivas lições cristãs, como desejando tudo romper e aniquilar.

Assumem atitudes aberrantes os hodiernos condutores da mente e do comportamento do homem, a reivindicar chegado o período da felicidade, que é aflição disfarçada pelos alucinógenos e gozos fugazes em prenúncio da grande degradação em massa…

Mais do que nunca, portanto, se afigura a necessidade consciente do estudo espírita como veículo de libertação da consciência e rota iluminativa na viagem da evolução.

O estudo espírita conduz o discípulo ao esclarecimento que é base de segurança, condição precípua à paz.

Muitos estudiosos do Espiritismo, não obstante as convicções que esposam, sem a necessária maturidade ante os problemas de pequena monta, desertam das fileiras da fé, afirmando que novos conhecimentos os afastaram das realidades espíritas por se encontrarem estas ultrapassadas.

A Doutrina Espírita, no entanto, portadora das informações que oferecem segurança e harmonia íntima, requer demorado estudo e bem estruturada reflexão, para melhor assimilada e mais facilmente vivida…

Aprofunda, por tua vez, o pensamento no estudo da revelação kardequiana, reservando algum tempo do dia, cada semana, ao estudo freqüente, a fim de impregnar-te da convicção e da renovação indispensáveis à preservação do patrimônio espiritual com o qual despertarás além da vida orgânica.

Examina o conhecimento geral à luz do Espiritismo e assimilarás melhor as conquistas dos dias modernos, despertando em definitivo para a vida melhor, curado das mazelas antigas fixadas no espírito e assim ascenderás além e acima das vicissitudes.

Outro não foi o título exigido por Jesus, senão o de Mestre, fazendo-nos discípulos permanentes ante o sublime livro da vida.

Da mesma forma, a fim de poder ministrar a lição clarificadora do Espiritismo à Humanidade, Kardec fez-se professor para ajudar-nos a estudar e a refletir as sagradas lições do dever e da caridade que são as metas para a nossa real liberação.

Texto extraído do livro “Convites da Vida”
Médium: Divaldo Franco
Espírito: Joanna de Angelis
Editora: LEAL
*
Fonte: http://www.livrarianossolar.com.br/index-artigo.htm
*
*
***